Início » Brasil » ‘Pílula anticâncer’ falha em novos testes em roedores
FOSFOETANOLAMINA SINTÉTICA

‘Pílula anticâncer’ falha em novos testes em roedores

Pesquisadores utilizaram dois grupos de animais, um de ratos e outro de camundongos, que foram inoculados com tumores de rápida proliferação

‘Pílula anticâncer’ falha em novos testes em roedores
Fosfoetanolamina sintética, substância que ficou conhecida como 'pílula anticâncer' (Fonte: Reprodução/USP Imagens)

Dois novos estudos feitos pela Universidade Federal do Ceará a pedido do Ministério da Ministério da Ciência, Tecnologia e Inovação (MCTI) revelaram que a fosfoetanolamina sintética, substância que ficou conhecida como “pílula anticâncer”, foi ineficaz no combate a dois tipos de tumores em roedores.

Leia também: STF suspende lei que autoriza uso da ‘pílula anticâncer’

Os pesquisadores utilizaram dois grupos de animais, um de ratos e outro de camundongos, que foram inoculados com tumores de rápida proliferação. Posteriormente, parte dos animais recebeu doses de fosfoetanolamina sintética durante dez dias.

Ao comparar a evolução dos roedores que receberam a substância e dos que não receberam, os pesquisadores concluíram que a fofoetanolamina não teve efeito inibidor dos tumores.

O coordenador dos estudos, professor Manoel Odorico de Moraes Filho, ressaltou, no entanto, que “não podemos inferir que dê os mesmo resultados em seres humanos. Só podemos dizer que não funciona em gente quando fizermos testes em seres humanos”.

Antes de serem divulgados pelo MCTI os dois estudos foram revisados por especialistas de algumas das principais instituições de câncer no Brasil, como o Instituto Nacional de Câncer, Hospital de Barretos, Icesp, USP e Unicamp.

A expectativa é de que os primeiros estudos em humanos com a fosfoetanolamina comecem em agosto.

Fontes:
Bem-Estar - Fosfoetanolamina falha em novos testes com tumores em roedores

Os comentários são de responsabilidade de seus autores e não refletem a opinião deste site

4 Opiniões

  1. Isaac disse:

    Em uma audiência sobre o caso os pesquisadores da fosfoetanolamina sintética da USP, na pessoa do dr. em química Gilberto Chierice objetou os primeiros testes, cujos resultados apresentavam muitas anomalias, inclusive com substâncias contaminantes que, segundo el, jamais poderiam estar naquelas proporções( no caso o elemento bário), além de outros contaminantes, além das dosagens terem sido feitas com proporções bem menores que a utilizada. O responsável pelas pesquisas desde o início se mostrou de má vontade com a substância (que, segundo vários relatos, houve melhoras dos sintomas e curas, inclusive com apresentação de exames) sempre se mostrou contrários à ela e a desqualificou. A indústria da doença parece não ter interesse em remédios que curem, ainda mais se forem baratos. existem muitos relatos na internet de pessoas que se trataram e dão seu depoimento à favor dessa substância. Será que os testes estão sendo feitos de forma isenta? Como confiar em testes sem a participação dos que tem a patente? Por que o Hospital Amaral Carvalho, de Jaú, SP, que fes testes clínicos com a fosfo à anos não os divulga?

  2. juio disse:

    PORQUE NÃO FAZER UM ENCONTRO COM OS HOSPITAL AMARAL CARVALHO E OS LAUDOS, ANVISA, CHERRY, JURISTAS E UM SENADOR QUE APROVU A LEI.
    UM DEBATE DE ALTO NÍVEL. SÃO MUITAS VIDAS EM JOGO NÃO DINHEIRO.

  3. Samuel Galvao disse:

    Conversa para boi dormir !

    O professor ODORICO, lá do CEARÁ – aquele que, segundo Dr. Marcos Vinícius, tem um laboratório igual a um Shopping Center, é financiado com dinheiro público do FINEP e trabalha para os laboratórios privados da indústria farmacêutica – trabalhou com PLACEBO. Aplicou PLACEBO nos ratinhos, porque foi isso que ele recebeu dos técnicos do Ministério (MCTI) que não souberam sintetizar a Fosfoetanolamina sintética.

    O professor ODORICO se recusou a receber a verdadeira Fosfoetanolamina sintética das mãos do doutor Marcos Vinícius, que viajou para o Ceará à época só para lhe fazer a entrega, mas o professou não recebeu a FOSFO-s.

    Coitados dos ratinhos: devem ter morrido do “pó preto” (puro PLACEBO) que o professor ODORICO lhes ministrou, e não de câncer coisa nenhuma !

  4. Samuel Tavares disse:

    CISPLATINA ?
    Cisplatina foi veneno usado por Hitler para matar os judeus nos campos de concentração durante a Segunda Guerra Mundial !
    Tão querendo comparar a FOSFOETANOLAMINA com a CISPLATINA ?

    Esse pessoal está brincando e torrando nosso dinheiro recebendo subsídio de R$12.000,00 para fazer essas brincadeiras.

Sua Opinião

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios são marcados *