Início » Brasil » PF conclui inquérito sobre morte de Eduardo Campos
ACIDENTE AÉREO

PF conclui inquérito sobre morte de Eduardo Campos

Inquérito aponta quatro possíveis causas para o acidente aéreo que, em 2014, resultou na morte do parlamentar e então presidenciável

PF conclui inquérito sobre morte de Eduardo Campos
PF descartou a possibilidade de infração à legislação penal (Foto: Roosewelt Pinheiro/Agência Brasil)

A Polícia Federal concluiu a investigação que apurava as causas do acidente aéreo que, em 13 de agosto de 2014, matou o ex-governador de Pernambuco e então presidenciável Eduardo Campos.

O acidente ocorreu em Santos, litoral paulista, quando o jato particular que transportava Campos para cumprir agenda de campanha caiu sobre um bairro residencial. Na época, especulou-se tratar-se de execução do parlamentar.

Além do presidenciável, morreram no acidente o piloto Marcos Martins e o copiloto Geraldo Magela Barbosa da Cunha, o fotógrafo Alexandre Severo e Silva, o cinegrafista Marcelo de Oliveira Lyra e os assessores Pedrinho Valadares e Carlos Augusto Leal.

Segundo concluiu a PF, a queda pode ter sido causada, isolada ou cumulativamente, pelos seguintes fatores: colisão com pássaros, gerando uma atitude radical da aeronave; a desorientação espacial por parte dos pilotos; a possibilidade de disparo de compensador de profundor; ou uma pane/travamento de profundor em posições extremas.

As investigações foram feitas com base em três câmeras que registraram o momento do acidente e scanners que recriaram o avião em realidade virtual. A conclusão da PF ainda precisa ser aceita pelo Ministério Público Federal (MPF).

“Diante das conclusões apresentadas não permitirem a indicação de ter havido qualquer infração à legislação penal, a Polícia Federal recomendou ao Ministério Público o arquivamento do inquérito policial”, informou a assessoria da corporação.

 

Leia também: Polícia apura homicídio culposo em queda de avião de Eduardo Campos
Leia também: Eduardo Campos morre em acidente aéreo em Santos

Os comentários são de responsabilidade de seus autores e não refletem a opinião deste site

Sua Opinião

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios são marcados *