Início » Brasil » Pelo menos 50 milhões de brasileiros têm parente ou amigo assassinado
PESQUISA DATAFOLHA

Pelo menos 50 milhões de brasileiros têm parente ou amigo assassinado

Pesquisa revelou ainda que 16 milhões de brasileiros perderam um parente ou amigo assassinado por um policial ou guarda municipal

Pelo menos 50 milhões de brasileiros têm parente ou amigo assassinado
Protesto contra a violência no Rio de Janeiro (Fonte: Reprodução/Agência Brasil)

Uma pesquisa feita pelo Instituto Datafolha a pedido do Fórum Brasileiro de Segurança Pública e do Instituto de Vida revelou que pelo menos 50 milhões de brasileiros com 16 anos ou mais, ou 35% da população, têm um parente ou um amigo vítima de homicídio ou latrocínio.

Entre os homens, a proporção sobe para 40%. Já entre os negros vai a 38%. A pesquisa revelou ainda que 16 milhões de brasileiros, ou 12% da população, perderam um parente ou amigo assassinado por um policial ou guarda municipal. Entre os brasileiros com idades entre 16 e 24 anos, a proporção aumenta para 17%.

A diretora do Fórum Brasileiro de Segurança Pública, Samira Bueno, ressalta que, “em geral, falamos das 60 mil vítimas de homicídio por ano, o impacto que isso tem para o estado brasileiro, como isso afeta a relação da sociedade com as instituições e a descrença no poder público, o prejuízo econômico gigantesco que isso representa, que inibe investimentos, que as mortes prematuras são pessoas que deixam de produzir e etc. Mas muitas vezes nos esquecemos de quem fica e quais as perspectivas que ficam para essas pessoas. Como lidar com toda essa dor e sofrimento?”. Samira diz ainda que “temos sido muito incompetentes em prevenir a violência, punir os criminosos e também em acolher os familiares que tiveram suas vidas destruídas pela barbárie em que estamos”.

O levantamento mostra também que pelo menos 16 milhões de brasileiros afirmam ter sofrido ameaças de morte, 10 milhões dizem que já foram feridos por facas ou outros objetos, e 5 milhões relatam ter sofrido agressão com arma de fogo. Dezessete por cento dos entrevistados têm algum amigo ou parente desaparecido.

Ainda de acordo com a pesquisa, 78% dos entrevistados acreditam que quanto mais armas em circulação, mais mortes haverá no país. O nível de homicídio no Brasil é considerado muito alto por 94% dos entrevistados.

Fontes:
G1 - 50 milhões de brasileiros têm parente ou amigo assassinado, diz Datafolha

Os comentários são de responsabilidade de seus autores e não refletem a opinião deste site

4 Opiniões

  1. jorge almada disse:

    Faz se necessário a coleta de assinaturas que se tornam Projeto de Lei de Iniciativa Popular, a exemplo do que ocorreu com a Lei da Ficha Limpa, Medidas contra “10 medidas contra a corrupção, a favor da Preservação da Vida de Inocentes, pela redução do número de homicídios com aplicação de penas mais severas tais como prisão perpetua e pena capital ( pena de morte).
    Vejam as consequências da greve da Policia no Estado do Espirito Santo, dispararam o número de homicídios. Razão: Sem polícia os homicidas ficaram a vontade para matar.
    Cabe aqui demonstrar que os homicídios não são consequências das desigualdades sociais ou falta de Deus, e sim a certeza da impunidade. No Brasil somente 2% dos homicídios são solucionados, e são aplicadas penais banais. Quando se fala em INIBIR OS HOMICÍDIOS pela implantação de prisão perpetua e PENA DE MORTE para inibir os quase 60 mil homicídios por ano Brasil, as entidades direitos humanos, OAB e religiosos, juristas, governo, políticos são contrários a estas medidas e ficam passivos diante da trágica realidade brasileira.

  2. vitafer disse:

    Pelo menos a prisão perpétua.

  3. laercio disse:

    A matéria é veiculada de forma a insinuar que as forças de segurança matam para mais.

    Os governantes estão matando mais do que a polícia é marginais juntos; em uma sequência de atos cretinos criaram uma atmosfera de guerra social.

    Um povo desinformado somado ao descaso político e a polícia para limpar a sujeira.

    Não entendo o por quê sempre a polícia é a culpada.

  4. Natanael Ferraz disse:

    Adoro pesquisas.

    A pesquisa fala em Homicídios e Latrocínios, e quando se refere aos policiais e guardas-municipais, usa o termo ASSASSINATO.

    São 60 mil vítimas de homicídio por ano, a média de vida do brasileiro é 70 anos. Significa que durante a vida de uma pessoa são 4 milhões e duzentos mil mortes. Considerando uma população atual de 211 milhões, dá dois por cento, mas acumulados em 70 anos.
    A pesquisa é tendenciosa, e busca apenas validar as ideias erradas de quem as encomenda.

Sua Opinião

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios são marcados *