Início » Brasil » Política » Estudos sobre a expansão do Universo levam Nobel de Física
Premiação

Estudos sobre a expansão do Universo levam Nobel de Física

Trio de cientistas vai dividir um prêmio de 10 milhões de coroas suecas

Estudos sobre a expansão do Universo levam Nobel de Física
Explosão de uma supernova (Reprodução/O Globo)

Prezados leitores, o Opinião e Notícia encerrará suas atividades em 31/12/2019.
Agradecemos a todos pela audiência durante os quinze anos de atuação do site.

Estudos feitos por três cientistas, que detectaram a aceleração da expansão do Universo, a partir da observação de supernovas, levaram o Prêmio Nobel de Física deste ano. O trio vai dividir um prêmio de 10 milhões de coroas suecas (cerca de US$ 1,5 milhão).

Leia também: Nobel de Medicina vai para trio que ‘revolucionou’ estudo sobre sistema imunológico

Os americanos Saul Perlmutter, do Laboratório Nacional Lawrence Berkeley e da Universidade da Califórnia; Brian Schmidt, do Universidade Nacional Australiana; e Adam Riess, da Universidade Johns Hopkins, verificaram que, ao contrário do que se esperava, esta expansão continuava a se acelerar.

Desde o início do século XX, graças ao trabalho do astrônomo Edwin Hubble, sabia-se que o Universo estava se expandindo em consequência do Big Bang, há cerca de 14 bilhões de ano.

Para muitos cosmólogos, a ação da gravidade devia gradualmente frear este avanço. A descoberta, nos anos 90, de que não só isso não só estava acontecendo como também esta taxa de expansão estava aumentando, foi uma surpresa para os cientistas.

“Acabamos contando para o mundo esse resultado doido de que o Universo está acelerando”, comentou Schmidt logo após saber que havia sido agraciado com o Nobel.

Fontes:
O Globo - Nobel de Física vai para estudos que detectaram aceleração da expansão do Universo

Os comentários são de responsabilidade de seus autores e não refletem a opinião deste site

4 Opiniões

  1. Carlos U. Pozzobon disse:

    O que eles querem dizer quando falam de Universo é o que conseguem ver e mensurar. O Big Bang foi apenas um caso particular dentro de um universo que é infinito, tanto quanto o tempo. Se tudo começou a 14 bilhões de anos ficamos com a pergunta no ar: mas então como era antes? Um fenômeno inicial cronológico pressupõe uma interrogação sobre sua antecedência. Ora, o universo é infinito, o tempo também. A física não chega a essa verdade por não querer se render ao ininteligível. O infinito é algo que não entendemos não só no espaço, como também na lógica, como a divisão de um número por zero. Antes do Big Bang existia o universo sim. Era aquele que não conhecemos e que tomara que um dia possamos vislumbrar esse mistério.

  2. Luiz Mourão disse:

    Isso apenas mostra o quanto a Ciência é HUMILDE e auto-controlada…
    Todo o contrário a religião que é ARROGANTE e ditada por algumas instituições e alguns livros arcaicos…
    Em pleno Milênio das Luzes do CONHECIMENTO, em quem você vai apostar suas fichas??
    EU não tenho dúvidas, ainda que possa até me dar ao luxo de duvidar da minha própria dúvida, algo que só a Mente LIVRE pode engendrar…

  3. João Jarnaldo de Araújo disse:

    James Redfield, Psicólogo Americano, anuncia estar acontecendo algo interessante em relação ao descortinamento da verdade.

    A união dos pilares dos conhecimentos acumulados por nossa cultura, está a promover um entendimento mais congruente e melhor direcionado ao entendimento do fabuloso enígma do existir.

    Vivemos presentemente a Era da Síntese, donde os diversos saberes, são contrastados, checados, perfilados e comparados, cuja verificação tem nos dado a condição de declinarmos a um novo entendimento de que vivemos em um universo, onde tudo é uno, e interligado em redes ou teias, referendando a máxima Crística: SOMOS TODOS UM SÓ!

    Torna-se comum nos tempos atuais, presenciarmos o ressurgimento de uma renascente literatura, com uma quantidade considerável, de “Best-Selers”,de sorte a corroborar essa assertiva e um dos considerandos, é de que tudo é uno e tudo expande, e tal proposta encontra referência, desde as religiões mais arcáicas e ancestrais, até a moderna Fisica quântica, que explica com intrincadas elaborrações matemáticas, de que o Universo funciona numa mistura de creacionismo e evolucionismo, ou seja, Deus já não mais mantêm queda de braço com Charles Darwin.ambas proposituras coadunam-se e complementam-se.

    Deus é OM. No princípio era o verbo, mas já era consciência, e estava em expansão, donde temos que declinar às verdades das doutrinas espirituais, de que as formas, ou seja, o firmamento, com sua estrutura cósmica “palpável”, é tão sómente uma das moradas de meu pai, e ainda mais, de que o tempo é uma variável, de domínio e de razoavel certeza, e incontestável e perfeita precisão,tão somente do ponto de vista do Ego.

    Teilhard Chardin, preceitua, que o homem é a ponta mais aprimorada e evolutiva do Universo.

    Calcado nessas premissas, dá para imaginar que o homem é mesmo o microcosmo, dentro do macrocosmo, a perfeita imagem e semelhança de Deus Cósmico e ainda mais que foi criado, para ser um aparelhinho, perfeito, sofisticado, no sentido de transformar caos cósmico em ordem cósmica, dando-nos sob este prisma a compreenção da mensagem do mestre de que mais vale um convertido no Céu, do que 99 justos.

    Então viva a expansão divina e cósmica,morrem galaxias, nascem novas estrelas, da mesma maneira, como nosso processo individual e coletivo, enquanto seres conscienciais, está a proceder uma permanente transmutação total, cuja finalidade e odisseia,propositada e justa, melhor seria o galgamento da eterna perfeição, de todas as coisas, assim na terra como nos Céus. Amém!

  4. Luiz Carlos disse:

    Muito interessante que o homem busque saber mais sobre o universo, mas, e sobre o Autor e consumador de todas as coisas, quem quer saber?, não estou falando de religião, estou isto sim, falando sobre o conhecer a DEUS. Aliás, é por falta disso que os homens, hoje brigam tanto e tantos inocentes morrem, muitas vezes eles nem sabem o porque de estarem morrendo, ao invés de buscarmos conhecer o universo, deveríamos buscar o conhecimento de DEUS,investirmos no conhecer aquele que nos deu vidda, desse jeito, quando partirmos desse mundo, conheceremos o universo… Certamente que sim.

Sua Opinião

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios são marcados *