Início » Brasil » Pesquisa aponta queda na popularidade do governo Dilma
Após onda de protestos

Pesquisa aponta queda na popularidade do governo Dilma

Avaliação positiva do governo caiu de 54,2% em junho para 31,3% em julho

Pesquisa aponta queda na popularidade do governo Dilma
Mais de 15% dos entrevistados disseram que o governo Dilma é 'péssimo' (Fonte: Reprodução/ABr)

Uma pesquisa encomendada pela Confederação Nacional dos Transportes (CNT) e realizada pelo instituto MDA revelou que avaliação positiva do governo da presidente Dilma Rousseff caiu de 54,2% em junho para 31,3% em julho.

Leia também: Queda brusca na popularidade não preocupa Dilma, dizem ministros
Leia também: Intenção de voto em Dilma caiu 21 pontos desde início dos protestos

O levantamento, divulgado nesta terça-feira, 16, contou com a participação de 2.002 pessoas. A margem de erro é de 2,2 pontos percentuais.

Trata-se da primeira pesquisa encomendada pela CNT após a onda de protestos que atingiu o Brasil. O governo Dilma foi considerado “ótimo” por apenas 6,8% dos entrevistados. Já 24,5% disseram que o governo é “bom”. Outros 38,7% consideram o governo “regular” e 13,9% acham a gestão “ruim”. Já 15,6% dos entrevistados afirmaram que o governo Dilma é “péssimo”.

De acordo com os cálculos da pesquisa, a avaliação “positiva” da atual gestão atingiu, portanto, 31,3%. Já o percentual de aprovação pessoal da presidente Dilma diminuiu de 73,7% em junho para 49,3% em julho.

A pesquisa também fez uma simulação em relação às eleições presidenciais de 2014. A conclusão é de que Dilma não venceria no primeiro turno.

Fontes:
G1 - Avaliação positiva do governo Dilma cai de 54,2% para 31,3%, diz pesquisa

Os comentários são de responsabilidade de seus autores e não refletem a opinião deste site

1 Opinião

  1. GENTIL LINS DE ARAUJO disse:

    A SITUAÇÃO DA PRESIDENTA PODE SER PIOR SE A PESQUISA FOREM FEITAS COM OS APOSENTADOS/PENSIONISTAS, DEVIDO A FALTA DE ATENÇÃO DELA E DE SEUS ANTECESSORES, INCLUSIVE DA OPOSIÇÃO.

Sua Opinião

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios são marcados *