Início » Notícia » Islamistas tuaregues tomam Tombouctou
Mali

Islamistas tuaregues tomam Tombouctou

Testemunhas dizem que grupo armado islamita Ansar Dine Tuareg invadiu a cidade e expulsou rebeldes da Libertação Nacional

Segundo testemunhas, o líder do grupo armado islamita Ansar Dine Tuareg (defensor do Islã) e uma das principais figuras das rebeliões tuaregues, Iyad AgGhaly, tomou controle, na segunda-feira, 2, da cidade de Timbuktu (noroeste de Mali) e derrubou o rebelde de Libertação Nacional de Azawad (MNLA).

“Iyad chegou esta manhã com cinquenta veículos. Eles tomaram a cidade, expulsaram o povo MNLA que estava lá, queimaram a bandeira do MNLA e colocaram sua bandeira no campo militar da cidade”, afirmou Moussa Haidara, um operador de câmera que filmou a entrada de Iyad Ag Ghaly na cidade.

Esta informação foi confirmada por moradores da cidade, incluindo o chefe de um dos principais hotéis em Timbuktu.

Líderes da África Ocidental vão decidir nesta segunda-feira, 2, se imporão sanções ao Mali, depois de militares golpistas do país anunciarem que vão devolver o poder aos civis a fim de evitar isolamento diplomático e econômico. Um prazo de 72 horas dado pelo bloco regional Comunidade Econômica dos Estados da África Ocidental (CEDEAO) para que os soldados comecem a voltar aos quartéis expirou durante a noite, enquanto os rebeldes separatistas do norte diziam ter completado uma ofensiva-relâmpago no sul, tomando três capitais regionais em três dias, diante do recuo das unidades militares.

Remi Ajibewa, diretor de assuntos políticos do bloco, acusou o chefe da junta militar, capitão Amadou Sanogo, de tentar “ganhar tempo” com as promessas de restaurar a Constituição e todas as instituições estatais antes de convocar eleições. Ele disse, porém, que uma decisão sobre sanções só seria tomada numa cúpula marcada para segunda-feira no Senegal, aproveitando a posse do novo presidente desse país, Macky Sall.

Os comentários são de responsabilidade de seus autores e não refletem a opinião deste site

Sua Opinião

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios são marcados *