Início » Brasil » Política » Há risco de fraude nas eleições de outubro?
Artigo

Há risco de fraude nas eleições de outubro?

Circula na internet uma “denúncia” de que o PT pretende manipular as urnas eletrônicas nas eleições de outubro. Improvável. Impossível? Por Hugo Souza

Há risco de fraude nas eleições de outubro?
A urna eletrônica foi testada no TSE em 2009. (Fonte: O Globo)

Em outubro os brasileiros irão mais uma vez às urnas, às urnas eletrônicas. Será o oitavo sufrágio consecutivo no país sem o uso pelos eleitores de caneta e de papel, ou melhor, da cédula eleitoral (lembra-se dela?), nas cabines de votação. Desde 1996, uma e outra deixaram de fazer parte da liturgia do máximo ato cívico. Tampouco os políticos podem mais beijar as cédulas onde marcaram o seus próprios nomes um instante antes de dobrá-las e depositá-las nas urnas de antigamente, por assim dizer. A balbúrdia dos salões lotados das mesas de apuração também virou coisa do passado na era do processo eleitoral totalmente informatizado, da votação à apuração.

O TSE gosta de alardear que o sistema brasileiro de urnas eletrônicas é o mais seguro do mundo. Resta saber se isso significa 100% de segurança. Muita gente acha que não, por vários motivos, e não é de hoje. Em uma das últimas eleições que disputou, quando foi candidato à prefeitura do Rio de Janeiro, no ano 2000, Leonel Brizola disparou contra o fato de o programa que compõe o bloco de segurança do sistema das urnas eletrônicas ter sido feito pelo Centro de Pesquisas em Segurança das Comunicações (Cepesc), vinculado à Agência Brasileira de Inteligência (Abin) e, logo, ao Gabinete de Segurança Institucional da Presidência da República.

“Seria como se, nos Estados Unidos, na eleição entre o Partido Republicano e o Partido Democrata, a CIA possuísse o controle do centro de processamento. Seria um escândalo nos Estados Unidos. Aqui, estamos todos de inocentes”, disse Brizola naquela ocasião.

Em sua breve saga contra as urnas eletrônicas, o “velho caudilho” foi acusado de fomentar teorias da conspiração, mas tinha a seu favor histórico da tentativa de fraude nas eleições de 1982 para o governo do estado do Rio, quando se descobriu que o sistema informatizado de apuração feito pela empresa Proconsult estava contabilizando votos brancos e nulos em favor de Moreira Franco, então adversário de Brizola nas urnas.

Vulneráveis, proibidas e inconstitucionais

A suspeita levantada por Brizola sobre quem controla a segurança das urnas eletrônicas volta agora à tona por vias um tanto tortas, com a circulação em caixas postais eletrônicas de uma mensagem sobre um suposto projeto do PT para fraudar as eleições de outubro. A artimanha, denominada “Milagre da Multiplicação dos Pães”, consistiria basicamente na multiplicação dos votos para Dilma Rousseff por meio de manipulação das urnas eletrônicas.

Tem muita gente dizendo que não considera a hipótese impossível. E se Brizola podia brandir o caso Proconsult como base da sua desconfiança ante a tecnologia, a julgar pelo histórico de compras de votos, votos de cabresto, mensalões e fraudes de toda espécie, como a dos painéis eletrônicos do Senado, para nossas elites políticas manipular a urna eletrônica seria apenas uma questão de viabilidade técnica.

E por falar em viabilidade técnica, recentemente um grupo de especialistas, de várias nacionalidades, conseguiu provar que as urnas eletrônicas indianas são tão vulneráveis a fraudes que é possível eleger ou deixar de eleger alguém manipulando votos via telefone celular. Na Holanda, as urnas eletrônicas estão proibidas desde 2008, sob a justificativa oficial de que “não há garantias da existência de uma urna segura”. Na Alemanha, o uso de urnas eletrônicas foi considerado inconstitucional. No Paraguai, há dois anos, a justiça brecou a utilização das urnas eletrônicas emprestadas pelo Brasil às vésperas do pleito que elegeu Fernando Lugo.

No Brasil, o TSE não cede urnas para testes independentes e não há impressão dos votos para uma eventual recontagem. No dia 7 de junho, quando empossou a comissão de juristas encarregada de propor um projeto de reforma do Código Eleitoral, o presidente do Senado, José Sarney, deu aos doutores uma espécie de orientação: “Agora querem complicar o que foi simplificado, querem propor a impressão do voto eletrônico”. Por que tamanha resistência a um simples papelzinho?

Caro leitor,

Você acha que a urna eletrônica deveria imprimir um comprovante de voto para o eleitor?

Você considera a urna eletrônica segura?

Os comentários são de responsabilidade de seus autores e não refletem a opinião deste site

79 Opiniões

  1. wanderley oliveira disse:

    É totalmente vulnerável, se não fossem “preparadas” seriam confiáveis, porém, com a conivência de “algumas” pessoas, podem por exemplo, receberem uma placa adicional de rede sem fio e, com um notbook num raio pequeno, serem facilmente manipuladas. E aí… O Brasil é o único país do Planeta Terra que utiliza essas “famigeradas” urnas. Temos que iniciar um movimento pelo voto na cédula já. VOTA NA CÉDULA JÁ, nestas eleições daqui a 17 dias. Pessoas vendem Municípios e Estados como se fossem mercadorias. ABAIXO A URNA ELETRÔNICA. Nas Eleições de 2004 fui roubado, e dia 14 de setembro agora, prendi em flagrante uma pessoa tgentndo vender para a coligação que represento, a “Fraude” eletrônica e, segundo essa pessoa, com a conivência de uma engenheira do TRE. Denunciei na Polícia Federal e o Presidente do TRE-PR, recebeu cópia da denúncia mas, nada foi feito e, por fim, com a ajunta da Polícia Civil da nossa cidade, prendemos em Flagrante o cidadão. Agora a tentativa do mesmo ser enquadrado simplesmente como “Estelionatário” está cada vez mais forte. PORQUE O TRE E O TSE INSISTEM EM COLOCAR PANO PRETO EM CIMA DO ASSUNTO…Vejam no site “Fraudesemurnaseletronicas” quanto material existe. VOTO NA CÉDULA JÁ. wandetamandare@hotmail.com

