Início » Brasil » PDT entrega Ministério do Trabalho para lançar Ciro
Coluna Esplanada

PDT entrega Ministério do Trabalho para lançar Ciro

'Não é coerente ficar num governo diante da proposta de trabalhar uma candidatura', revela o presidente do PDT

PDT entrega Ministério do Trabalho para lançar Ciro
A ideia é lançar Ciro em 2018 (Fonte: Reprodução)

Há um mês o presidente do PDT, Carlos Lupi, devolveu ao Planalto o Ministério do Trabalho, controlado pelo partido. Lupi se reuniu com a presidente Dilma e avisou da pretensão eleitoral de lançar candidato com as “diretrizes trabalhistas” em 2018. “A presidente compreendeu”, diz. Lupi repetiu isso para o ex-presidente Lula numa reunião em São Paulo. “Não é coerente ficar num governo diante da proposta de trabalhar uma candidatura”, revela o presidente do PDT. Em tempo, Dilma é egressa do brizolismo.

Fusão

O Trabalho vai se fundir com a Previdência, a pasta ficará sob comando do ministro Carlos Gabas. Ontem, Gabas disse ao ministro Manoel Dias que não sabe de nada…

Pré-lançamento

O PDT filia hoje os irmãos Ciro e Cid Gomes, ambos ex-governadores do Ceará e ex-ministros de Lula e Dilma. A ideia é lançar Ciro em 2018. “Há este cenário”, diz Lupi.

Plano B

O PT não vê com maus olhos a entrada de Ciro no páreo. Dependendo do cenário daqui a três anos, o PDT quer oferecer a vice aos petistas, se Lula não se lançar.

Tão longe, tão perto

O ex-senador José Sarney tem mandado muito no Governo, aliado ao presidente do Senado, Renan Calheiros (novo amigo de infância da presidente Dilma). Ambos emplacaram na presidência da Funasa Arnaldo Melo. Vem a ser o ex-presidente da Assembleia do Maranhão, vice na chapa derrotada de Edinho Lobão ao Governo.

$aúde garantida

Arnaldo é do PMDB e será o homem de Sarney e Renan na bilionária Funasa. Em tempo, Sarney tirou duas semanas de descanso na Ilha de Curupu em São Luís, onde repousa com dona Marly, após uma maratona de visitas no interior do Amapá.

Anti-Lulas

Muita repercussão ontem no Congresso com a PEC Anti-Lula, da deputada Cristiane Brasil, que barra tentativa de candidaturas de quem já foi eleito e reeleito para cargos nos Executivos. A pergunta que ficou no ar: por que não também para deputados?

Mineiridade

Cachacinha, torresmo e arroz com feijão fizeram a alegria do PGR, Rodrigo Janot, na terça, dia 8, no Restaurante Dona Lucinha, no Centro de BH, onde reviu amigos.

Empate na CPI

Dores na hérnia de disco afastaram da CPI da Petrobras os deputados Onyx Lorenzoni (DEM-RS) e Valmir Prascidelli (PT-SP). São de lados distintos.

Turbulência

Circula na rádio corredor do setor aéreo que a concessionária do Aeroporto de Viracopos (Campinas) vai pedir falência. É formada por UTC Participações — do delator na Lava Jato Ricardo Pessoa –, Triunfo Participações e a francesa Egis.

Perderam todos

Briga partidária no DF entre os deputados Izalci (federal) e Raimundo Ribeiro (distrital) limou da direção da Fundação de Apoio ao Preso do GDF o advogado Paulo Fernando Melo. Tinha atuação elogiada pelo governador Rollemberg — que deu de ombros.

Atropelado

Melo soube da exoneração quando buscava na ONG Rodas da Paz 200 bicicletas. Seriam transformadas na oficina dos detentos em cadeiras de rodas a serem doadas. O advogado diz que conseguiu também doação pelo TSE de 1.700 livros para os presos.

Há vagas

É ferrenha a disputa desde já. O plenário do Superior Tribunal de Justiça se reúne dias 6 e 7 de outubro para elaborar as listas tríplices de candidatos às vagas dos aposentados Sidnei Beneti e Gilson Dipp.

Na grande área

Favorito na corrida pela prefeitura do Rio, Romário (PSB) pediu outra secretaria a Eduardo Paes para não se lançar, espalham peemedebistas. Já manda na de Esportes.

Ponto Final

Para muitos congressistas o ano já acabou. Querem logo 2016 para tratarem de eleições municipais e sumirem de Brasília.

Com Equipe DF, SP e Nordeste

2 Opiniões

  1. joaquim vieira disse:

    entre quem entrar, se não acontecer uma revolução social, o país vai afundar em corrupção, só tem ladrão, que salve os bons!

  2. Rogerio Faria disse:

    O PDT nem ao menos conseguiu corrigir o valor dos depósitos pela inflação do FGTS dos trabalhadores.
    O PDT só prestou quando Brizola era vivo.

Sua Opinião

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios são marcados *