Início » Brasil » ONU promove semana de ações contra poluição plástica
DIA MUNDIAL DO MEIO AMBIENTE

ONU promove semana de ações contra poluição plástica

Até a próxima segunda-feira, 11, diferentes iniciativas acontecem em todo o Brasil

ONU promove semana de ações contra poluição plástica
Por ano, são consumidas até 5 trilhões de sacolas plásticas em todo o planeta (Foto: Rasande Tyskar/Flickr)

Prezados leitores, o Opinião e Notícia encerrará suas atividades em 31/12/2019.
Agradecemos a todos pela audiência durante os quinze anos de atuação do site.

A Organização das Nações Unidas (ONU) promove até a próxima segunda-feira, 11, em todo o Brasil, uma série de ações em comemoração ao Dia Mundial do Meio Ambiente, celebrado nesta terça-feira, 5.

Com o tema #AcabeComAPoluiçãoPlástica, da campanha #MaresLimpos, da ONU, a série de ações teve início na última segunda-feira, 4, quando o ministro do Meio Ambiente, Edson Duarte, assinou a portaria que cria a Comissão Gestora do Plano Nacional de Combate ao Lixo no Mar.

A Comissão, que conta com a participação da ONU Meio Ambiente, vai elaborar o 1º Plano de Ação para Combate ao Lixo no Mar, que será elaborado no prazo de um ano. Além da ONU, universidades, Organização Não Governamentais (ONGs), órgãos públicos e a iniciativa privada também participarão da criação do Plano.

Ações

Já nesta terça-feira, a ONU e a National Geographic, referência em assuntos ambientais em todo o mundo, promoverão uma roda de debates sobre a poluição plástica. O evento acontecerá às 19h30, no Cubo Itaú, em São Paulo.

Ainda nesta terça-feira será lançado o Portal da Ecoinovação (www.ecoinovacao.com.br), em uma parceria entre a ONU Meio Ambiente e o Serviço Brasileiro de Apoio às Micro e Pequenas Empresas (Sebrae). O site vai contar com diferentes informações para auxiliar e incentivar os empresários brasileiros a entrarem na luta contra a poluição plástica.

Na próxima quarta-feira, 6, o AquaRio, na zona portuária do Rio de Janeiro, vai ser palco do anúncio dos resultados do Desafio Mares Limpos 2017 dos Escoteiros do Brasil, que rendeu a mais de 3 mil escoteiros a insígnia Mares Limpos. A insígnia é o símbolo de que esses escoteiros se esforçaram para reduzir o consumo de plástico.

No AquaRio também serão anunciadas as novas medidas do Grupo Cataratas para reduzir o consumo de plástico descartável nos parques nacionais da Tijuca (RJ), Foz do Iguaçu (PR) e Fernando de Noronha (PE). Além disso, o local também receberá a exposição “Dá para ser diferente”, na qual três tanques do AquaRio receberão plásticos em vez de peixes para ilustrar a situação dos oceanos.

Enquanto isso, na próxima quinta-feira, 7, Fe Cortez, idealizadora do movimento Menos 1 Lixo e defensora Mares Limpos pela ONU Meio Ambiente, lançará uma websérie de 10 capítulos no canal Menos um Lixo, no YouTube. Ao longo dos episódios, com 10 minutos de duração cada um, será abordado o tema da poluição plástica de forma didática, incluindo dados e entrevistas.

Na próxima sexta-feira, 8, onze cidades que integram a Associação de Municípios da Foz do Rio Itajaí (Amfri) vão aderir à campanha Mares Limpos, se comprometendo a implementar um Plano Regional de Combate ao Lixo no Mar com foco no Rio Itajaí.

Em Manaus, na sexta-feira e no próximo sábado, 9, vai ocorrer o seminário “Dos Rios Limpos e Mares Limpos com os ODS (Objetivos de Desenvolvimento Sustentável)”, em uma parceria entre a ONU Meio Ambiente, a Fundação Amazonas Sustentável (FAS) e a Secretaria do Meio Ambiente do Governo do Estado do Amazonas (Sema).

Outras ações vão integrar a semana de ações de combate ao consumo de plásticos, como a audiência pública na Câmara Municipal de São Paulo sobre canudos plásticos, que acontece nesta terça-feira; o apoio à 7ª Mostra Ecofalante de Cinema Ambiental, em São Paulo; a apresentação da ONU Meio Ambiente na Semana de Meio Ambiente de Santos, na próxima quinta-feira; e a participação da ONU Meio Ambiente na II Semana do Mar de Fortaleza, na próxima segunda-feira.

Poluição plástica

A preocupação com o lixo plástico está cada vez mais presente nas discussões ao redor do mundo. Segundo a ONU, caso o problema não seja solucionado, haverá mais plástico do que peixes nos oceanos até 2050. Isso porque, por ano, são consumidas até 5 trilhões de sacolas plásticas em todo o planeta.

A cada minuto, 1 milhão de garrafas plásticas são compradas em todo o mundo. Somado a isso, mais de 90% da água engarrafada conta com presença de microplásticos, segundo uma pesquisa da organização sem fins lucrativos Orb Media. De acordo com a ONU, pelo menos metade do plástico consumido pelo ser humano é descartável e evitável.

Ao todo, cerca de 13 milhões de toneladas de plástico vão parar nos oceanos anualmente, o que prejudica, pelo menos, 600 espécies marinhas, fazendo com que 15% delas corram risco de extinção.

Campanha pelas redes sociais

A ONU Meio Ambiente também lançou uma campanha pelas redes sociais para integrar o movimento #AcabeComAPoluiçãoPlástica. Para isso, qualquer pessoa pode gravar um vídeo, ou tirar uma foto, definindo uma mudança ecológica em sua vida, ou seja, a troca de um material plástico por algo reutilizável.

Ao fim do vídeo, a ideia é mencionar, e marcar na postagem, três pessoas ou organizações para seguir o mesmo movimento. A intenção da campanha é combater a poluição plástica, envolvendo diferentes pessoas em todo o mundo. Na postagem, a ONU Meio Ambiente sugere a utilização das hashtags #AcabeComAPoluiçãoPlástica e #DiaMundialdoMeioAmbiente.

 

Leia também: UE propõe banir produtos plásticos descartáveis
Leia também: PL propõe reduzir o plástico em produtos descartáveis
Leia também: Os vários problemas dos oceanos de plástico

Os comentários são de responsabilidade de seus autores e não refletem a opinião deste site

Sua Opinião

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios são marcados *