  2. Almyr de Almeida disse:

    Naturalmente que as urnas eletronicas são vulneraveis e passíveis de serem violadas e fraudadas como qualque sistema de software. Os hackers conseguiram até entrar no sistema ultra-seguro do Pentâgono, então porque não conseguiriam fraudar as urnas eleitorais de um país, como o nosso, que prima pelas fraudes, corrupções, tráfego de influência e tantas outras falcatruas e onde o governo espúrio, mesmo diante todas as provas de suas bandalheiras, continua impune e acima de qualquer suspeita. Se esta “urna eletrônica brasileira” fosse, realmente, a 7ª maravilha do planeta, todos os países sérios do 1° mundo a estgariam utilizando. Imagine que nem o Paraguai aceitou utilizar as urnas eletrônicas. Será que o povo paraguaio é mais alerta e consciente que o nosso? Se ainda houvesse um comprovante impresso relativo ao nosso voto, o sistema utilizado talvez se tornasse menos vulnerável mas com a corja de políticos espúrios e com esses PTralhas no governo, tudo é possível.

  3. Márcia disse:

    Não considero a urna eletrônica segura.
    Se imprimir o voto para o eleitor, sabe o que vai acontecer aqui em Alagoas? Os candidatos vão exigir que o eleitor mostre o voto antes de pagar por ele. Não, não estou dizendo que a compra de votos seja legal, mas pelo menos pode-se pegar o dinheiro e não votar no candidato que está pagando.

  4. DOUGLAS disse:

    ACHO UMA VERGONHA! VEJAM OS VAZAMENTOS DA RECEITA! SE LÁ É POSSIVEL ESTAMOS TODOS VULNERÁVEIS À UMA FRAUDE DO PT NAS ELEIÇÕES! QUE DEUS TENHA MISERICÓRDIA DE NÓS E NOS LIVRE DESSA ENGANÇÃO QUE ESTÁ TANTO NAS PESQUISAS COMO NA CAMPANHA DE DILMA!

  5. DOUGLAS disse:

    ACHO QUE É BEM CAPAZ DE HAVER FRAUDE NESSA ELEIÇÃO SIM ! E NAS PESQUISAS TAMBÉM!

  6. Achmed disse:

    Todo programa de computador pode ser fraudado!
    Digo isso com a experiência de 20 anos em Análise de Sistemas!
    O fato de estar offline não implica que a fraude não possa ter ocorrido préviamente no Sistema.
    Esse risco só poderia ser MINIMIZADO, se nos dias de eleição, algumas urnas fossem trocadas aleatoriamente e as originais fossem auditadas por empresa de idoneidade indiscutível, de preferência estrangeira e escolhida por sorteio na manhã da votação!!!

  7. Luis disse:

    Claro que deveria emitir,uma mera compra com cartão exige isso.A não emissão nas eleições já é,em sí,suspeita.

  8. Denian Paulela disse:

    Existe possibilidade de fraude sim, já trabalhei no sistema TRE e é vulnerável sim.

  9. Pedro disse:

    Cada povo tem o governo que merece.. Mas o que fiz eu pra merecer isso meu Deus? Só pode ser coisa de vidas passadas – tái a prova de que a reecarnação existe.. pois em uma só vida não seria possível cometer todos os pecados necessários a ter tal (des)Governo..
    E como o povo anda bem comprado com as migalhas do assistencialismo PTista, não haaverá revolução, nem protestos nem nada.. mesmo sem fraude a Dilma deve levar essa.. só nos resta rezar..

  10. Florimar disse:

    Se Há duvidas e estas são propaladas por quem entendem,queseja então emitido um comprovante de voto,principalmente porque onde há fumaça,há fogo.
    Florimar.

  11. Antonio da Paz disse:

    Colegas, se não houvesse politicos corruptos, talvez não existiria a urna eletronica, ela é segura sim, não é conectada a nada (rede de computador, wifi, wireless, etc….) ela é totalmente off-line, como vai invadir a urna se ela não se conecta a nada ????? no encerramento da urna não fica só o Boletim de Urnas pregadao na seção, os boletins são distribuidos aos fiscais de partidos, são emitidos até 20 boletins por urna.

    Se fosse para imprimir o voto do cidadão, poderia se comprar os votos como antigamente, “só pago quando me mostrar o comprovante do voto”, isso é coisa do passado, os partidos tem todo direito de Auditar as Urnas (e eles fazem isso) antes e depois da eleição, é só solicitar a Auditoria.

    Os disquetes que saem com resultados só são lidos pelas maquinas oficializadas pelo TSE, são criptografados e sua listas de criptografias estão dispostos no site do T.S.E., então como fraudar ????

  12. João Oliveira disse:

    As urnas eletronicas é furada tanto quanto na época quando contavo o voto um a um manualmente, mais a vantagem de antigamente embora cansativo é que vc poderia fiscalizar o voto, hoje em dia disquete vai disquete vem a zeresima fica sou na presidencia da mesa pós eleição, é um monte de fita de resultados por secção não da pra conferir tudo na hora da apuração é pela sorte e não pelo voto obtido na urna é a vontade do juiz e da parte interessada, para eleger alguem do seu interesse, ja presenciei este filme antes por isso não confio na urna eletroniva esconde – se o disquete original e apresenta o disquete alterado como se fosse o original, alguem que não tinha voto suficiente passa a ter, basta o juiz e seus representantes fechar os olhos para a situação, o acesso ao local da apuração é restrito.

