Início » Brasil » Plano B de Bolsonaro
COLUNA ESPLANADA

Plano B de Bolsonaro

Deputado Jair Bolsonaro tem plano B caso não dispute a presidência da República

Plano B de Bolsonaro
Bolsonaro pode lançar um de seus filhos deputados à sucessão presidencial (Fonte: Reprodução/Agência Brasil)

A despeito de aparecer com dois dígitos nas pesquisas de intenção de votos de partidos, o deputado Jair Bolsonaro (PSL-RJ) tem plano B caso não dispute a presidência da República: lançar um de seus filhos deputados à sucessão presidencial. Jair tem dois filhos deputados – Eduardo, federal por São Paulo, e Carlos, estadual no Rio de Janeiro. Bolsonaro pai responde a duas ações penais no STF, movidas pela deputada federal Maria do Rosário (AP 1007) e pela PGR (AP 1008). Ambas sobre o episódio em que ele falou em plenário, em 2014, que ela nem merece ser estuprada. Dez anos antes, num bate-boca gravado no Salão Verde, Rosário insinuou que ele era um estuprador.

O risco

Bolsonaro corre risco de sair da disputa se o STF o considerar culpado e ele não cumprir a sentença a tempo antes da candidatura em junho. A pena pode ser serviço social ou multa. E corre risco também de ser sentenciado durante a campanha, o que pode gerar pedido de cassação de diplomação caso seja eleito.

Dia D

Bolsonaro depõe em seu processo no STF no próximo dia 4, justamente no dia do julgamento do mérito do habeas corpus do possível arquiinimigo Lula da Silva.

Que aliado!

Testemunhas de defesa não o ajudaram como esperado. Na última quarta-feira, o ex-deputado Silvio França, indagado por advogados de Rosário, se complicou na resposta e disse que não concorda com a frase de Bolsonaro.

Que aliado! 2

Já o senador Magno Malta (PR-ES) se enrolou no discurso de defesa, entregou que não achou certo o que Bolsonaro soltou, mas lembrou que Rosário o chamou de estuprador.

Raquetadas

Amigo e colega de partido do presidente dos Correios, Guilherme Campos, o deputado Fábio Faria (PSD-RN) é jogador de squash. Os Correios vão patrocinar a Confederação Nacional de Squash com R$ 700 mil, como revelou a Coluna. Faria leva a sério o esporte, e ocupa a 11ª posição no ranking nacional.

Largada carioca

Segundo maior colégio eleitoral do país, o Rio de Janeiro está na mira dos presidenciáveis. Marina Silva (Rede), Rodrigo Maia (DEM) e Geraldo Alckmin (PSDB) confirmaram participação no debate de pré-candidatos no Instituto da Brasilidade, sob tutela do presidente da entidade, Carlos Lessa (Ex-BNDES).

Meirelles alfacinha

O ministro da Fazenda e presidenciável Henrique Meirelles (PSD) está escalado entre os palestrantes de um fórum em Lisboa, dia 4, promovido pela faculdade IDP, ligada ao ministro Gilmar Mendes (STF). As inscrições para o evento custam entre R$ 40 e R$ 80 que, de acordo com a organização, serão repassados para duas instituições.

Pouco caso

Depois de Marco Aurélio pedir para sair por viagem semana passada, é Gilmar Mendes quem não estará no plenário do STF dia 4, para o HC de Lula, por agenda em Portugal.

Caravana aérea

Três jatinhos com autonomia intercontinental baixaram em Foz do Iguaçu ontem no dia da visita de Lula à cidade. Agentes da PF circulavam no aeroporto com a mão no coldre.

Receituário do cofre

Auditores fiscais da Receita Federal, em greve há quatro meses, pressionam o governo pela assinatura do decreto que regulamenta o chamado “bônus de eficiência” para que a categoria encerre a paralisação.

Acerto de contas

Está parada há semanas na Casa Civil do Planalto a portaria da Receita que trata do índice de eficiência. Para o presidente do Sindicato Nacional dos Auditores Fiscais , Cláudio Damasceno, “é lamentável que o governo não cumpra o acordo firmado há dois anos com a categoria responsável pela arrecadação no país”.

Sobre o verde…

Senadores pretendem ampliar os investimentos na aviação regional da Amazônia. Está pronto para ser aprovado na Comissão de Serviços de Infraestrutura projeto que determina a destinação dos recursos do Programa de Desenvolvimento da Aviação Regional e do Fundo Nacional de Aviação Civi na infraestrutura aeroportuária.

… e sobre rios

Autor do projeto, o senador Jorge Viana (PT-AC) justifica que a Amazônia é a região com mais localidades de difícil acesso, “nas quais a única alternativa ao transporte aéreo são embarcações em condições precárias, usadas em viagens que chegam a durar dias”.

Os comentários são de responsabilidade de seus autores e não refletem a opinião deste site

4 Opiniões

  1. Markut disse:

    Para um país como este em que o descaso,a corrupção institucionalizada a incúria,a voracidade por cargos públicos de todos os naipes , sempre de costas para o povo , só cabe, mesmo , perguntar:
    Que País é este?

    Enquanto não se levar a sério a prioridade da escolaridade básica competente, decorrerão muitas gerações, até que se possa falar em país em desenvolvimento.

  2. Aureo Ramos de Souza disse:

    Se eu fosse do Rio de Janeiro ou de São Paulo não votaria nos filhos de Bolsonaro. É colocando a família que eles fazem suas fortunas.

  3. Nilson Bennoti disse:

    Daí se vê o quanto o país é rico: essa lambança toda é financiada com o nosso dinheiro.

  4. carlos alberto martins disse:

    o sr Bolsonaro é mais um tiririca da vida.se por um acaso for eleito presidente désta republiqueta democrática ditatorial,nada poderá fazer,pois a nossa falida constituição o colocará como mais um palhaço no grande circo de brasília.

Sua Opinião

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios são marcados *