Início » Brasil » Partido novo: a ultradireita consegue voz
Coluna Esplanada

Partido novo: a ultradireita consegue voz

Nos bastidores, o PN é bancado por alguns dos maiores e mais liberais empresários do Brasil

Partido novo: a ultradireita consegue voz
Partido Novo (PN), idealizado pelo empresário João Amoedo (Fonte: Reprodução/Veja)

Pelo andar da tramitação e articulações, ele vai surgir com uma fiel massa silenciosa que vai dar as caras nas ruas em breve: o Partido Novo (PN), idealizado pelo empresário João Amoedo, avança na papelada junto ao TSE e nas redes sociais aproveitando a lacuna outrora ocupada pelo DEM (que definha): o de conservador e ultradireita declarado. Entre outros pontos, propõe um mercado liberal, sem intervenção do Estado, fim das cotas raciais e diminuição drástica dos programas sociais. Nos bastidores, o PN é bancado por alguns dos maiores e mais liberais empresários do Brasil.

Contrapeso

O Novo quer aproveitar o vazio que ficou com o fim do PL, o enfraquecimento do DEM e se mostrar opção declarada contra PCdoB, PT e o sentimento de bolivarianismo.

Roteiro

Amoedo tem lotado auditórios, como o do Clube de Diretores Lojistas em Brasília na quarta. Ontem passou em Goiânia e hoje estará em Belo Horizonte.

‘Santa’ Ceia

Na acelerada pré-campanha para disputar a Presidência da Câmara, o líder do PMDB, Eduardo Cunha (RJ), jantou com bancada evangélica no Hotel Meliá na quarta.

Juízes & Barbosa?

Será inaugurada dia 15 de dezembro a Associação dos Juízes Anticorrupção (AJA). O convidado mais ilustre é o amado e odiado ex-presidente do STF Joaquim. O evento será na sede do Tribunal de Justiça de São Paulo. Sérgio Moro, juiz federal do Petrolão, será um dos que comporão a mesa. Aliás, há movimento para alçar Moro ao Supremo.

Incertos

Há duas incertezas. Moro no STF é improvável, levando-se em conta que a nomeação é da presidente da República e com olho vivo do PT — alvo da investigação. E não há confirmação de que Barbosa, um crítico contumaz de alguns juízes, vá dar as caras.

BNDES mineiro

Josué Gomes, herdeiro do saudoso José Alencar, fundador do maior império têxtil das Américas, tem chances de ser nomeado presidente do BNDES. Dilma gosta dele — já foram colegas no Conselho da Petrobras. Também é cotado para Minas e Energia.

Prejuízo duplo

Após fazer a limpa na Receita Federal, ao prender auditores e fiscais corruptos que apagavam multas milionárias, a PF vai atrás dos corruptores. Haja cela.

Bum!

A Polícia Civil de SP espera nova onda de assaltos a bancos e explosão de caixas. A PF limpou o cofre do PCC e rompeu a ligação com narcotráfico internacional.

Contagem regressiva

Com a limpa na Receita e a Operação Terra Prometida, realizada ontem — contra patota que negociava terras para indenização do governo — faltam 194 grandes operações contra a corrupção, conforme adiantou o diretor-geral da PF — eram 200 há um mês.

Sábios do castelo

Os sábios dos governos de São Paulo, Rio e Minas, e o ministro Luiz Fux, do STF, chegaram à conclusão de que a solução por ora para a crise da água em SP é iniciar obras de transposição do rio Jagari. Criaram outro problema: ele abastece MG e Rio.

Lá fora

Em nenhum momento o quarteto expert citou o reflorestamento total das margens dos rios que abastecem o complexo da Cantareira. O reflorestamento salvou os principais rios da Europa, preservou nascentes, eliminou a poluição e ainda fomentou o turismo.

Te cuida, Brasília

O governador Rollemberg, do DF, terá seu primeiro desafio internacional a partir de março, quando chega a Brasília a turma da UNESCO que fiscaliza a cidade a cada dois anos para manter ou não o título de patrimônio histórico da humanidade.

Se cuidem, Renan’s

Mais de 1.200 sem-terra chegam a Maceió em protesto pela morte de militantes e reforma agrária. Renan pai, e o filho, eleito governador, têm fazendas no estado.

Vistoria

O futuro senador José Serra (PSDB-SP) passou pelo Senado na quarta para visitar as instalações do gabinete que ocupará. Deu dicas de decoração e saiu animado.

Ponto Final

“Sangramento, desgaste, para no final aprovar”
Do deputado Lúcio Vieira Lima (PMDB-BA) sobre o que acontece com o adiamento para a próxima terça do projeto para o governo fechar as contas do superávit.