  13. Amtonio O.L.Xavier disse:

    se a urna é confiavel portanto as finalizações também poderiam emitir tantos relatórios quantos necessários para mostrar a sua confiabilidade.Emitir: Comprovante que votou assim evitaria a troca de documentos devolvidos quando assinam titulos trocados pelos mesários. A urna deveria ler as digitais do eleitor na hora do voto,se não for o mesmo cadeia nele e etc.Antonio.

  14. FRED disse:

    Não eu não concordo com o comprovante, pois o voto deixaria de ser secreto e os candidatos com maior condição financeira iriam se dar de bem, pois comprariam os votos e o eleitor seria obrigado a votar nele porque depois iria prestar conta com o comprovante.

  15. Adolfo Neto disse:

    Imprimir o “papelzinho” não vai resolver o problema…

  16. José Lopes disse:

    É um direito que o eleito deveria ter, um comprovante de seo voto, tenho varios amigos que relataram que quando foi votar não aparecia o candidato a quem ele estaria votando, então porque negar este direito de o eleito ter um comprovante, ja vie reportagem de gente dizendo que numa urma não teria saido nem um vota para um determinado camdidato, quanto que naquela urna ela teria votado e outras pessoas teriam votado tambem, isso é inaceitavél, mas como o cidadão tem pouco direito, esta tudo certo.

  17. Silvester disse:

    A tecnologia está avançadissima,e há possibilidade de o controle de software estar sendo laborado sem que nossa vão filosofia imagine. O que garante q quando se tecla o 1, realmente o sistema entenderá um e não 2? O homem já é manipulado, imagine os eletronicos. Não confio nem com comprovante, conhecido por aki como “fita” ou “tripinha”.

  18. José Pereira Silva disse:

    Claro, lógico e evidente que sim. Se há seriedade e transparência no sistema porque não? Sempre que “pago” um compromisso tenho direito a ter em mãos o meu “recibo” . O meu voto é um “alto compromisso” com os destinos do meu país. Cabe-me receber a cópia afirmando em quem votei.

  19. sergio fernandes viana disse:

    Boa tarde eu particularmente não acho que as urnas eletronicas sejam seguras. porem não gostaria de voltar as cedulas antigas; é só fazer com que as eletronicas soltem um comprovante pros eleitores, que acaba com essa polemica.

  20. Gabriel Carvalho (RJ) disse:

    Toda urna eletrônica, deveria constar uma impressora para que fosse recolhido o voto impresso e este seria colocado em uma urna de lona e no final da votação, deveria ser contado de imediato no mesmo local, para haver igualdade de acordo com o resultado da urna eletrônica divulgado pelo TRE. A fiscalização seria feita por todos os fiscais de partidos políticos e interessados, com direito a cópia do resultado para conferências futuras.

  21. Luma (Rio de Janeiro) disse:

    O plano vai arruinar as nossas commodities, e diante de um campo improdutivo reabilitaremos o Fome Zero.Mas como a turma investiu em ricas propriedades e anda lavando dinheiro no mesmo lugar que o crime organizado seremos um pouco diferentes de Cuba: vamos adicionar um forte tempero paraguaio e afgão, Teremos um perfil Cubafguaio. Nem barbudinhos aí terão vez.

  22. T Barzinsky disse:

    Para o PT vale tudo, está nas cartilhas de Leni, Trotsky e Stalin, tudo previsto sobre como comprar o poder, comprar o legislativo via mensalão inclusive, usar as técnicas capitalistas para implantar um estado totalitário: dona Dilma rubricou o programa e valeu, se a multa é pequena, tudo vale a pena.
    Breve, o Brasil será uma GRANDE CUBA, os barbadinhos já estão lá cercando o presidente…

  23. Helio (Rio de Janeiro) disse:

    Beraldo, agradeço o cumprimento. Fiz um erro de concordância “o risco de fraude não pode ser descartadA”. É muito gênero pra digitar num comentário às pressas: a lula, o lula, a dilma, o dilma, o helio, a helia, o riode janeiro, a uberaba, o serra, a dilma. Optei por votar no sexo masculino para presidente, não pelo gênero, mas pela qualidade humana.

  24. Beraldo Dabés Filho disse:

    Hélio (Doutor)

    Desejo-lhe boa saúde. Cumprimentos pela boa educação.

    Salve Vidas!!

  25. Edgar de cesaro disse:

    A Urna eltrônica não é segura de forma alguma, isso pelo simples fato de que nenhum sistema computacional tem muita segurança. Basta ver a quantidade de problemas que surgem no meio eletrônico nos computadorers de todas as pessoas, onde qualquer pessoa com bons conhecimentos em programação de sistemas nos enche a caixa postal de emails fraudulentos, e careregados com virus destinados a roubar nossas informações pessoas e ainda ordenar que o sistema do computador faça coisas contra ele mesmo contro o dono do computador, tudo isso sem que ele as vezes tenha a minima noção do que está acontencendo. Mas se isso não basta para provar claramente a violabiulidadde da urna eletronica, bataria que nos olhassemos para osmilhoes de dolares gastos anualmente pelas grandes empresas e instituções, no sentido melhorar um pouco a segurança de seus sistemas, coisa que é uma luta sem fim e diria. Chega-se até contratar os proprios especialista que cometem crimes de invassão de sistemas, dandodolhes uma oportunidade de trablho legal e afastando-os do crime. Os países que não vivem no mundo da fantasia e da mentira como o Brasil, ja deixaram de lado a urna eletronica, ou exigiram a concomitante impressão do voto no papel.

