Início » Brasil » Política » África e Ásia apresentam altos índices de casamento infantil
Gráfico

África e Ásia apresentam altos índices de casamento infantil

Prática é responsável por baixas taxas de alfabetização entre mulheres

África e Ásia apresentam altos índices de casamento infantil
Na Índia, cerca de metade das mulheres entrevistadas já estava casada aos 18 anos

Prezados leitores, o Opinião e Notícia encerrará suas atividades em 31/12/2019.
Agradecemos a todos pela audiência durante os quinze anos de atuação do site.

No sul da Ásia e na África subsaariana, 38% das mulheres se casam antes dos 18 anos. Casamentos infantis, segundo a definição da Unicef, são aqueles envolvendo mulheres abaixo dos 18 anos e uniões nas quais um casal vive junto como se fosse casado.

De acordo com um relatório da Unicef, a maioria dos casamentos infantis acontece entre as idades de 15 e 18 anos, mas em três países — Níger, Chade e Bangladesh –, mais de um terço das mulheres entre 20 e 24 anos já estava casada aos 15 anos. Tais práticas quase sempre ignoram a lei: enquanto a idade legal para o casamento na Índia é de 18 anos, cerca de metade das mulheres indianas entrevistadas já estava casada nessa idade.

Um efeito negativo do casamento antecipado é a exclusão das mulheres, que abrem mão da educação para se dedicar ao trabalho doméstico e à criação dos filhos. Logo, países com um número alto de casamentos infantis tendem a ter baixos índices de alfabetização entre as mulheres.

O gráfico abaixo mostra a porcentagem de mulheres casadas abaixo dos 18 anos nos países selecionados, e seus índices de alfabetização feminina.

Fontes:
Economist - For poorer, most of the time

Os comentários são de responsabilidade de seus autores e não refletem a opinião deste site

Sua Opinião

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios são marcados *