Início » Notícia » Ilhas Kiribati: a primeira vítima do aquecimento global
Meio ambiente

Ilhas Kiribati: a primeira vítima do aquecimento global

Habitantes do arquipélogo são a primeira população a se mudar inteiramente de território por causa das mudanças climáticas. Mas drama deverá se repetir nas próximas décadas

Ilhas Kiribati: a primeira vítima do aquecimento global
Devido ao aumento do nível do mar, arquipélagos serão varridos do mapa

Três arquipélagos de Kiribati acabam de lançar um anúncio desesperado: “Ilhas paradisíacas procuram território para compra. Causa: mudança urgente”. De fato, este éden localizado entre a Polinésia e a Micronésia está com os dias contados. A subida do nível do mar ameaça varrer do mapa seus 33 atóis, desalojando os seus pouco mais de 100 mil habitantes.

Para o presidente de Kiribati, Anote Tong, o inimigo é facilmente reconhecível. Em uma entrevista à BBC, ele culpou as mudanças climáticas do planeta, e admitiu que negociava com o governo de Fiji para comprar 2 mil hectares de terra em Vanua Levu, a segunda maior ilha de Fiji. O problema, porém, é saber para onde deslocar os atuais habitantes da ilha que deverão ceder seus lugares para os kiribatianos. Outra alternativa seria construir ilhas artificiais do tamanho de plataformas petroleiras, antigo projeto do presidente de Kiribati, que parece ainda mais irrealista.

Ao longo da história, civilizações inteiras desapareceram por causa de mudanças climáticas e esgotamento dos recursos locais. Mas, caso consiga mesmo um novo lar, a população de Kiribati será a primeira a migrar, inteiramente, em função do aquecimento global. Os habitantes terão que procurar empregos e se adaptar a um novo país. Um drama que tem grandes chances de se repetir nos próximos anos, em outros lugares do mundo, e que por isso mesmo antecipa algumas questões a serem enfrentadas por futuras gerações. Como acomodar os “fugitivos” do aquecimento global? Eles se tornarão uma nova espécie de refugiados?

“Os kiribatianos precisarão de empregos, não serão refugiados, mas imigrantes com competências a oferecer, um povo que terá lugar na comunidade”, disse Tong ao jornal Telegraph.

Um dos países que mais recebem imigrantes, os Estados Unidos podem enfrentar uma situação semelhante no futuro. Segundo uma nova pesquisa, o aumento do nível dos oceanos pode atingir cerca de 3,7 milhões de norte-americanos que vivem poucos metros acima do nível do mar. Para os pesquisadores, inundações costeiras em níveis que antes eram extremamente raros podem se tornar uma ocorrência frequente até a metade do século 21.

Fontes:
Zegreenweb - Les îles Kiribati pourraient être entièrement évacuées à cause du réchauffement climatique
The New York Times - Rising Sea Levels Seen as Threat to Coastal U.S.

Os comentários são de responsabilidade de seus autores e não refletem a opinião deste site

1 Opinião

  1. francisco paulo cavalcante disse:

    que sirva de alerta para toda costa brasileira, especuladores imobiliarios estão consntruindo condominios em dunas, se não tomarem medidas emergenciais em breve o desatre no Brasil será sem precedente

Sua Opinião

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios são marcados *