  26. Helio (Rio de Janeiro) disse:

    João Leal,
    Fique tranquilo, a urna é um detalhe. A turma cuidou de tudo. A incansável farra com o nosso dinheiro acontece impune. Iremos todos como sempre pagar a conta, da educação esquecida num Estado que foi privatizado por um pequeno grupo audaz e organizadíssimo.

  27. joao leal sobrinho disse:

    Acho urna eletronica segura o que não está seguro são politicos que lutam contra o que vem dando certo. O governo que aí está e sistema que já elegeu bastantes politicos e agora que estão perdendo vem com essa história de vulnerabilidade da urna. Qui é isso.

  28. Paulo Luiz Franchi disse:

    Deveria fornecer um comprovante do voto, sim para maior segurança do eleitor e da própria democracia,pois com os politicos que temos atualmente a desconfiança e muito grande.

  29. josé jaime disse:

    Não só deveria imprimir um comprovante para o eleitor, como deveria também emitir, mesmo que não divulgasse listas parciais de votos que pudessem ser analisados posteriormente.
    Não considero a urna eletronica segura, como já não considero o voto secreto depois do uso das urnas eletronicas.

  30. carlo j camargo disse:

    sin é claro que deveria imprimir um comprovante de votos

  31. jorge leite disse:

    com toda certerza e como no supermecado voce faz a compra e sai o comprovante nao almentaria quase nada para o gov e isto tiraria muito duvida destas urnas em 2008 aqui em altamira muita gente reclamou que votou em fulano e aperecia siclano nao tenho como segura lembra do painel eletronico do senado o escandolo, que todo mundo fique atento.

  32. ranilton lima disse:

    Quem fez uma vez pode fazer outra vez. As eleição passada para presidente, houve manipulação das urnas.

  33. José Blandina Macedo Pereira disse:

    A má-fé e a maledicência, com que o PT tem manisfestado em pró Dilma Rosselff, mostra a falta de compromisso do presidente lula, para com obrasileiro, manipulando resultados e e informações sobre dados reais das intenções de voto, sabe-se que a presidenciável Dilma Rosselff, não reune condições para governar meu país. Pois, o PT esta carregado de riquinhos manipuladores e gestores radicais, que buscam apenas suprir enteresses próprios.

  34. Rapghael Lima disse:

    Entendo a preocupação com fraudes, também me preocupo, mas quem afirma que não há impressão dos votos está enganado.
    Todo mundo que é ou já foi mesário ou é delegado de partido sabe e vê que são impressos de 3 a 7 papeis de CADA urna, isso pq depende da quantidade de delegados de partidos que estão presentes nas salas.
    Pelo menos 3 impressões são para o T.R.E. A contagem é eletrônica, mas com essa impressão é possível uma verificação, a não ser, que, no momento do voto do eleitor, a máquina esteja manipulada para computar o voto para outro candidato, aí a impressão não adiantaria.
    Enfim, o que quero informar, que existe impressão dos votos sim!

  35. Bôsco Brasil disse:

    Onde você domina o hardware e software tecnicamente 0 e 1 (binário e outras) o acesso não é tão distante. Se liga TSE! não existe senha 100% protegida.

  36. jorge a calil disse:

    SIM ACHO POSSIVEL SEM TER CONECIMENTO DE INFORMATICA, O SUFICIENTE PARA DECLARAR.
    SE OS HACKERS CONSEGUEM, IMAGINE QUE ESTA DENTRO DO SISTEMA.

    IMPRIMIR PARA RECONTAGEMSE NECESSARIO.

  37. José Paulino disse:

    Acredito que é possivel manipular a urna eletrônica, portanto o TSE deve mudar sua opinião e autorizar imprimir o comprovante do voto para que o eleitor possa conferir e depois deposita-lo em uma urna, e ser sorteadas augumas para conferir se a impressão bate com a urna.

  38. PAULO SATO disse:

    PARABENS A PERGUNTA. A UNICA PERGUNTA INTELIGENTE. Um simples papel que seria depositado e armazenado em caso de algum candidato querer CONFIRMAÇÃO DE SEUS VOTOS.

  39. Wellington Gomes disse:

    Se voltassem os comprovantes de voto impresso, voltaríamos ao coronelismo, onde um político influente da cidade manda olhar a cédula de voto antes de ela ser posta dentro da urna. Aí estaríamos diante de uma coação moral que não daria pra ser contornada. Eu não sou governista, mas acho que a urna eletrônica, neste sentido, foi uma independência aos eleitores, do sigilo do seu voto.

  40. Thomas Korontai disse:

    O medo da verdade cria subterfúgios dos mais diversos por parte dos que estão ocupando o Poder. Essa turma é hábil na dialética… e não me refiro a cores ideológicas, porque o Poder tende a corromper, como diza Lord Acton.

    Pela facilidade e comodidade das urnas eletrônicas abrimos mão da verdade, que só pode ser verificada com algo físico, o papel. E abrimos mão também da privacidade, por é perfeitamente possível identificar o eleitor e seu voto, violando um dos mais caros aspectos da democracia – o voto secreto.

    O Povo brasileiro, de uma forma geral, aceita essa comodidade porque é obrigado a votar e a qualidade desse voto se restringe a poucos cidadãos, quando se trata de eleger vereadores e deputados. Poucos se lembram do voto dado a um legislador. Assim, pouco importa se os resultados vão ou não ser manipulados, a armadilha do Governo Central funcionou. Conseguiu-se realmente separar o Povo das decisões políticas, e se o voto fosse facultativo, não tenham dúvida de que teríamos abstenção que poderia chegar a 90% do Colégio Eleitoral Brasileiro.

