Início » Notícia » Anvisa proíbe cigarros com sabor
Tabagismo

Anvisa proíbe cigarros com sabor

Fabricantes de cigarros com sabor terão até 18 meses para se adequarem à regra

Anvisa proíbe cigarros com sabor
Brasil tem atualmente 25 milhões de fumantes (Fonte: Reprodução/Getty Images)

Prezados leitores, o Opinião e Notícia encerrará suas atividades em 31/12/2019.
Agradecemos a todos pela audiência durante os quinze anos de atuação do site.

A Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa) decidiu proibir o uso de aditivos que conferem sabor e aroma aos produtos derivados do tabaco que são comercializados no Brasil.

Leia também:Quem segura o ímpeto proibicionista da Anvisa?
Leia também: Ganho de peso após abandono de cigarro é pequeno, diz estudo
Leia também: Chicletes e adesivos de nicotina são ineficazes no combate ao tabagismo

A decisão foi tomada nesta terça-feira, 13, após mais de um ano de debate. Os fabricantes de cigarros com sabor terão até 18 meses — a partir da publicação da norma — para se adequarem. Já os fabricantes de cachimbo, charutos e cigarrilhas com sabor terão até 24 meses para retirarem esses produtos do mercado nacional.

A adição de açúcar continuará permitida exclusivamente com a finalidade de recompor o que foi perdido durante o processo de secagem das folhas de tabaco. As novas regras da Anvisa não afetam os produtos derivados do tabaco destinados à exportação.

Novos fumantes

“Nossa ação terá um impacto direto na redução da iniciação de novos fumantes, já que esses aditivos têm como objetivo principal tornar os produtos derivados do tabaco mais atrativos para crianças e adolescentes”, explicou o diretor da Anvisa, Agenor Álvares, que ressaltou ainda que “evidências científicas apontam que muitos desses aditivos aumentam o poder da nicotina, fazendo com que os cigarros fiquem mais viciantes”.

De acordo com a representante da Aliança de Controle do Tabagismo, Paula Johns, “a maioria dos jovens, cerca de 60%, experimentam cigarros com sabor. O cravo e o mentol são os principais aditivos consumidos pelos jovens”.

Brasil: 25 milhões de fumantes

Em entrevista ao site Consultor Jurídico, a defesa do setor do tabaco argumentou que “o açúcar é substância usada de forma absolutamente comum e não potencializa eventuais riscos que o cigarro pode gerar. O mesmo acontece com produtos que dão sabor”.

Ainda de acordo com dados da Anvisa, o número de marcas de cigarros com sabor aumentou de 21 para 40 entre 2007 e 2010. O tabagismo causa por ano 200 mil mortes em todo o país. Hoje o Brasil tem 25 milhões de fumantes e 26 milhões de ex-fumantes.

Fontes:
R7 - Anvisa aprova retirada dos cigarros com sabor em até dois anos

Os comentários são de responsabilidade de seus autores e não refletem a opinião deste site

Sua Opinião

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios são marcados *