Início » Brasil » Política » Desmatamento aumentou mais de 472% na Amazônia
Meio Ambiente

Desmatamento aumentou mais de 472% na Amazônia

Com impasse na aprovação do novo Código Florestal, desmatamento cresce significativamente entre março e abril deste ano

Desmatamento aumentou mais de 472% na Amazônia
Amazônia já tem mais de 590 quilômetros desmatados

Já são mais de 593 quilômetros quadrados desmatados na Amazônia. Os números sobre o desmatamento da Amazônia, em março e abril deste ano, foram divulgados no mesmo momento em que o projeto que altera o Código Florestal aguarda para ser votado na Câmara dos Deputados. Comparado aos mesmos meses do ano passado, o número representa um salto de 472,9%.

O índice de desmatamento atingiu seu pico entre os meses de agosto de 2010 e abril de 2011. Quando questionada sobre os motivos que levaram a esta marca, a ministra do Meio Ambiente, Izabella Teixeira, explicou que ainda não sabe suas causas e por isso não pode associá-las às incertezas que giram em torno do Código Florestal. A ministra ainda anunciou que será criado um gabinete de crise, com participação da Polícia Federal, Ibama e Força Nacional de Segurança. Ainda discute-se a inclusão do Exército.

Já Márcio Astrini, responsável pela Campanha de Florestas do Greenpeace, acredita que o forte crescimento acontece justamente pela possibilidade de aprovação do novo Código Florestal. Ele ainda ressalta que os números têm efeito muito ruim para o Brasil, devido aos compromissos assumidos pelo país na COP-15. Durante a conferência sobre mudanças climáticas, o Brasil apresentou uma promessa voluntária de reduzir emissões de gases causadores do efeito estufa, o que incluiria reduzir o desmatamento.

O ministro de Ciência e Tecnologia, Aloísio Mercadante, também se pronunciou após a divulgação dos dados. “As pessoas que estão na mata e acham que podem desmatar impunemente, que ninguém está vendo, nós estamos vendo”, avisou o ministro.

Fontes:
Reuters - Amazônia perde 593km quadrados em março/abril, MT lidera desmate
O Globo - Ministra do Meio Ambiente diz não saber se aumento do desmatamento está associado ao Código Florestal

Os comentários são de responsabilidade de seus autores e não refletem a opinião deste site

3 Opiniões

  1. VAN disse:

    Pelo menos, Mercadante está vendo!!!

  2. Viko Cesar disse:

    Desde que me entendo por gente escuto falar na tal Reforma Agrária. Passaram 4 décadas e essa reforma ainda não saiu da gaveta. Parece-me que, com os rumos que essa proposta do Código Florestal está tomando não é digna de crédito, como a grande maioria das propostas e Projetos de Leis que são apresentados pelos parlamentares. Haja visto que a “Presidente da Confederação Nacional da Agricultura e Pecuária”, a “Excelentíssima Srs Senadora Katia Abreu” nada mais é que uma lenda viva das atividades ruralistas digna de inúmeras críticas e denúncias que contrastam com o cumprimento das metas estabelecidas pelo Brasil na COP-15. Não só em relação ao meio ambiente, mas denúncias no que tange à origens da carne que comemos, no recebimento de doação para campanha eleitoral, ocupação de terras…
    Katia Abreu é senadora, assim como muitos outros políticos são latifundiários. Será que esse Código Florestal será mesmo merecedor de crédito? Estamos de olho em você, Mercadante! E, diferentemente de como muitos políticos agem, nós, o povo, olhamos e fazemos! Collor que o diga!

  3. julio neves disse:

    EM ANO ELEITORAL O GOVERNO DECLAROU QUE O DESMATAMENTO REDUZIU-SE DRÁSTICAMENTE POR CONTA DE SUAS AÇÕES. EM ANO DE VOTAÇÃO DO CÓDIGO, CRESCEU 472%.(????????)
    DÁ PARA SE ACREDITAR NESTES NÚMEROS OU O GOVERNO DILMA AFROUXOU COM A FISCALIZAÇÃO DA AMAZÕNIA?

    AGORA, PENALIZAR QUEM DESMATOU ANTES DE 2008? ATÉ QUEM DESMATOU NO SÉCULO DEZENOVE?
    Onde vai ser plantado o melhor café do mundo que há quase um século é plantado nas encostas de morros de MG?
    Ou será as siderúrgicas e fábricas de celulose que querem terras gratuitas para reflorestamento?
    HÁ UM CHEIRO PODRE POR TRÁS DESTA VOTAÇÃO?????
    VAMOS FICAR DE OLHO!!!!!

    em tempo, Vicko. Informe-se. Os produtores de grãos ocuparam somente 3,5% do território nacional(43 Mi de Ha) para produzir nossa safra recorde que hoje financia seu computador barato e , talvez, seu emprego.
    A sua reforma agrária já ecebeu, somente no governo Lula 80 MI de Ha ou 3,2 estados de SP. Com metade de suas terras poderiam dobrar a produção de grãos do país se trabalhassem.
    Com um terço de suas terras poderiam substituir todo nosso petróleo por álcool combustível de cana.
    40 MI de Ha 4000 KG/Ha.(média brasileira) dariam 160 MI de ton de grãos ou mais do que toda nossa safra recorde de 2010.
    QUE REFORMA AGRÁRIA VC QUER? A DOS LENIENTES E DESOCUPADOS?
    Terra é para quem quer trabalhar, não passear.

Sua Opinião

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios são marcados *