    Embora a privacidade ainda seja algo a ser resolvido, a impressão dos votos, verificados pelo eleitor e adicionados pelo mesmo em urnas físicas na seções eleitorais, já seria uma providência que daria a transparência mais do que necessária, cofnerindo lisura ao processo eleitoral.

    E, para reaproximar o Povo do processo de decisões das suas próprias vidas através do processo político-eleitoral, várias providências devem ser tomadas, começando pela reforma da Lei dos Partidos eliminando o voto cumulativo em nível interno, obrigatoriedade da escolha eletiva por todos os filiados de seus dirigentes e candidatos partidários, em todos os níveis, cláusula de acesso por desempenho eleitoral (mínimo de 10% do eleitorado nacional)e reforma do modelo de organização federativa do Estado Brasileiro para uma federação de verdade, com autonomias legislativa, tributária, judiciária e administrativa dos estados e, muita autonomia aos municípios.

    O axioma lincolniano do “do Povo, Pelo Povo, Para o Povo” deve ser acrescido do “Perto do Povo”, pois é com o Poder Local que os eleitos poderão ser realmente controlados e cobrados. Brasília é muito longe e todos os poderes se concentram lá, recheados por 75% de tudo que se arrecada no País, obrigado a trabalhar seis meses para pagar a conta.

    Se quisermos ter democracia de verdade, liberdade com responsabilidade, há que se agir objetivamente. Se não, tudo de errado ficará sempre no plano das “teorias da conspiração”, uma boa forma de desacreditar quem ousa mostrar a verdade.

    Thomas Korontai
    Presidente nacional do Partido Federalista (em formação – http://www.federalista.org.br)

  41. Helio (Rio de Janeiro) disse:

    Antonio de Freitas,
    Propostas e idéias devem ser discutidas livremente em todos os cantos. E também as pessoas atrás das propostas. A personalidade e o caráter da candidata Dilma me fazem desacreditar nas suas propostas, antes mesmo de conhecê-las. Mas penso que é obrigação do candidato aceitar o debate e expor suas idéias, o que ela não faz. Está contando com a propaganda gravada e decorada na TV. Ela entregou ao TRE sua plataforma, rubricou e depois pediu de volta para suprimir partes importantes. Será que posso acreditar que se eleita não queira então também modificá-las?

  42. Helio (Rio de Janeiro) disse:

    Dabés,
    O governo se aproveita da política religiosa e a associa a péssimas condutas. Não gosto dessa estratégia, um péssimo exemplo para os jovens. Esse comportamento é o que leva muitos a perdoar o traficante pela proteção e trabalho que ele oferece. O crime nunca pode ter justificativa. Acorda Brasil.

  43. Paulo-PI disse:

    Podemos considerar que os sistemas mais seguros e onde existem os maiores investimentos contra fraudes são os sistemas bancários e toda hora vemos os bancos recolhendo cartões de crédito e tendo que pagar por fraudes cometidas contra seus sistemas. Agora imaginem voces, um governo comunista onde todos os ministros e assistentes diretos e o partido quase todos com pouquissimas exceções ou são ou foram Assaltantes de banco, sequestradores e teroristas confessos. Voces acham que eles vão largar o osso fácil assim?
    Qualquer sistema é um queijo suiço (cheio de furos)o que ocorre é que muito é investido para minimizar estes furos. URNA ELETRONICA? FRAUDE CERTA E INCONTESTÁVEL (É SÓ QUERER).
    Não esqueçamos, a culpa não é deles, é nossa que permitimos que isso ocorra debaixo de nossas barbas.

  44. Warner disse:

    Não considero segura a urna eletrônica. Já presenciei eleições onde o resultado surpreendeu a cidade toda e é uma cidade pequena, onde dificilmente há engano das intenções de voto.

  45. Beraldo Dabés Filho disse:

    Prilidiano,

    A compra da reeleição pelo FHC e o Mensalão Mineiro do Eduardo Azeredo nada significam para você?

    Não vejo o meu partido como um ninho de anjos, mas, como bem disse o Álvaro Dias, no desabafo ao ter sua candidatura a vice abortada pelo PSDB, “em todos os partidos existem os canalhas”. A quem ele se referia, no PSDB?

    Quanto aos erros de digitação, você sabe que são fácilmente percebidos e os gramaticais midem. Não sou um especialista, mas procuro escrever corretamente e gostaria de ver os meus erros apontados, para não mais cometê-los. A propósito, uma das exigências do O&N, para publicação dos comentários é a de que eles “sejam redigidos em bom português”.

    Quanto a expressão “pentelho”, por agressiva e chula, não deveria ter sido permitida pelo O&N.

  46. Antonio Freitas disse:

    É incrível a quantidade de especulações que surgem em torno do processo eleitoral e político a cada vez que se aproxima uma eleição. quando estes não surgem de forma mais assumida pelos editoriais das empresas de imprensa e mídia e sejam, mesmo por elas, consideradas como informações não seguras não resistem à oportunidade da polêmica e da sensação. Pena que isso em nada contribua para o fortalecimentodas instituições democráticas ou com a própria democracia tão duramente recoquistada no Brasil. Penso que seria mais produtivo se todos dessem mais atenção aos projetos e propostas dos partidos e candidatos, e isso não só os que polarizam a disputa pelo governo central, mas em torno do debate de idéias que sejam aproveitadas em nosso benefício no ao final da corrida eleitoral.

  47. Leônidas disse:

    Fala-se muito em democracia, porque até hoje somos obrigados a votar? pois acho que os governantes que ai estão, já deveria ter criado leis que desobrigue nós eleitores a votar. só assim saberiam a dar valor ao nosso voto.

