Início » Brasil » Pesquisa aponta que muitos brasileiros têm medo de transgênicos
BIOTECNOLOGIA

Pesquisa aponta que muitos brasileiros têm medo de transgênicos

Trinta e três por cento dos entrevistados acham que consumi-los pode fazer mal à saúde

Pesquisa aponta que muitos brasileiros têm medo de transgênicos
Cerca de 80% dos entrevistados sabem o que são os transgênicos (Fonte: Reprodução/Agência Brasil)

Prezados leitores, o Opinião e Notícia encerrará suas atividades em 31/12/2019.
Agradecemos a todos pela audiência durante os quinze anos de atuação do site.

Uma pesquisa do Ibope Conecta encomendada pelo Conselho de Informações sobre Biotecnologia (CIB) revelou que, embora cerca de 80% dos entrevistados saibam o que são os transgênicos, 33% acham que consumi-los pode fazer mal à saúde.

Após analisar mais de mil estudos, uma pesquisa publicada em maio pela Academia Nacional de Ciências, Engenharia e Medicina dos EUA concluiu que os transgênicos não trazem riscos à saúde e, caso sejam utilizados corretamente, podem trazer benefícios para agricultores e para o meio ambiente.

Não foi encontrada qualquer evidência de que os organismos geneticamente modificados têm impacto sobre as prevalências de doenças como câncer, diabetes, autismo, obesidade, doenças celíacas e alergias. Ainda não foi comprovado, no entanto, que o uso da tecnologia realmente aumenta a produção agrícola.

Em entrevista ao jornal Folha de S.Paulo, Adriana Brondani, diretora do CIB, afirmou que “a propaganda contrária ganha aderência porque há um hiato de conhecimento da população, por causa de falta de informação”.

A pesquisa do Ibope Conecta revelou que apenas 11% dos entrevistados acertaram a combinação de plantas transgênicas cultivadas no Brasil: soja, algodão e milho, principalmente.

O levantamento contou com a participação de 2.011 pessoas de todas as regiões do país, das classes A, B e C e que não trabalham com biotecnologia e áreas similares. As respostas dos entrevistados foram coletadas pela internet.

O transgênico existe desde a década de 1970. Trata-se de um organismo que recebe um gene originalmente presente em outro, em geral por meio da biotecnologia.

Fontes:
Folha de S.Paulo - Brasileiro tem medo de transgênico, diz pesquisa

Os comentários são de responsabilidade de seus autores e não refletem a opinião deste site

2 Opiniões

  1. Roberto1776 disse:

    Alimentos puros, sem nenhuma modificação genética e alimentos “orgânicos” como se houvesse alimento não orgânico, são as maiores empulhações do século 21. Pessoas (trouxas) pagam mais para receber a mesma coisa, inclusive com pelos de ratos e traços de insetos.

  2. Carlos U Pozzobon disse:

    Os transgênicos são a revolução do conhecimento na agricultura. A possibilidade de modificações genéticas nas variedades de cultivo são decorrência da ciência que não é perfeita, mas não é diabólica como quer convencer os setores do conservadorismo de esquerda, aqueles que tem medo de tudo o que é novo porque irresponsavelmente podem trocar a realidade pela utopia dos alimentos orgânicos. Todos sabemos que na cadeia alimentar os transgênicos estão presentes de um forma ou de outra. Mas achar que o mundo possa retornar a uma prática de cultivos do tempo do Ariri Pistola significa pura e simplesmente propugnar a escassez de alimentos e suas consequências devastadoras sob o ideal de uma pureza de princípios. Este medo dos transgênicos se insere na razão mística, anticientífica, que se observa também no ambientalismo e no discurso politicamente correto.

Sua Opinião

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios são marcados *