Início » Brasil » Operação Lava Jato deve prosseguir, diz ‘Economist’
COMBATE À CORRUPÇÃO

Operação Lava Jato deve prosseguir, diz ‘Economist’

Revista afirma que, embora seja alvo de críticas com fundamentos, a operação encerrou uma prática de longa data de crimes políticos no país

Operação Lava Jato deve prosseguir, diz ‘Economist’
Revista ressalta que a Lava Jato revelou e puniu transgressões generalizadas (Foto: EBC)

Três anos após seu início, a Operação Lava Jato chegou a um ponto crítico na última quarta-feira, 12, quando o juiz federal Sérgio Moro condenou o ex-presidente Lula a nove anos e meio de prisão por corrupção e lavagem de dinheiro, no processo referente ao triplex no Guarujá.

Em um artigo publicado nesta quinta-feira, 13, a revista Economist afirma que a prisão do ex-presidente não deve ser considerada o fim da operação e diz que as investigações devem continuar.

O texto afirma que a operação é cravejada de críticas, algumas delas corretas. “Rodrigo Janot, o procurador-Geral da República, tem sido amplamente criticado por seu acordo com os Batista, que feriu as boas práticas ao garantir a eles imunidade na Justiça (em vez de uma sentença reduzida). A polícia ainda não conseguiu confirmar muitas acusações contra políticos feitas no acordo de delação premiada da Odebrecht, uma empreiteira. Vazamentos seletivos de acusações destroem reputações, mesmo que a inocência seja provada depois. Aqueles que receberam doações não declaradas para campanhas (caixa dois) – um crime, porém uma norma –  são agrupados na opinião pública junto com aqueles que receberam enormes propinas”, diz a revista.

O artigo, no entanto, ressalta que a Lava Jato revelou e puniu transgressões generalizadas. “Ela encerrou uma prática de longa data do Brasil de falhar em punir crimes de colarinho branco. Como Deltan Dallagnol, o principal procurador da Lava Jato, escreveu em um novo livro, sua pequena equipe está contra os escritórios de advocacia mais ricos em bem sucedidos do país”, diz o texto.

A revista finaliza afirmando que outro motivo para a investigação prosseguir é a renovação política que ela traz. “Muitos brasileiros vêem a chance de um país melhor sair das investigações. Nisso, eles certamente estão certos”, diz o artigo.

Fontes:
The Economist-The conviction of Lula and the future of Brazil’s political purge

Os comentários são de responsabilidade de seus autores e não refletem a opinião deste site

2 Opiniões

  1. Lucinda Telles disse:

    O melhor dessa lambança toda é a possibilidade de renovação geral em 2018, do senado só uns 4 ou 5 senadores escapam (Lasier Martins, Ana Amélia, Magno Malta, José Medeiros e Cristóvão Buarque); mas temo que mudem as regras eleitorais para garantirem a reeleição das raposas mais felpudas.

  2. laercio disse:

    A operação lava jato é a única coisa que dá orgulho aos brasileiros, ela é comparável a Airton Sena, no que diz respeito a trazer dignidade para os cidadãos.

    Atualmente estamos assistindo vários episódios que sugerem o fim da operação.

    As forças do nosso país são desfavoráveis ao povo.

Sua Opinião

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios são marcados *