  48. Markut disse:

    Pelo amor de Deus. Só faltava prevalecer a volta da cédula.
    Mesmo que a urna eletrônica tenha tambem o seu calcanhar de Aquiles, voltar ao papelzinho seria a última e pior coisa a considerar.
    O passo adiante não é abolir o recurso eletrônico mas, sim, aprimorá-lo.
    O risco potencial da fraude permanecerá sempre inversamente proporcional à capacidade que a sociedade tenha de impor a sua vigilância cívica sobre a limpeza do procedimento eleitoral. Para isso, educação e esclarecimento são indispensaveis.
    Caso contrário, significa abandonar esta nossa incipiente e imperfeita democracia e
    trocá-la por um esquema façanhudo de poder atrabiliário.
    Lembro o velho bordão: todo poder corrompe, mas, poder absoluto corrompe muito mais.

  49. Prilidiano Pueyrredón disse:

    Dabés, o PSDB não está ainda no poder, apesar do risco de fraude, porque é um partido honesto, hipótese que parece não ter ocorrido a você, acostumado que está com as roubalheiras da sua turma.

    Quanto a pequenos erros de digitação, todos os cometem, inclusive você, com frequência, ninguém perde tempo criticando os outros com isso, só pentelhos como você.

  50. Caio César disse:

    Acredito que os votos deveriam ser obrigatoriamente impressos e, se assim não forem, gerarão fortes indícios de FRAUDE, que já é tão comum em nosso país. Se pessoas invadem até os computadores do Pentágono, porque se defende tento que uma urna totalmente vulnerável, é segura? Alguém esta se favorecendo com isso, com certeza…

  51. Telles disse:

    Só mais uma coisinha para complementar o meu comentário abaixo:

    Foi do Gabinete de Segurança Institucional da Presidência da República que partiu a ordem para que o sigilo fiscal de vários militares de alta patentes do Exército fossem invadido.

    Se “o programa que compõe o bloco de segurança do sistema das urnas eletrônicas foi feito pelo Centro de Pesquisas em Segurança das Comunicações (Cepesc), vinculado à Agência Brasileira de Inteligência (Abin) e, logo, ao Gabinete de Segurança Institucional da Presidência da República”, pode-se tirar uma conclusão bastante óbvia disso tudo.

    Se um Ministro do STF declarou que o PT é o “partido da bandidagem” ninguém em sã consciência pode dar crédito ao que pratica essa agremiação do mal.

    Se providências rigorosas não forem tomadas nesse próximo pleito a ex-terrorista Dilma Rousseff será a próxima ditadora do Brasil, tal como previsto no Fórum de São Paulo: a eternização de forças “socialistas no poder”.

    Viveremos uma era funesta no Brasil sob a tutela dessa despreparada politicamente e tirana ativista radical de esquerda no poder.

    Quem sobrar poderá contar a história, se houver futuro.

  52. Telles disse:

    Há muitos anos venho questionando essa falácia de que há segurança nas urnas eletrônicas brasileiras que foram “inventadas” para ludibriar os crédulos nas “boas intenções” dos políticos.
    Se Sarney, o rei dos bandidos da política brasileira, acha inconvenientes a impressão de recibos eletrônicos de votação é porque a safadeza já existe há tempos.
    A última eleição para a Presidência da República foi uma clara manipulação em prol de Lula e seus acólitos. Essa de outubro, se os partidos da oposição não entrarem no STF contra a falta de recibos comprobatórios de votos, a “vaca irá pro brejo”.

  53. acm disse:

    Vcs deveriam citar o site
    http://www.votoseguro.org/
    coordenado por um tecnico e funcionario do tribunal eleitoral (que conhece o sistema por dentro), onde e’ mostrado o grande risco de se acreditar nas eleicoes via urna eletronica.
    A razao e’ simples: os dados das urnas vao p/ os computadores do tribunal, e la (apenas) uma meia duzia de pessoas tabulam os resultados e dizem quem foi eleito (so os ingenuos nao percebem o q pode ocorrer nessa hora…)
    E nao ha como conferir esse resultado do governo, pois NAO e’ possivel recontar votos (nao ha comprovacao via voto impresso).
    Nao sem razao, essas urnas sao proibidas em paises serios.
    Alem disso, o fabricante dessas urnas esta’ sendo processado nos EUA por fraude contabil (Valor Ec. 04-jun-2010).

  54. Beraldo Dabés Filho disse:

    Caetano (Belo Horizonte)

    Errei a sua Cidade, que é a minha BH.

    Aproveito para fazer mais uma correção gramatical no comentário em que o leitor diz que o risco não pode ser “descartada”. Hummm!

    A turma do PsdB (abreviatura de Pseudônimo é Bobagem) anda escorregando demais na Língua Pátria. Fico a pensar que alguns dos seus comentários podem ter sido escritos por outras pessoas ou a elas préviamente submetidos.

  55. Beraldo Dabés Filho disse:

    Caetano (Rio de janeiro).

    Você foi direto, curto e certeiro: a urna eletrônica é segura, senão o PsdB ainda estaria no Poder.

    Era para encerrar o assunto.

  56. Claudio Gambine disse:

    Lá vem o casuiasmo; isso parece choro de perdedor antecipado, teoria conspiratória, terrorismo eleitoral. Como ter um país sério, um governo sério com eleitores ridículos?

  57. Helio (Rio de Janeiro) disse:

    Barbi, Se a Dilma mente, forja dossiês, e inventa currículo, o risco de fraude em outubro não pode ser descartada, ainda mais se é o governo que está nessa supervisão.

  58. Maria adelina disse:

    Você acha, digo eu, que um País que se preze ou seja medianamente sério,(lembrando De Gaulle) teria como presidente do senado uma “figurinha” como o José Sarney? Então, como poderemos confiar num serviço de vital importancia para o povo brasileiro( cédula de voto) que é nominado de “simples papelzinho”?

