Início » Brasil » Petrobras tentará suspender ação coletiva nos EUA nesta quinta-feira
Audiência nos EUA

Petrobras tentará suspender ação coletiva nos EUA nesta quinta-feira

Advogados da Petrobras participarão de uma audiência em Nova York nesta quinta-feira, onde dirão que a estatal também é vítima da corrupção

Petrobras tentará suspender ação coletiva nos EUA nesta quinta-feira
Segundo advogados, é improvável que o processo seja descartado nesta quinta-feira (Foto: Pixabay)

Os advogados da Petrobras participarão de uma audiência pública nesta quinta-feira, em Nova York, em que terão uma chance de pedir a um juiz distrital que descarte a ação coletiva iniciada por fundos de pensão americanos e europeus contra a estatal nos EUA.

Os investidores alegam ter sofrido prejuízos bilionários com a queda nas ações da estatal provocada pelo esquema de corrupção. Os advogados da estatal pedirão ao juiz Jed Rakoff o indeferimento da ação coletiva, sob a alegação de que a empresa também foi vítima da corrupção.

Segundo os advogados da Petrobras, a empresa foi enganada por ex-funcionários que negociaram contratos de construção em troca de pagamentos de propina. Eles dirão que a Petrobras não pagou propina, não sabia que os empreiteiros estavam inflando custos e perdeu muito menos em valor de mercado do que os investidores alegam.

“‘Nada passou pela Petrobras”, disseram os advogados da empresa ao site da BloombergBusiness, atribuindo toda a culpa ao “cartel criminoso” das maiores empresas de engenharia e construção do Brasil.

Entretanto, segundo juristas entrevistados pela Bloomberg, os argumentos da empresa não devem persuadir o juiz Rakoff a descartar o processo.

“Dizer que a empresa foi vítima de corrupção não necessariamente a absolve”, disse Peter Henning, um professor da Escola de Direito da Universidade Estadual Wayne em Detroit. “A Petrobras pode ser responsabilizada se deixou de se proteger adequadamente ou não tomou medidas para investigar irregularidades que chegaram à gestão ou à atenção do conselho”.

Se Rakoff permitir que o processo siga em frente, os investidores poderão entrevistar funcionários da empresa e obter mais documentos em busca de novas evidências para apoiar as suas reivindicações. A Petrobras não quis comentar  a audiência.

A Petrobras reconheceu em seu balanço financeiro de 2014 a perda de US$ 2 bilhões por causa de gastos relacionados à corrupção. O cálculo feito pela empresa é que as propinas inflaram o valor dos contratos em 3%. Os investidores, no entanto, estimam a perda total de valor de mercado da empresa em US$270 bilhões. Em 2010, a Petrobras valia US$310 bilhões e era a quinta empresa mais valiosa do mundo. Hoje o valor da estatal está em torno de US$ 60 bilhões

Fontes:
Bloomberg Business - Petrobras Says It’s the Victim as Investor Bribery Suits Mount
Bloomberg Business - Petrobras Tries to Halt Investors Suit as Bribery Probe Widens

Sua Opinião

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios são marcados *