Início » Brasil » Polícia Federal investiga esquemas de fraude no Enem
ENEM

Polícia Federal investiga esquemas de fraude no Enem

Operação Passe Fácil ocorreu em 13 estados brasileiros

Polícia Federal investiga esquemas de fraude no Enem
Operação da Polícia Federal contou com o apoio do INEP (Foto: Flickr/Samuel Campello)

A Polícia Federal (PF) deflagrou no último domingo, 12, a Operação Passe Fácil, com o objetivo de investigar e desarticular esquemas de fraudes no Exame Nacional de Ensino Médio (Enem). A ação, que contou com o apoio do Instituto Nacional de Estudos e Pesquisas Educacionais Anísio Teixeira – INEP envolveu 13 estados brasileiros, além do Distrito Federal.

A ação investigou esquemas de estudantes que buscavam fraudar o Enem através de consulta ao gabarito da prova, inclusive por meio de pontos eletrônicos, feita a especialistas contratados. A operação buscou garantir a igualdade de direitos entre os candidatos.

Os locais foram escolhidos por terem indícios de ocorrência de fraudes para facilitar a passagem de alunos no exame. Pernambuco, Bahia, Ceará, Espírito Santo, Goiás, Maranhão, Minas Gerais, Mato Grosso, Pará, Piauí, Paraná, Rio Grande do Norte e São Paulo foram os estados alvos da operação.

Em nota, a PF informou que foi às ruas para cumprir 31 ordens judiciais de conduções coercitivas e busca e apreensão. Além disso, a corporação revelou que “os resultados ainda estão sendo computados, mas já foi possível colher depoimentos e apreensão de celulares dos investigados, sendo confirmada a participação de candidatos em fraudes em certames anteriores”.

Com penas que ultrapassam os 25 anos de prisão, os crimes que são investigados pela PF na Operação Passe Fácil são estelionato (artigo 171, § 3º), uso de documento falso (artigo 304), fraudes em certames de interesse público (e 311-a) e associação criminosa (Artigo 2º da lei nº 12.850/13).

Fontes:
Estadão - Operação Passe Fácil investiga estelionato no Enem

Os comentários são de responsabilidade de seus autores e não refletem a opinião deste site

2 Opiniões

  1. Lourival disse:

    É o povo do Brasil!

  2. Áureo Ramos de Souza disse:

    Tem jeito não, tanto que se falou que haveria fiscalização em cima de pontos eletrônicos e fiscalização através de detetores de metal, ainda aconteceu. Que povo é esse com algumas excessão para gostar de roubar.

Sua Opinião

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios são marcados *