Início » Brasil » Política » Justiça revoga liminar que paralisava obras da hidrelétrica de Belo Monte
Obra liberada

Justiça revoga liminar que paralisava obras da hidrelétrica de Belo Monte

Decisão de revogar a liminar foi tomada após a afirmação que não haverá bloqueio ou impedimento ao trânsito de embarcações pesqueiras

Justiça revoga liminar que paralisava obras da hidrelétrica de Belo Monte
Máquinas já estão na região do Rio Xingu para construção de hidrelétrica (Reprodução/Internet)

Prezados leitores, o Opinião e Notícia encerrará suas atividades em 31/12/2019.
Agradecemos a todos pela audiência durante os quinze anos de atuação do site.

A liminar que determinava a paralisação das obras de construção da Hidrelétrica de Belo Monte, no Rio Xingu, foi revogada nesta sexta-feira, 16, pelo juiz federal Carlos Eduardo Castro Martins. Em setembro, o próprio juiz mandou paralisar parcialmente as obras. A paralisação foi feita a pedido da Associação dos Criadores e Exportadores de Peixes Ornamentais de Altamira (Acepoat) que realiza atividades de pesca no local.

Leia também: Empreiteiras abandonam consórcio de Belo Monte
Leia também: Ibama libera construção de Belo Monte
Leia também: Bom senso prevalece na batalha por Belo Monte

A decisão de revogar a liminar foi tomada após a garantia de que não haverá bloqueio ou impedimento ao trânsito de embarcações pesqueiras, já que estão previstos mecanismos de transposição enquanto ocorre a construção. Com isso, foram liberadas as obras no leito do Rio Xingu, entre elas a implantação de porto, explosões, implantação de barragens, escavação de canais entre outras obras necessárias para a construção da hidrelétrica.

De acordo com o juízo da 9ª Vara, a pesca não será impedida durante as obras, pois o curso da água não sofrerá alterações, sem influenciar, portanto, o habitat das espécies ornamentais.

Fontes:
Estadão - Justiça revoga liminar que impedia obras da Hidrelétrica de Belo Monte

Os comentários são de responsabilidade de seus autores e não refletem a opinião deste site

Sua Opinião

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios são marcados *