Início » Brasil » Perícias apontam que Odebrecht superfaturou obras
LEVANTAMENTO DA FOLHA

Perícias apontam que Odebrecht superfaturou obras

Executivos negaram irregularidades em acordo de delação

Perícias apontam que Odebrecht superfaturou obras
Odebrecht nega superfaturamentos nos projetos (Fonte: Reprodução/Agência Brasil)

Prezados leitores, o Opinião e Notícia encerrará suas atividades em 31/12/2019.
Agradecemos a todos pela audiência durante os quinze anos de atuação do site.

Uma reportagem do jornal Folha de S.Paulo revelou que pelo menos 15 perícias oficiais contestam a empreiteira Odebrecht e apontam superfaturamento em obras incluídas em acordo de delação assinado com o Ministério Público.

Ainda de acordo com o jornal, a soma das irregularidades identificadas é de mais de R$ 10 bilhões. O acordo de delação prevê que a Odebrecht pague R$ 6,8 bilhões aos cofres públicos até 2022.

A reportagem da Folha examinou mais de 76 mil páginas entregues por executivos da Odebrecht à Justiça e constatou que mais de 60 obras públicas foram citadas por delatores como objeto de corrupção.

A empreiteira Odebrecht admite o pagamento de propina a agentes públicos e políticos para garantir vitórias em licitações, mas nega superfaturamentos nos projetos.

As perícias oficiais foram feitas pelo Tribunal de Contas da União, por tribunais de contas dos estados do Rio de Janeiro, da Bahia e de Pernambuco e pela Polícia Federal.

O maior montante de superfaturamento em uma obra que teve a participação da Odebrecht foi indicado na perícia da Hidrelétrica de Belo Monte, no Pará. Em valores atualizados pelo IPCA, o montante chega a R$ 5,04 bilhões.

Também foram identificados outros superfaturamentos na casa dos bilhões nas obras da linha 4 do metrô do Rio (R$ 2,3 bilhões) e da Refinaria Abreu e Lima (R$ 2,2 bilhões).

Fontes:
Folha de S.Paulo - Laudos contestam Odebrecht e mostram superfaturamento em obras

Os comentários são de responsabilidade de seus autores e não refletem a opinião deste site

Sua Opinião

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios são marcados *