Início » Brasil » Política » Brasileiros investem mais nos EUA
Mercado imobiliário

Brasileiros investem mais nos EUA

Ganho de 45% do real em cima do dólar faz com que mais brasileiros procurem imóveis nos Estados Unidos

Brasileiros investem mais nos EUA
Cidades brasileiras têm preço de imóveis mais alto do que Miami (Foto: Reprodução)

Prezados leitores, o Opinião e Notícia encerrará suas atividades em 31/12/2019.
Agradecemos a todos pela audiência durante os quinze anos de atuação do site.

Foi-se o tempo em que adquirir um imóvel fora do país era luxo de poucos. A disparada nos preços do mercado imobiliário no Brasil e o ganho de 45% do real em relação do dólar desde 2008 facilitaram a procura por imóveis no sul da Flórida por brasileiros. Seja como imóvel para férias ou como investimento imobiliário, os brasileiros já são responsáveis por 9% das casas e apartamentos vendidos em Miami a estrangeiros nos 12 meses até março de 2010.

Segundo a Associação de corretores de Miami, que realizou a pesquisa, os brasileiros perdem apenas para canadenses e venezuelanos, mas, desde então, vem dando sinais preliminares que apontam para um aumento significativo deste número. Desde janeiro, por exemplo, os brasileiros já compraram metade dos apartamentos vendidos a estrangeiros por mais de US$ 500 mil na área central de Miami, e por mais de US$ 1 milhão em Miami Beach.

O movimento estimula a expansão do mercado de apartamentos de Miami, que já registrou um aumento de 92% nas vendas dos primeiros quatro meses de 2011, em comparação com o mesmo período do ano passado. “O ritmo de crescimento é geométrico. No próximo ano, com certeza será a força predominante”, afirma Craig Studnicky, presidente da International Sales Group LLC, empresa de marketing imobiliário na Flórida.

Mercado brasileiro em queda

A alta do real sobre o dólar já é a maior entre as 25 moedas de países emergentes acompanhadas pela Bloomberg. A economia brasileira, já considerada a maior da América Latina, cresceu 4,2% no primeiro trimestre deste ano. Nos Estados Unidos, em comparação, a expansão foi de 2,3% no mesmo período. Com o forte crescimento nas últimas duas décadas e a aceleração da inflação, imóveis do Rio de Janeiro, São Paulo e Brasília passaram a ser mais caros do que qualquer outra cidades dos Estados Unidos.

Segundo uma pesquisa da ECA internacional, empresa de recursos humanos sediada em Londres, o preço das moradias no Brasil subiram cerca de 25% nos últimos 12 meses. Apenas no Rio de Janeiro, a alta foi de 44%. A consequência da alta é que, apenas no primeiro quadrimestre deste ano, as vendas de residências em São Paulo, por exemplo, caíram 43,7% em relação ao mesmo período do ano passado.

Fontes:
Exame - Brasileiros invadem Miami em busca de imóveis com alta do real
Exame - 6 sinais de que já pode haver uma bolha imobiliária no Brasil

Os comentários são de responsabilidade de seus autores e não refletem a opinião deste site

Sua Opinião

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios são marcados *