Início » Brasil » País tem 88 barragens do tipo de Brumadinho ou ‘desconhecido’
AGÊNCIA NACIONAL DE MINERAÇÃO

País tem 88 barragens do tipo de Brumadinho ou ‘desconhecido’

Número consta em lista de barragens divulgada pela Agência Nacional de Mineração nesta quinta-feira

País tem 88 barragens do tipo de Brumadinho ou ‘desconhecido’
Especialistas consideram o método a montante obsoleto e o menos seguro (Fonte: Reprodução/Corpo de Bombeiros)

Prezados leitores, o Opinião e Notícia encerrará suas atividades em 31/12/2019.
Agradecemos a todos pela audiência durante os quinze anos de atuação do site.

Uma lista divulgada nesta quinta-feira, 31, pela Agência Nacional de Mineração (ANM) revelou que o Brasil tem pelo menos 88 barragens de rejeitos de mineração construídas pelo método de “alteamento a montante ou desconhecido”.

De acordo com a ANM, cuja lista inclui ao todo 717 barragens, 43 das 88 barragens do tipo de Brumadinho e de Mariana são classificadas como de alto dano potencial associado.

Especialistas consideram o método a montante obsoleto e o menos seguro, em função dos riscos de acidentes. As opções mais seguras são alteamento a jusante, alteamento por linha de centro e etapa única.

O fato de uma barragem ser classificada como de alto dano potencial associado significa que ela é considerada arriscada quando se trata do que pode acontecer em caso de rompimento ou mau funcionamento.

Ainda segundo dados da Agência Nacional de Mineração, o Brasil tem ao todo quase 200 barragens de mineração com potencial de dano considerado alto.

A ANM classifica também o risco de ocorrência de acidente. Entre as 88 barragens construídas pelo método de alteamento a montante ou desconhecido, 12 são consideradas de médio risco e 72 de baixo risco.

A barragem 1 do Córrego de Feijão, em Brumadinho, era classificada como de baixo risco. A barragem, no entanto, se rompeu na última sexta-feira, 25, deixando centenas de mortos e desaparecidos.

Fontes:
G1 - Brasil tem 88 barragens do tipo 'a montante ou desconhecido', metade com alto potencial de dano, diz agência

Os comentários são de responsabilidade de seus autores e não refletem a opinião deste site

Sua Opinião

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios são marcados *