Início » Brasil » Parlamentares divergem sobre supostos privilégios de Dirceu na prisão
Condenado no mensalão

Parlamentares divergem sobre supostos privilégios de Dirceu na prisão

Oposição afirma que ex-ministro tem regalias, como TV de plasma, chuveiro quente e um espaço bem maior que o de outros detentos

Parlamentares divergem sobre supostos privilégios de Dirceu na prisão
Dirceu foi condenado a 7 anos e 11 meses de prisão (Fonte: Reprodução/O Povo)

Os supostos privilégios do ex-ministro José Dirceu, que cumpre pena por condenação no julgamento do processo do mensalão, no complexo penitenciário da Papuda, em Brasília, continuam dando o que falar.

Deputados que visitaram a prisão nesta terça-feira, 19, divergem sobre o assunto. Familiares de Dirceu solicitaram que parlamentares averiguassem se o ex-ministro tem mesmo privilégios, o que justificaria a não concessão do direito ao trabalho externo a Dirceu.

Enquanto deputados da oposição afirmaram que Dirceu tem privilégios, como TV de plasma, chuveiro quente e um espaço bem maior que o de outros detentos, aliados do governo integrantes da Comissão de Direitos Humanos da Câmara garantiram que o ex-ministro não tem qualquer regalia.

O requerimento propondo a visita foi apresentado pelo deputado Nilmário Miranda (PT-MG), a pedido da família de Dirceu.

A deputada Mara Gabrilli (PSDB-SP) disse que Dirceu tem sim privilégios. De acordo com a parlamentar, a cela do ex-ministro é diferente de outras que ela conheceu na prisão. “A cela dele é iluminada, ampla, o tipo de material do beliche é diferente, tem televisão, tem microondas. E não são todas as celas — é a única cela desse jeito”, afirmou Mara, que ressaltou ainda que há superlotação em outras celas no mesmo pavilhão de Dirceu.

A Secretaria de Segurança Pública do Distrito Federal negou que o ex-ministro tenha privilégios, ressaltando que os eletrodomésticos vistos na cela de Dirceu foram levados por familiares, um direito de presos com bom comportamento.

Dirceu foi condenado a 7 anos e 11 meses de prisão, em regime semiaberto.

Fontes:
Estadão - Oposição diz haver privilégio para Dirceu; já comissão, não
G1 - Deputados divergem sobre 'regalias' de Dirceu em prisão

Os comentários são de responsabilidade de seus autores e não refletem a opinião deste site

1 Opinião

  1. helo disse:

    O governo federal não aposente por invalidez pacientes pobres e com doenças gravíssimas. Os mensaleiros querem prisão domiciliar, aposentadoria, conseguem surpreendentemente quitar rapidamente suas multas e ficam indignados com a simples investigação de suas ligações nos celulares, proibidas por lei. Tantos protestos talvez aconteçam para mantê-los na mídia.

Sua Opinião

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios são marcados *