10 Opiniões

  1. Fernando disse:

    Chamar o PN de ultra direita é ter a mente muito pequena!O Estado inchado e burocrático é um legado tanto da extrema direita quanto da esquerda. O PN tem bases liberais e suas opiniões são no mínimo partidárias e sem conhecimento. À propósito dos 12 partidos que concorrem a prefeitura metade são de esquerda! Está na hora de termos mais opções e realmente uma democracia!

  2. jovelino bispo vieira disse:

    se o nosso pais tem partidos que mais parecem “seitas”de estrema esquerda como os babaovos do fidel ( pt ,pc do b, pstu,psol,pco) e natural q haja um contraponto, nao tanto um partido de “extrema” direita , mas aqueles q sao ” antibolivarianos”, totalment avesos ao comunismo.

  3. Luiz Aguilar disse:

    Ultra direita? Existe muito preconceito contra qualquer um que não se diga “social”, mas ultra direita cheira a neo-nazistas e coisas piores. Ligar este termo ao Partido Novo desinforma sobre as idéias e foco pretendidos pela nova organização.

  4. Luiz Carlos Braga de Camargo disse:

    Sabemos que o termo ‘DIREITA / ESQUERDA” apareceu no final no século XII na Revolução Francesa, de lá para cá sofreu tantas pinceladas que de uma pintura muito simples e clara virou uma obra abstrata, resumindo; esquerda é estatização, comunismo, Che, MST, PT, bolivarianismo, Fidel Castro, blá, blá, blá … Direta é Imperialísmo, Bolsa de Valores, Mercado, empreendedorismo, milicos, grana, blá, blá, blá blá . Qualquer cidadão que passou pela ditadura militar e e agora vive a possibilidade da bolivarianização como proposta para o país, treme na base quando se fala Direita ou Esquerda, estamos cheios dessas terminologias ou seja lá o que for. Se a proposta é ; de direita ou ultra direita, a ideia continua na mesma ladaída, continuaremos derrapando no bosque.

  5. Joma Bastos disse:

    Parece-me um partido neoliberal conservador, não de ultra-direita.

  6. jorge disse:

    Para conseguir chamar de ultradireita a proposta do Partido Novo é preciso ter uma visão bem limitada do espectro politico. A noticia contraria até a declaração na homepage do partido. O autor deveria tentar ultrapassar seus próprios preconceitos e prejudicar menos os leitores.

  7. Henrique de Almeida Lara disse:

    Joaquim Barbosa deveria ser, com todo respeito e admiração, Ministro da Justiça. Só assim a Sociedade brasileira estaria segura e bem organizada. Mas, neste País, parece que o mal sempre vence o bem!

  8. Henrique de Almeida Lara disse:

    O que abre espaço suficiente para o nascimento de um partido dito de “ultradireita” são o fracasso e o assustador descrétido dos chamados partidos de “esquerda”: PT e Cia. E… onde estão os de centro?

  9. Wellington Gomes disse:

    Que coisa absurda chamar um partido liberalista de ultradireita. A direita ideológica é aquela que defende uma sociedade dividida em categorias e com direito, sejam elas sociais, sejam por razões religiosas e ideológicas, como a separação entre judeus e árabes (Likud israelense) sejam por razões naturais, como a Ku Klux Klan. A ultradireita costuma defender a superioridade de uma classe sobre a outra, como os partidos fascistas. Comparar isto a um partido liberal só porque os de direita são sempre anticomunistas beira o absurdo. Partidos liberais não são nem de direita nem de esquerda, porque o liberalismo defende bandeiras da esquerda, como a desciminalização da maconha e o casamento homossexual, quanto da direita, no caso, apenas o liberalismo econômico. O DEM era conservador porque seus membros defendiam bandeiras conservadoras, como a criminalização do aborto, das drogas, do casamento homossexual, etc. Ninguém do DEM irá para o NOVO atrás de conservadorismo (E sim, a sigla não será PN, mas NOVO). Então, você dizer que liberais são de ultradireita é compará-los a conservadores (o que já os deixa possessos), mas a conservadores radicalíssimos (o que deve matar um liberal do coração). Centro seria a posição mais adequada. Vá estudar um pouco antes de chamar qualquer coisa de ultradireita. Qualquer lidinha na Wikipedia já tiraria sua dúvida.

  10. Roberto1776 disse:

    Será que finalmente haverá um caminho a ser percorrido por quem não quer ficar atado aos atrasos seculares da burríssima esquerda brasileira?
    É difícil acreditar que o país realmente esteja disposto a se levantar deste torpe sono socialista/comunista, politicamente correto que entorpece o país desde 1985.
    O próprio Aécio, nossa esperança frustrada de nos livrarmos de uma esquerda mais radical, deixou claro que não quer nada que seja sério (não me empurrem para a direita! disse ele).
    Benvindo PN.
    Não vai ser fácil ensinar ao brasileiro médio que não existe almoço grátis, especialmente depois do Obama esquerdizar e amolecer os EUA há quase seis anos.

Sua Opinião

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios são marcados *