Início » Opinião » Artigos » Pesquisa aponta pais dispostos a bancar educação dos filhos em busca da felicidade
Educação

Pesquisa aponta pais dispostos a bancar educação dos filhos em busca da felicidade

Dado importante do estudo aponta que o investimento na educação de um brasileiro fica entre R$ 500 mil e R$ 1 milhão

Pesquisa aponta pais dispostos a bancar educação dos filhos em busca da felicidade
Os pais brasileiros (42% ) são os que menos poupam para a educação dos filhos (Foto: Pixabay)

Pesquisa promovida pelo banco HSBC em 16 países avaliou a preocupação de 5.500 pais com a carreira e o futuro de seus filhos. No Brasil, o estudo O Valor da Educação constatou que nove entre dez pais gostariam que os filhos seguissem carreiras tradicionais – com mercado de trabalho mais consolidado – e que ter um diploma universitário é fundamental para atingir “metas importantes na vida”.

Por uma vaga na faculdade de Medicina – a preferida por 23% dos responsáveis – Engenharia (18%) ou Direito (12%), 88% dos pais brasileiros estariam dispostos a contribuir financeiramente para a graduação deles. A preferência por estre três segmentos é maior no Brasil do que a média mundial – 83% dos entrevistados.

Outro dado curioso é que pai e mãe (83% deles) querem que o filho escolha profissão diferente das suas. Percentual maior considera o diploma fundamental (89%) para atingir os objetivos de vida.

Como o levantamento foi feito por uma instituição bancária, era natural que termos como poupança e investimento estivessem presentes no conteúdo pesquisado. Os pais brasileiros (42% ) são os que menos poupam para a educação dos filhos. A média global chega a 64%. Nos países asiáticos, onde a cultura da poupança é maior, 85% dos pais malaios aplicavam seu dinheiro pensando no futuro – o que era seguido por 81% dos chineses.

Dado importante do estudo aponta que o investimento na educação de um brasileiro – do maternal à faculdade – fica entre R$ 500 mil e R$ 1 milhão (considerando mensalidades, transporte, cursos de idiomas, uniformes, material didático e alimentação).

Por fim, mas não menos importantes, estão a felicidade e o sucesso. Podendo escolher mais de um item, os zelosos genitores apontaram que a felicidade (64%) deve ser a meta de vida a ser perseguida. Dava até pra fazer um slogan de banco. Conforto e sucesso vieram a seguir no pódio.

Sua Opinião

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios são marcados *