Início » Brasil » PDT faz festa antecipada para Ciro
COLUNA ESPLANADA

PDT faz festa antecipada para Ciro

A mega confraternização, para a qual os caciques de todos os Estados estão sendo convidados, marcará também homenagem póstuma a Leonel Brizola

PDT faz festa antecipada para Ciro
Em 2002, quando foi candidato à Presidência com discurso agressivo, Ciro marcou sua estreia em Madureira (Foto: Roosewelt Pinheiro/ABr)

O ex-deputado Brizola Neto organizará uma festa no próximo sábado, no Rio de Janeiro, para o lançamento (bem antecipado) do cearense ao Palácio do Planalto, pelo PDT. A ideia partiu do presidente do partido, Carlos Lupi, ex-ministro de Lula e Dilma. A mega confraternização, para a qual os caciques de todos os estados estão sendo convidados, marcará também homenagem póstuma a Leonel Brizola, que completaria 94 anos na próxima sexta. Neto é amigo próximo de Ciro desde o início dos anos 2000.

Memória ruim

Em 2002, quando foi candidato à Presidência com discurso agressivo, Ciro marcou sua estreia em Madureira, na Zona Norte do Rio, num comício em cima de banco de praça.

Senhor Diretas

Peemedebistas capitaneados pelo empresário Aloysito Teixeira vão bancar livro sobre história de Ulysses Guimarães, que faria 100 anos. Será lançado dia 6 de outubro.

Que Zika!

Em tempos de zika, o ministro da Saúde, Marcelo Castro, prioriza a agenda para beija-mão e reuniões sugeridas pelo líder Leonardo Picciani (PMDB), seu padrinho no cargo.

Desandou

O presidente Rui Falcão andou monotemático nos últimos dias. Além de sempre citar a tal “intolerância contra o ‪PT”, repete a filiação de mais de 48 mil pessoas à legenda em 2015.  Refuta a “sangria” do partido, embora o número passe longe dos tempos áureos

Confraria carioca

Os peemedebistas históricos do Rio estão bem unidos, a despeito do racha entre os caciques da legenda. Ofereceram almoço para comemorar os 81 anos do ex-presidente da Assembléia do Rio Gilberto Rodriguez, ex-líder do governador Moreira Franco. O presidente do Tribunal de Contas do Rio, Thiers Montebello, também participou.

Mordaça

A Associação Brasileira de Jornalismo Investigativo alerta que deve aumentar o número de ações contra meios de comunicação pedindo exclusão de notícias, com a proximidade das eleições de 2016. Em 2014, nas últimas eleições, foram 410 ações.

Nota zero

Dos balanços negativos de 2015, um em especial tirou a presidente Dilma do sério. Slogan do Governo, a “Pátria Educadora” saiu timidamente do papel. Nota zero para os cortes em programas, pagamentos atrasados e trocas de ministros. E azedou a relação com o ministro Aloizio Mercadante, alijado da Casa Civil a contragosto.

Fraude agrária

A oposição no Congresso prepara uma devassa na auditoria da Controladoria Geral da União que apontou falcatruas em mais de 76 mil benefícios de reforma agrária. Dado escandaloso: 449 parcelas concedidas a pessoas falecidas.

Laranjal milionário

Apuração prévia do TCU identificou malandros do campo que teriam repassado bens para ‘laranjas’ e recebido fortunas de programas do Ministério do Desenvolvimento Agrário. Um deles, de Roraima, mantém em dia as contas do filho em Paris.

Ponto Final

Além do delator-bomba da Lava Jato, Fernando Baiano, os presidentes da Câmara, Eduardo Cunha, do Senado, Renan Calheiros, o vice-presidente Michel Temer e outros caciques do PMDB temem o reaparecimento de outro nome de peso: Ricardo Magro, dono da Refinaria de Manguinhos.

Com Equipe DF, SP e Nordeste

Os comentários são de responsabilidade de seus autores e não refletem a opinião deste site

3 Opiniões

  1. ROMEU JULIANI disse:

    REFINARIA DE MANGUINHOS FOI ASSALTADA PELO DES-GOVERNADOR SÉRGIO CABRAL.

  2. carlos alberto martins disse:

    o lançamento de ciro gomes é nada mais nada menos que a continuação do pt no poder.as hienas estão se reunindo para ficarem no comando.lamentavel a homenagem a brizola,que em 64 fugiu covardemente do brasil com o rabo entre as pernas tal qual um cão vira lata.se vivo fosse seria mais um petralha.

  3. Bernardo Martins disse:

    Desapropriar a Refinaria de Manguinhos no RJ, foi um erro Brutal do ex governador Cabral, que desempregou milhares de trabalhadores na região da maré que é altamente carente e violenta. Cabral e Pezão deixaram que empresas importantes fossem embora do Rio de Janeiro, revelando sua extrema imcompetência administrativa e política.

Sua Opinião

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios são marcados *