Início » Brasil » Pedido de prisão contra Aécio deve ser analisado nesta terça-feira
SENADOR TUCANO

Pedido de prisão contra Aécio deve ser analisado nesta terça-feira

STF analisará pedido da PGR relativo ao pagamento de R$ 2 milhões pela J&F a pessoas ligadas ao tucano. Defesa quer levar julgamento ao plenário

Pedido de prisão contra Aécio deve ser analisado nesta terça-feira
Este é o terceiro pedido de prisão contra Aécio feito pela PGR (Foto: Agência Brasil)

Prezados leitores, o Opinião e Notícia encerrará suas atividades em 31/12/2019.
Agradecemos a todos pela audiência durante os quinze anos de atuação do site.

A Primeira Turma do Supremo Tribunal Federal (STF) deve analisar nesta terça-feira, 26, um recurso da Procuradoria-Geral da República (PGR) que pede a prisão preventiva do senador Aécio Neves (PSDB-MG). O pedido de prisão está relacionado ao caso do pagamento de R$ 2 milhões pela J&F a pessoas ligadas ao tucano.

Antes do pedido de prisão ser analisado pelo STF, os ministros discutirão um pedido da defesa de Aécio para que o julgamento seja levado para o plenário. Para o advogado do tucano,  Alberto Toron, a análise do pedido é uma questão “da mais alta relevância e gravidade” e que, por isso, o assunto deve ser discutido pelo plenário e não pela Primeira Turma.

Entretanto, o relator do caso, ministro Marco Aurélio Mello, deu o entendimento de que o pedido de prisão deve ser analisado no STF e a PGR também se mostrou favorável a essa visão. Com isso, a tendência é que o pedido da defesa seja negado.

Este é o terceiro pedido de prisão contra Aécio feito pela PGR ainda na gestão de Rodrigo Janot, que encerrou no último dia 17. O julgamento do pedido havia sido pautado para o dia 20 de junho, mas teve que ser adiado após a defesa do parlamentar levantar uma questão preliminar.

Alvo da Operação Patmos, que investigou fatos trazidos no acordo de colaboração de executivos da J&F, Aécio chegou a ser afastado por mais de um mês das atividades de senador em uma decisão do ministro Edson Fachin. No entanto, voltou a exercer seu mandato após a relatoria do caso passar para Marco Aurélio Mello, que revogou a decisão de Fachin.

Aécio Neves foi acusado em 2 de junho pelo suposto recebimento de R$ 2 milhões em propina da JBS e por obstrução de Justiça, por tentar atrapalhar as investigações da Operação Lava Jato. A defesa do tucano alega que ele foi “vítima de uma grande e criminosa armação engendrada pelos senhores Joesley Batista e Ricardo Saud em busca dos benefícios de uma generosa delação”

A irmã de Aécio, Andrea Neves, o primo Frederico Pacheco e o advogado Mendherson Souza Lima foram denunciados por corrupção passiva e presos na Operação Patmos, mas conseguiram o benefício de deixar a prisão. A denúncia contra os três será analisada na primeira instância.

Fontes:
Estado de S. Paulo-Pedido de prisão contra Aécio será analisado nesta terça no STF

Os comentários são de responsabilidade de seus autores e não refletem a opinião deste site

2 Opiniões

  1. Beraldo disse:

    Mineirinho safado.

    Deveria ir morar lá na Penitenciaria Domiciliar de Segurança Máxima do Planalto/Ala do Jaburu, se juntando aos seus comparsas Michel, Padilha e M.Franco.

    Intervenção Militar Constitucional Já!

    Fora Temer!

    É isto que o povo quer e os integrantes dos três poderes da república sabem perfeitamente.

    HIPÓCRITAS!!!!!!!!!!!

  2. Daniela Villa disse:

    E esse traste poderia ter sido presidente no lugar da anta se as urnas não fossem fraudadas.

Sua Opinião

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios são marcados *