Início » Brasil » Os efeitos da violência na vida das crianças brasileiras
Estudo

Os efeitos da violência na vida das crianças brasileiras

Estudo comprova que a violência urbana repercute dentro de casa

Os efeitos da violência na vida das crianças brasileiras
Estudo contou com a participação de 540 crianças (Fonte: Reprodução/TV Globo)

Um estudo sobre os efeitos da violência na vida das crianças brasileiras revela o terror do tráfico e o abuso da polícia na rua, o castigo e a palmada dentro de casa sob o ponto de vista de crianças com idades entre 6 e 8 anos.

Trata-se da primeira vez que uma universidade do país realiza um estudo sobre violência contando com a participação de crianças tão pequenas.

A pesquisa, financiada por uma fundação holandesa, foi desenvolvida por uma equipe de cientistas da PUC-RS durante dois anos com 540 crianças e também com seus familiares. Os cientistas entrevistaram ao todo 2.889 pessoas de 15 favelas e cortiços no Recife, Rio de Janeiro e São Paulo.

O estudo comprova que a violência urbana repercute dentro de casa. De acordo com Hermílio Santos, cientista social da PUC-RS, a maioria absoluta das mães que veem alguém apontando arma de fogo sempre ou quase sempre admite punir severamente seus filhos pequenos sempre ou quase sempre.

O método de punição mais usado pelos pais é o castigo. Bater no filho é a segunda opção.

Ainda de acordo com a pesquisa, a mãe é quem mais bate nas crianças, e não o pai ou o padrasto, como se pensava. Depois da mãe, vem a avó. “Há uma hierarquia da prática da violência. Isso significa que o homem pratica mais violência contra a sua companheira, e esta por sua vez repassa a violência contra a criança”, explica Hermílio Santos.

O estudo revelou também que viver em casas precárias e em comunidades onde os serviços são escassos interfere na qualidade de vida das crianças.

Em relação à violência na rua, os pesquisadores afirmam que a criança já não vê mais diferença entre atitude de policiais e bandidos.

O estudo revelou ainda uma grande contradição: 99% das mães ouvidas dizem que bater nos filhos não resolve nada.

Fontes:
Fantástico - Bater nos filhos é a segunda punição mais usada dentro de casa, diz estudo

Sua Opinião

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios são marcados *