Início » Brasil » PF apreende bens de luxo de quadrilha acusada de financiar campanha de Campos
OPERAÇÃO TURBULÊNCIA

PF apreende bens de luxo de quadrilha acusada de financiar campanha de Campos

Entre os bens apreendidos estão dois barcos, sete carros de luxo e R$ 3,6 milhões. Grupo é acusado de lavar dinheiro de propina para financiar campanhas políticas

PF apreende bens de luxo de quadrilha acusada de financiar campanha de Campos
Esquema teria movimentado até R$ 600 milhões (Foto: Renato Araújo/Agência Brasil)

Prezados leitores, o Opinião e Notícia encerrará suas atividades em 31/12/2019.
Agradecemos a todos pela audiência durante os quinze anos de atuação do site.

A Polícia Federal apreendeu na manhã desta quarta-feira, 22, bens de luxo pertencentes ao grupo criminoso acusado de financiar a campanha de reeleição de Eduardo Campos ao governo de Pernambuco em 2010.

A PF fez buscas em escritórios e residências em Pernambuco, e apreendeu sete carros de luxo, 45 relógios de marcas internacionais renomadas, armas, dois barcos, dois helicópteros, um avião, R$ 3,6 milhões em espécie, além de contratos e recibos.

A apreensão faz parte da Operação Turbulência, um desdobramento da investigação sobre a compra do avião cuja queda matou Campos. O grupo investigado é suspeito de criar um esquema de financiamento de campanhas eleitorais com propina de empreiteiras, algumas envolvidas na Operação Lava Jato.

A propina passava por um esquema de lavagem de dinheiro que teria movimentado até R$ 600 milhões. Segundo a PF, a lavagem de dinheiro era feita através de duas empresas de fachada: a Câmara & Vasconcelos Locação e Terraplanagem Ltda e a Geovane Pescados Eireli. “O esquema foi utilizado para pagar propina na campanha do governador”, disse a delegada Andrea Pinho, em entrevista coletiva.

As empresas recebiam verba de duas empresas controladas por Alberto Yousseff, a Empreiteira Rigidez Ltda. e a MO Consultoria Ltda. A OAS, envolvida na Lava Jato, também é investigada por um repasse de R$ 18,8 milhões à Câmara & Vasconcelos, ligada à compra do avião de Campos.

Até o momento foram presos os empresários João Carlos Lyra Pessoa de Melo Filho, Apolo Santana Vieira, Eduardo Freire Bezerra Leite e Arthur Roberto Lapa Rosal. Eles responderão pelos crimes de organização criminosa, lavagem de dinheiro e falsidade ideológica. Outro empresário envolvido, Paulo César de Barros Morato, continua foragido.

A desarticulação da quadrilha é fruto das investigações iniciadas logo após o acidente que matou Campos. Investigações sobre as causas do acidente levantaram suspeitas sobre a aquisição do avião que transportava Campos, um Cessna Citation PR-AFA.

A PF chegou à quadrilha após analisar a movimentação financeira das empresas responsáveis pela aquisição do avião. “Tudo começou com a história do avião, mas agora queremos desarticular toda essa organização. Quem são os envolvidos, o que fizeram e quem foram os beneficiados”, disse o delegado Daniel Silvestre, que participa da operação.

Fontes:
G1-Avião, helicópteros, barcos e carros de luxo foram apreendidos pela PF

Os comentários são de responsabilidade de seus autores e não refletem a opinião deste site

1 Opinião

  1. Roberto1776 disse:

    Está certo que devemos tomar muito cuidado com quem elegemos, mas se o candidato for comunista de origem (vide Miguel Arraes, na caso do falecido) o cuidado deve ser redobrado, pois o que move a esquerda sempre é a inveja e a dor de cotovelo. Sempre querem tirar de quem tem para distribuir, a seu bel-prazer, o butim.

Sua Opinião

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios são marcados *