Início » Brasil » Policiais federais desconfiam de MP eleitoreira de Dilma
COLUNA ESPLANADA

Policiais federais desconfiam de MP eleitoreira de Dilma

Dilma assinou uma Medida Provisória que dá benefícios à carreira dos delegados. Para o presidente da Federação dos Policiais da PF, a MP é um afago estranho aos delegados em meio à eleição e às investigações de corrupção no governo

Policiais federais desconfiam de MP eleitoreira de Dilma
A PF vive uma crise interna sem precedentes, no embate entre policiais e delegados (Reprodução/Internet)

Os agentes da Polícia Federal vão decidir hoje pela paralisação a partir de segunda-feira. É um protesto contra a Medida Provisória assinada pela presidente Dilma, anteontem,  que dá benefícios à carreira dos delegados. Há uma disputa velada de anos entre delegados e policiais. Outra MP, que dá aumento em 15,8% de salário para os policiais, está parada no Congresso. Para o presidente da Federação dos Policiais da PF, Jones Borges, a MP da presidente é um afago estranho aos delegados em meio à eleição e às investigações de corrupção no governo.

Dois lados

A PF vive uma crise interna sem precedentes, no embate entre policiais e delegados por melhorias nas carreiras. Os delegados, por ora, têm levado a melhor.

Leandro Mazzini é escritor e colunista do Opinião e Notícia

Cargo exclusivo

Na MP enviada por Dilma ao Congresso, fica estabelecido que o cargo de diretor-geral da PF será exclusivo de delegados, escolhido pela categoria. Era a demanda de anos.

Raios x

Segundo Borges, da Fenapef, os policiais estão desmotivados. ‘Pelo menos 30% tomam remédio tarja preta’. Atualmente a PF possui nos quadros 7 mil agentes.

Derrotas..

O ex-presidente do PSB Roberto Amaral, ligado ao PT, acumulou derrotas sucessivas nas manobras pelo poder. Dissidente da posição do partido em apoiar o PSDB de Aécio Neves, Amaral vai para a campanha de Dilma só agora. Também não apoiou Eduardo Campos na disputa presidencial. Fe