Início » Brasil » Pizzolato diz que ‘prefere morrer’ a cumprir pena no Brasil
Preso na Itália

Pizzolato diz que ‘prefere morrer’ a cumprir pena no Brasil

Relato foi feito por senador italiano que visitou o mensaleiro na prisão em Modena

Pizzolato diz que ‘prefere morrer’ a cumprir pena no Brasil
Pizzolato foi condenado a 12 anos e sete meses de prisão (Fonte: Reprodução/Estadão Conteúdo)

O ex-diretor de marketing do Banco do Brasil e mensaleiro, Henrique Pizzolato, afirmou nesta segunda-feira, 4, ao senador italiano Carlo Giovanardi que prefere morrer a cumprir pena de prisão no Brasil.

A Justiça italiana autorizou a extradição de Pizzolato, que tem dupla cidadania, ao Brasil. Ele fugiu para a Itália para escapar da sentença do julgamento do processo do mensalão. A decisão final sobre a volta de Pizzolato, que foi condenado a 12 anos e sete meses de prisão por corrupção passiva, lavagem de dinheiro e peculato, agora cabe ao Ministério da Justiça da Itália.

Pizzolato, que afirma ter sido vítima de um julgamento político no STF, aguarda a decisão em uma cadeia de Modena, no norte da Itália.

Após o encontro com Pizzolato, o senador Carlo Giovanardi pediu que o governo italiano reavalie sua decisão, pois “a medida coloca em risco a vida de Pizzolato, que se colocou à disposição de cumprir a pena na Itália”.

Fontes:
Veja - 'Prefiro morrer a cumprir pena no Brasil', diz Pizzolato

2 Opiniões

  1. DJALMA BENTES disse:

    Já morreu, já morreu, já morreu. Que peninha……

  2. E. Coelho disse:

    É fácil… para morrer basta estar vivo!

Sua Opinião

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios são marcados *