Início » Brasil » Penas somadas de Cabral já chegam a 169 anos
EX-GOVERNADOR DO RIO

Penas somadas de Cabral já chegam a 169 anos

Ex-governador do Rio foi condenado a mais 47 anos e quatro meses de prisão

Penas somadas de Cabral já chegam a 169 anos
Sérgio Cabral poderá ficar em regime fechado até quase 2046 (Fonte: Reprodução/Agência Brasil)

O ex-governador do Rio de Janeiro Sérgio Cabral foi condenado nesta terça-feira, 11, a mais 47 anos e quatro meses de prisão. Somadas, as penas de Cabral já chegam a 169 anos.

Isso significa que, caso o quadro não se altere em instâncias superiores, Sérgio Cabral poderá ficar em regime fechado até quase 2046, quando terá direito à progressão de regime por cumprir um sexto da pena.

Em sua decisão, o juiz Marcelo Bretas, da 7ª Vara Federal Criminal, ressaltou que o ex-governador do Rio, que desta vez foi condenado por crimes de corrupção passiva, incluindo solicitação, aceitação de promessa e recebimento de vantagens indevidas, “mercantilizou de forma repugnante as funções públicas que lhe foram outorgadas por meio de uma quantidade expressiva de votos pelos eleitores cariocas, que foram traídos e abandonados à própria sorte em um estado em que a corrupção se espraiou por todos os órgãos da administração estadual. Político experiente e de alto padrão social, urdiu plano criminoso antes mesmo de vencer as eleições para chefia do poder executivo estadual, e logo ao assumir o governo de estado, pôs em prática um gigantesco esquema de corrupção, fraudes e outros delitos. Aliciou e envolveu diversos servidores públicos, familiares e empresários na prática de um sem-número de crimes em prejuízo dos cidadãos cariocas”.

Em nota, a defesa de Cabral afirmou que “as sentenças da 7ª Vara Federal em face do ex-governador já não chocam apenas pelas condenações em série, mas por sua inusitada matemática e disparidade de critérios com relação a outras condenações em processos idênticos”.

Fontes:
EBC - Bretas condena Cabral novamente e pena já chega a 169 anos de prisão

Os comentários são de responsabilidade de seus autores e não refletem a opinião deste site

Sua Opinião

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios são marcados *