Início » Brasil » Política » Imigrantes da Líbia desaparecem no Mar Mediterrâneo
Europa

Imigrantes da Líbia desaparecem no Mar Mediterrâneo

Barco quebrou durante viagem à Europa e passageiros desapareceram

Imigrantes da Líbia desaparecem no Mar Mediterrâneo
Número de imigrantes aumentou desde o início dos confrontos na Líbia

Prezados leitores, o Opinião e Notícia encerrará suas atividades em 31/12/2019.
Agradecemos a todos pela audiência durante os quinze anos de atuação do site.

Um barco que tentava chegar à Europa, com cerca de 270 imigrantes ilegais, quebrou durante a viagem deixando os passageiros desaparecidos no Mar Mediterrâneo. Os desaparecidos, que segundo a agência de notícia TAP, estavam fugindo da violência na Líbia, podem ter se afogado durante a confusçao ao deixar a embarcação.

A embarcação apresentou problemas quando estava a cerca de 20 quilômetros da ilha tunisiana de Kerkennah. A guarda costeira da Tunísia informou que 570 passageiros já foram resgatados, mas o mau tempo prejudica os trabalhos de resgate.

Desde o início dos confrontos na Líbia, há cerca de dois meses, a fuga de imigrantes norte-africanos para a Europa aumentou consideravelmente. Mais de 27 mil refugiados e imigrantes ilegais chegaram à ilha de Lampedusa, na Itália, desde o início de 2011. A maioria destas pessoas são refugiadas de países árabes do norte da África.

A Otan já investiga a informação de que 61 imigrantes africanos morreram de fome e sede em uma embarcação no Mediterrâneo, após militares terem ignorado seu pedido de ajuda. O barco ficou à deriva por 16 dias, com 72 pessoas a bordo, entre elas 20 mulheres e duas crianças. A Otan e a França, que teriam recusado socorro, negam a acusação.

Fontes:
O Globo - Mais de 200 imigrantes desaparecem no mar após barco quebrar no Mediterrâneo

Os comentários são de responsabilidade de seus autores e não refletem a opinião deste site

Sua Opinião

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios são marcados *