  59. LUIZ ANTONIO VIEIRA BARBI disse:

    PARA QUE GASTAR TEMPO FRAUDANDO AS ELEIÇÕES DE OUTUBRO SE A DILMA JÁ GANHOU NO PRIMEIRO TURNO??
    PROVIDÊNCIA DAS MAIS INÙTEIS…PORÉM, SE O SERRA AMEAÇAR DESPONTAR COM BONS VOTOS, ENTÃO SIM, HAVERÃO COLOSSAIS FRAUDES!!!
    MAS O QUE MAIS SE NOTA NISTO É A EXTREMA PETULÂNCIA DO GOVERNO AFIRMAR QUE É IMPOSSÍVEL HAVEREM FRAUDES DEVIDO A SEGURANÇA DA ELETRÔNICA BRASILEIRA…BRASIL DO TRE MAIS QUE PÍFIO…BRASIL DOS ALOPRADOS…SERÁ A TECNOLOGIA ELETRÔNICA BRASILEIRA A MELHOR DO MUNDO E NÓS NÃO SABÍAMOS?? SE ASSIM FOR, VAMOS COMEMORAR COM UM CARNAVAL DE PELO MENOS 1 SEMANA…

  60. Freitas disse:

    Isso é que é falta de assunto!

  61. caetano disse:

    Sim é segura. Se não fosse, o psdb estaria no poder até hoje!

  62. Helio (Rio de Janeiro) disse:

    Lu, quem paga imposto é o povo. O governo tira do miserável 100 de imposto, e devolve 10 em assistência. E o povo, que não sabe do imposto embutido que paga no pão, fica agradecidíssimo. Elite é quem tem o poder. Dinheiro e poder não faltam pra essa turma que distribui entre si um bolão: TV, telefonia, só em família. O que choca nessa turma é que ela é esperta: não investe em educação e lucra nas urnas. Nem precisam fraudar nas urnas, a fraude é anterior. Os sindicatos estão comprados, a UNE também. Já votei no Lula contra o Collor. Agora voto contra o Lula e contra o Collor. O presidente aprendeu com a elite arrogante e oportunista de São Paulo. A conjuntura lhe ajudou. A conjuntura também ajudou o governo do Garrastazu. Só que o Lula quer nos convencer que ele é o salvador da pátria. A turma usou a organização do PT e sujou o partido. Situação similar é a do morador que fica agradecido com algums vantagens que lhe dá o crime organizado na sua comunidade,e pensa que o poderoso traficante está do seu lado. Acorda.

  63. Helio (Rio de Janeiro) disse:

    Elisio acertou que não cabe achismo nessa questão de urna. Sei que não dá pra confiar na turma no poder. A questão da urna deixaria com especialistas independentes. Nunca com a turma.

  64. andre becker(Santos/SP) disse:

    urna eletronica segura?
    jamais
    em um pais podre como o nosso?

    em todas as eleições houveram golpes foram denunciados e nunca ninguem investigou coisa alguma.

    em praia grande
    sumiu uma kombi cheia de urnas
    em outra eleição o eleitor escolhia o candidato e aparecia a foto do Mourão dai o pessoal dizia que era para finalizar o voto que era apenas um erro de foto da maquina e o voto seria do candidato que o eleitor escolheu.

    em outra eleição aqui mesmo em praia grande
    milhares de pessoas mortas votaram, houve a denuncia nada aconteceu e foi comprovada a fraude
    o Lula garantiu que nao iriam tirar o prefeito eleito por fraude e ninguem tirou.

    outra eleição varios eleitores eram impedidos de votar pois eram informados que tinham votado
    chamaram a policia e tudo
    sabem o que aconteceu?

    nada;

    o governo lula ha uns 2 anos atraz
    anunciou que havia contratado hacker’s
    de computadores para confirmarem que as urnas são seguras, la vem o golpe,ai os hacker’s aprovaram que as urnas são as mais seguras, que eles nunca viram tamanha segurança,olha o golpe ai gente.

    primeiro hacker é crime
    entao onde o governo iria contrata-los

    e por ai vai
    a eleição sera roubada sim.

    se as urnas emitissem cedulas ai sim poderiamos brigar pela garantia do voto.

    só que o governo lula brigou e muito para que nao se instalassem impressoras nas urnas alegando um custo muito alto.

    mentiras é claro uma licitação dessas nas maos desses picaretas iria pagar todas asa campanhas deles.

  65. Claudio H Perez disse:

    Após o senador Antonio Magalhâes (turbinar)o placar do Congrésso ,fico cético a tudo.Desde os tempos do Coronelísmo as eleições são fraudadas ,pessoas mortas votam etc.Quanto a máquina dar um comprovante ,me parece lógico.Evitente que esta idéia tará muitos opositores ,obviamente.

  66. José Antonio Alves disse:

    Como a urna eletronica é programável, qualquer programa digital pode ser alterado ao bel prazer de seu programador. Não acredito que a urna brasileira seja segura. DEIXEM SER TESTADA POR TECNICOS INDEPENDENTES, AQUELES QUE TESTARAM AS URNAS INDIANAS E ALEMÃS, e então poderemos creu um pouquinho mais.
    Até hoje não engulo a eleição do Jaques Wagner na Bahia!!!!!
    Houve fraude ou não?

  67. Washington disse:

    Considero a urna segura. Em todas as eleições vem alguém com essas conversinhas. Quem melhor para cuidar da criptografia das urnas que um centro de desenvolvimento tecnológico formado por cientistas e técnicos capacitados – servidores públicos concursados. Talvez, deveria o TRE entregar esta tarefa para uma empresa privada, que tal? (ironia).

