Início » Brasil » Petrobras reforça segurança na Nigéria por temor ao Boko Haram
Avanço jihadista

Petrobras reforça segurança na Nigéria por temor ao Boko Haram

Petrobras restringiu deslocamento de funcionários em locais públicos e limitou o acesso aos escritórios da empresa em Lagos, capital nigeriana

Petrobras reforça segurança na Nigéria por temor ao Boko Haram
Maior economia africana, a Nigéria é também um dos dez maiores produtores mundiais de petróleo (Reprodução/Brasil 247)

O avanço do grupo extremista Boko Haram na Nigéria deixou em alerta empresas produtoras de petróleo que atuam no país, entre elas a Petrobras e suas sócias.

Leia mais: Boko Haram já fez quase 900 mil nigerianos deixarem suas casas
Leia mais: Imagens de satélite revelam massacre do Boko Haram na Nigéria
Leia mais: Terror na França ofusca ataques do Boko Haram na Nigéria

Temendo a violência do grupo, a Petrobras adotou medidas para garantir a segurança de seus funcionários e a integridade de suas instalações no país. Entre as medidas mais radicais está a que restringe os deslocamentos dos funcionários em locais públicos.

A segurança também foi reforçada nos escritórios de duas multinacionais vinculadas à Petrobras, a Petróleo Brasileiro Nigéria e a Brasoil Oil Services. Localizados em Lagos, capital nigeriana, os escritórios tiveram o acesso de visitantes limitado ao “absolutamente essencial”.

Maior economia africana, a Nigéria é também um dos dez maiores produtores mundiais de petróleo. Contudo, o avanço do Boko Haram ameaça a maior fonte de renda do país. No último fim de semana, oito países africanos que compõem a Comissão da Bacia do Lago Chade, se reuniram no Níger para discutir formas de conter o Boko Haram, que já domina grande parte do nordeste da Nigéria e vem atacando países vizinhos.

O encontro, no entanto, não trouxe muita esperança. A comissão vem falhando em combater o Boko Haram. Em outubro do ano passado, um plano para enviar uma coalizão composta por 700 soldados à Nigéria fracassou. Com tanta falta de orientação política e militar, não é de se estranhar que os soldados nigerianos, precariamente armados, fujam de seus postos à medida que os jihadistas do Boko Haram avançam.

Fontes:
Terra-Petrobras teme Boko Haram e reforça segurança na Nigéria

2 Opiniões

  1. Ludwig Von Drake disse:

    Penso que talvez o Balogun seja muçulmano e não queira combater o boko-haram.
    Curioso observar que Nigéria e Venezuela estão nadando em petróleo, e ainda assim, ambas não conseguem uma boa situação econômica; o que prova que dinheiro não é tudo.

  2. DJALMA P BENTES disse:

    Sugiro à Dilma ir dialogar com eles e levar o Exu de 9 dedos……

Sua Opinião

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios são marcados *