Início » Economia » Internacional » Famoso programa de criptografia some após revelações de Snowden
Segurança de computadores

Famoso programa de criptografia some após revelações de Snowden

TrueCrypt, programa que criptografava informações do usuário, some misteriosamente após revelações de Edward Snowden

Famoso programa de criptografia some após revelações de Snowden
Uma nova versão do programa, incapaz de criptografar qualquer coisa, foi lançada (Reprodução/Internet)

Prezados leitores, o Opinião e Notícia encerrará suas atividades em 31/12/2019.
Agradecemos a todos pela audiência durante os quinze anos de atuação do site.

Quando Edward Snowden vazou uma enorme quantidade de documentos secretos para a imprensa em maio de 2013, confirmou o que especialistas em segurança de computadores há muito desconfiavam: o fato de que os serviços de inteligência ocidentais, especialmente a Agência Nacional de Segurança americana, burlam frequentemente e com sutileza os programas de criptografia que fazem a segurança de computadores em todo o mundo.

Os documentos de Snowden afirmavam que muitas empresas de grande porte de hardware e software trabalhavam lado a lado com os espiões, inclusive empresas como Microsoft, Apple e Intel. Felizmente, para aqueles que têm algo a esconder, há alternativas às grandes empresas americanas. Uma escolha popular é o TrueCrypt, um programa que permite que o usuário criptografe o conteúdo de seus computadores de modo que qualquer um que não conheça a senha veja apenas uma sequência incompreensível de letras.

Ou é isso que ele costumava fazer. Em 29 de maio deste ano, o site da TrueCrypt foi atualizado com uma mensagem curta e crítica. Ela alertava que “usar o TrueCrypt não é seguro, uma vez que o programa pode conter questões de segurança não resolvidas”. Uma nova versão do programa, incapaz de criptografar qualquer coisa, foi lançada. Ela existe apenas para ajudar os usuários a recuperarem arquivos criptografados.

O anúncio surpreendeu a muitos. O TrueCrypt estava ativo há dez anos e era muito usado por todos, de advogados preocupados com a segurança até jornalistas que precisavam proteger suas fontes. A nova versão do TrueCrypt é aberta, o que quer dizer que o seu código está livremente disponível para qualquer pessoa.

Fontes:
The Economist-Tales from the TrueCrypt

Os comentários são de responsabilidade de seus autores e não refletem a opinião deste site

1 Opinião

  1. Áureo Ramos de Souza disse:

    Seja qual for o programa a internet ainda não é uma ferramenta segura, ainda vai chegar algum Snowden para dá segurança.

Sua Opinião

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios são marcados *