  68. Elisio disse:

    Pois é, eu acho que não é a questão de eu achar, ou alguém achar segura ou não essa urna. Eu quero saber a avaliação de técnicos independentes. Não cabe o leigo achar alguma coisa sobre como funciona uma caixa fechada. Acho válido sim, pressionarmos por uma avaliação de técnicos independentes. Não dá para ficarmos no ‘achismo’.

  69. João Viala Rodrigues disse:

    Em minha longa vivência de 65 anos de jornalismo, nada me surpreende em matéria de política. Não faz muito a imprensa abordou,embora superficiamente a questão da segurança das urnas eletrônicas. Foram feitas tentativas autorizadas de fraude e pairou no ar a dúvida sobre essa possibiidade. Em se tratando do PT, especialita em falcatruas, tais como têm sido conhecidas ao longo do tempo, “umazinha” a mas para beneficiar sua candidata, principalmente quando os índices vêm mantendo os empates entre Serra e Dilma,não seria surpresa…

  70. lu disse:

    não sera o PSDB que vai tentar fraudar a eleições …muitas historias ainda viram,a elitizada toda querendo isenção de impostos…p/tornar maior seus monopólios ,mas não vao não; porquer a epóca do monopólio dominante já passou …agora o BRASIL È UM PAIS DE TODOS!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!

  71. Beraldo Dabés Filho disse:

    O FHC comprou o instituto da reeleição por R$ 500 mil para cada senador. Porque tanto dinheiro? Será que ele tinha certeza de que iria ser eleito no 1º turno?

    Não circulou na Internet mas, depois de tanta importância dada pelo autor às suspeitas levantadas por Brizola (soou como carinhoso chamá-lo de “velho caudilho”), ficou permitido imaginar que sim, pois naquele momento a “máquina” estava nas suas sujas mãos. Ou não?!

    Chega de hipocrisia!

  72. João Cirino Gomes disse:

    Só não há risco de galinha c–ar na calça; vc acharia que após Lula criticar tanto seus adversarios, existiria risco de com eles se aliar? E alguem iria imaginar que depois de Lula criticar tanto os enriquecimentos ilicitos, o Seu filho Lulinha iria se tornar sócio do Bandido Daniel Dantas se tornar genial e empresario debaixo do nosso naris? rsrsr

  73. Aline Carneiro disse:

    Trabalhei na última eleição e AFIRMO que a Urna eletrônica é muito segura, sim. O sistema da urna não tem nenhuma espécie de possibilidade de acesso remoto, a única “porta de entrada” é através do teclado. Antes de começar a votação, insere-se um disquete em branco e imprime-se tudo que está registrado nele, a chamada “zerésima” e o disquete é lacrado. Os votos são registrados no disquete durante todo o processo e, ao fim, assim que termina a votação, imprime-se 4 boletins de urna, com o conteúdo do disquete que é imediatamente registrado, entregue ao TRE junto com dois dos boletins. O terceiro é afixado na seção eleitoral e o quarto fica disponível para a consulta dos fiscais de partido. Qualquer discrepância entre o conteúdo dos disquetes e a impressão dos boletins seria facilmente detectável pelos fiscais.
    Justamente a IMPOSSIBILIDADE de acesso remoto que difere nossa urna dos modelos tentados na holanda e na alemanha. E a diversidade de pessoas que se voluntariam ou são convocadas para trabalhar na eleição que a torna, sim, um processo idôneo e transparente.

  74. Carlos Campos disse:

    Acho sim, que a urna eletrônica deveria imprimir um comprovante do voto do eleitor, lógicamente identificado com o número do título. Legalidade? Seria suficiente a elaboração de lei para tal.
    A questão, é que não daria tempo para a aplicação nas eleições de outubro 2010,com os legisladores que temos.
    Não considero a urna eletrõnica segura, principalmente quando se tem no poder gente como as do PT e seus comparsas, nem um pouco confiáveis, como ja cansaram de provar a toda a Nação. Dirão que não sabiam de nada, não viram nada, não assinaram nada, talvez assinaram mas não leram, como diria a Dilma, etc,etc,etc……

  75. Valmir Mendes de Carvalho disse:

    Não custa nada tornar público essa possibilidade; afinal, alguem está no controle; a carne é fraca.

    Valmir M. Carvalho

  76. João Cirino Gomes disse:

    A maior fraude é sermos obrigados a votar em quem os próprios politicos escolheram! E para quem quiser se livrar de seus algozes, eu aconselho a votar Nulo: Basta clicar 000 e confirma! Eu mesmo não votarei em ex ladrão e muito menos no menos pior!

    A maior fraude é sermos obrigados a votar em quem os próprios políticos escolheram! E para quem quiser se livrar de seus algozes, eu aconselho a votar Nulo: Basta clicar 000 e confirmar! Não vote em ex ladrão e muito menos no menos pior!

  77. Elzire Cavalcanti Brito disse:

    Não, não considero a urna eletrônica segura e partindo do PT, sempre há o risco de alguma maracutaia acontecer, o que é uma pena no caso das eleições, porque perdemos a oportunidade de nos livrar dessa praga que vem assolando nosso país.

  78. ivan lippi disse:

    Nada no Brasil é seguro principalmente porque falta confiança no Governo não só do PT mas de qualquer político. Suas trapaças e artimanhas são sobejamente conhecidas.

  79. Augusto da Rocha Costa D'Oliveira disse:

    Você acha que a urna eletrônica deveria imprimir um comprovante de voto para o eleitor? Sim e mais uma coisa, num país democrático, votar não deveria ser obrigatório.

    Você considera a urna eletrônica segura? Não, pois o TSE não cede urnas para testes independentes e não há impressão dos votos para uma eventual recontagem.

Sua Opinião

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios são marcados *