Início » Brasil » PF indicia Temer por corrupção, lavagem de dinheiro e organização criminosa
DECRETO DOS PORTOS

PF indicia Temer por corrupção, lavagem de dinheiro e organização criminosa

Além do presidente, outras dez pessoas foram indiciadas pela PF

PF indicia Temer por corrupção, lavagem de dinheiro e organização criminosa
O chamado Decreto dos Portos foi assinado em maio do ano passado por Temer (Fonte: Reprodução/Agência Brasil)

Prezados leitores, o Opinião e Notícia encerrará suas atividades em 31/12/2019.
Agradecemos a todos pela audiência durante os quinze anos de atuação do site.

O presidente Michel Temer e outras dez pessoas foram indiciados pela Polícia Federal (PF) pelos crimes de corrupção passiva e ativa, lavagem de dinheiro e organização criminosa.

A PF entregou nesta terça-feira, 16, ao ministro Luís Roberto Barroso, do Supremo Tribunal Federal (STF), o relatório final do chamado Decreto dos Portos (Decreto 9.048/2017), assinado em maio do ano passado pelo presidente Michel Temer.

Além de Temer, entre os acusados estão Maristela de Toledo Temer Lulia (filha de Temer), Rodrigo Santos da Rocha Loures (ex-deputado), Antônio Celso Grecco (sócio da Rodrimar), Ricardo Conrado Mesquita (sócio da Rodrimar), Gonçalo Borges Torrealba (Grupo Libra), João Batista Lima Filho (amigo de Temer), Maria Rita Fratezi (arquiteta, mulher de Batista), Carlos Alberto Costa Filho, Carlos Alberto Costa (sócio de Batista) e Almir Martins Ferreira.

Todos são investigados no inquérito que apura o suposto favorecimento da empresa Rodrimar S/A na edição do Decreto dos Portos, que aumentou de 25 para 35 anos o prazo de contratos de concessões do setor, sendo prorrogáveis por até 70 anos.

O ministro Luís Roberto Barroso solicitou parecer da Procuradoria-Geral da República (PGR), que agora tem até 15 dias para se manifestar sobre eventual denúncia. Caso a PGR opte por denunciar Temer, o prosseguimento do processo dependerá da autorização da Câmara dos Deputados.

Além dos indiciamentos, a Polícia Federal também solicitou ao STF o bloqueio de bens de todos os acusados e a prisão preventiva de quatro deles: João Batista Lima Filho, Maria Rita Fratezi, Carlos Alberto Costa e Almir Martins Ferreira.

Fontes:
EBC - PF indicia Temer e mais dez em inquérito sobre Decreto dos Portos

Os comentários são de responsabilidade de seus autores e não refletem a opinião deste site

Sua Opinião

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios são marcados *