Início » Notícia » E quando os prefeitos botam a cor do partido em prédios públicos?
Polêmica

E quando os prefeitos botam a cor do partido em prédios públicos?

Justiça goiana condenou o prefeito de Palestina de Goiás a tirar a cor de seu partido dos prédios públicos locais

E quando os prefeitos botam a cor do partido em prédios públicos?
Prédios públicos e iluminação verdes em Palestina de Goiás, cor do partido do prefeito (Fonte: Reprodução/Uol)

Alguns prefeitos, após serem eleitos, decidem mandar pintar os prédios públicos de suas respectivas cidades com a cor (ou cores) de seus partidos. Essa prática, no entanto, muito comum em várias partes do Brasil, gera polêmica.

Na semana passada, a Justiça goiana condenou o prefeito de Palestina de Goiás a tirar a cor de seu partido dos prédios públicos locais. O custo terá que sair do bolso do próprio prefeito, que mandou pintar de verde, cor de seu partido, o PSC, alguns prédios do município e também colocar lâmpadas verdes nas ruas da cidade.

‘Sou ambientalista’

O juiz que emitiu a sentença entende que houve violação dos princípios da administração pública. O prefeito Eduardo Talvani de Lima Couto, que é pré-candidato à reeleição em Palestina de Goiás, negou a acusação e disse que não se trata de uma manifestação política: “Gosto da cor verde. Sou ambientalista”.

O prefeito agora tem 15 dias para fazer as mudanças solicitadas, senão terá que pagar multa diária de R$ 4 mil. Couto disse que vai recorrer.

Ainda de acordo com o prefeito, ele reformou apenas a prefeitura e o coreto da cidade. As demais pinturas já haviam sido feitas quando ele assumiu a prefeitura. Já em relação às lâmpadas verdes, o prefeito ressaltou que mandou colocá-las em apenas uma das dez praças que ele fez. “E foi para padronizar com a prefeitura”, afirmou.

Fontes:
Uol - Justiça condena prefeito a tirar cor de partido de prédios públicos em Goiás

Os comentários são de responsabilidade de seus autores e não refletem a opinião deste site

3 Opiniões

  1. Hivitality disse:

    Tem talvez menor efeito do que uma estrela vermelha esculpida pela útil e dedicada primeira dama, de um nada saudoso ex-presidente, tão útil e dedicado quanto sua senhora, nos jardins da residencia oficial do nada nobre casal.

  2. LSchmidt disse:

    Muito pior é o “4” da Copa de 2014 ser em vermelho e todo mundo achar isso normal…

  3. Gibran Shalom disse:

    Pois bem…essa é uma pratica “consagrada” em todo território nacional. É o retrato silencioso do uso da coisa pública para, de forma dissimulada, ser usada para fins da “politica porca” que a maioria pratica. Onde estão os homens livres que podem muito bem entrar com ações civís públicas? Por ventura perderam os bons costumes?

Sua Opinião

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios são marcados *