Início » Brasil » Política » Marketing político: construindo um ‘alguém’ para as massas
campanha eleitoral

Marketing político: construindo um ‘alguém’ para as massas

Por Layse Ventura e Paula Araujo

Marketing político: construindo um ‘alguém’ para as massas
Marina Silva não vai usar marketeiro em sua campanha

Prezados leitores, o Opinião e Notícia encerrará suas atividades em 31/12/2019.
Agradecemos a todos pela audiência durante os quinze anos de atuação do site.

Meses antes de disputar as eleições para a presidência da República, a pré-candidata Marina Silva (PV-AC) anunciou que não vai utilizar um publicitário para gerenciar sua campanha, o chamado marketeiro. Marina alega que não precisa ser transformada em outra mulher para ser eleita. A decisão levanta dúvidas quanto à importância deste profissional em campanhas eleitorais.

Para a professora de Comunicação da Universidade Estadual do Rio de Janeiro (Uerj) Alessandra Aldé, a iniciativa de Marina Silva já faz parte de uma jogada de marketing. “Isto é coerente com sua estratégia. Mas, em termos de competitividade, não é bom, pois todo marketeiro contribui positivamente. Ele usa de recursos para melhorar e popularizar a imagem do político”, afirmou a especialista em marketing eleitoral. Já o historiador Oswaldo Munteal, especialista em História Social, discorda. “É como se ela estivesse dizendo: ‘eu me basto’. Este gesto impacta de forma positiva, ela deu um salto à frente dos outros.”

Com a finalidade de construir uma imagem pública, o marketing político se transformou, ao longo das duas últimas décadas, em uma área mais profissional. O publicitário assumiu uma responsabilidade determinante para o resultado das eleições. A partir de 1989, no embate entre Fernando Collor de Mello (PRN) e Luiz Inácio Lula da Silva (PT) , a contratação do marketeiro passou a ser frequente. Em 2002, o auge da profissão foi atingido pelo baiano Duda Mendonça. Ele conseguiu eleger o presidente mais votado na história do país, Lula.

Para explicar a lógica da comunicação política, Alessandra Aldé apontou um pensamento de Duda Mendonça: “Todo mundo tem um lado bom e um lado mau. O marketeiro vai tentar mostrar o lado bom e esconder o mau”. Segundo ela, a democracia contribui para o funcionamento desse esquema. “A vantagem do nosso sistema político é a transparência na revelação dos objetivos de cada candidato. Por isso, ele tem que ser mais cauteloso ao se expor.”

A tecnologia desempenha um papel primordial no desenvolvimento de novas estratégias de marketing. Depois do jornal, do rádio e da televisão, é a vez da internet. “Todo político tem uma história, mas é difícil imaginar a chegada dele ao público sem recursos audiovisuais”, complementa Munteal.

De acordo com o Observatório da Imprensa, o marketing político moderno no mundo teve início oficial em 1952. Nesse ano, o general Dwight Eisenhower (1890-1969) contratou a agência publicitária BBDO para auxiliá-lo na campanha presidencial norte-americana. No entanto, a preocupação dos políticos com a imagem pode ser registrada desde a Grécia Antiga, quando se dedicavam intensamente à arte da retórica. Maquiavel e Luis XIV também se utilizaram da fala para construir positivamente suas imagens.

Na história da humanidade, a personalidade mais curiosa no campo do marketing político foi Hitler, de acordo com ambos os especialistas. Devido à sua importância, o período do ‘Terceiro Reich’ é, até hoje, um dos mais estudados pelos pesquisadores de comunicação política. Hitler soube conduzir as massas inicialmente de forma política, porém, com o decorrer dos anos, alinhou ao foco militar.

No Brasil, este tipo de artifício teve início em1894, na campanha de Prudente de Moraes. Depois dele, nomes como Jânio Quadros, Getúlio Vargas e Juscelino Kubitschek se utilizaram do que mais tarde configuraria o chamado marketing político.

Os comentários são de responsabilidade de seus autores e não refletem a opinião deste site

8 Opiniões

  1. luiz antonio vieira barbi disse:

    ÓTIMO ARTIGO QUE BEM DEMONSTRA A ARTIFICIALIDADE DO DITO PROCESSO DEMOCRÁTICO!!!
    EM VEZ DE UM CANDIDATO, TEMOS QUASE UM BELO EMBUSTE…
    VEJAM O ESFORÇO EM TRANSFORMAR A DILMA…ATÉ CIRURGIAS PLÁSTICAS VALERAM…A IMAGEM DELA É EMPURRADA DE VÁRIAS FORMAS, A MAIS CONHECIDA, COMO MÃE DO PAC…
    TAMBÉM, EM TERMOS MAIS RECENTES, LEMBRA DO JÂNIO E DO JUSCELINO…
    QUEM SE LEMBRA DO QUE FOI APONTADO E TRABALHADO COMO O SIZUDO E SÉRIO PROFESSOR DA VILA MARIA?? O QUE DISTRIBUIU VASSOURINHAS DIZENDO QUE IA VARRER A CORRUPÇÃO DO BRASIL??
    QUEM SE LEMBRA DO DANÇARINO E FREQUENTADOR HABITUAL DA CONFEITARIA COLOMBO QUE FOI TRABALHADO COMO O HOMEM QUE IA RESOLVER EM 5 ANOS DE MANDATO 50 ANOS DE ATRASO BRASILEIRO??
    PORÉM, O MAIS TRISTE É A EXPRESSÃO MASSAS, MOSTRANDO QUE A QUESTÃO ESSENCIAL É TRATAR O ELEITORADO COMO UMA MASSA A SER CONDUZIDA…PARA ONDE SE DESEJAR…

  2. Azarias disse:

    O capital avança em todas as frentes e na área que lhe é peculiar e que é de todo o seu domínio: “A propaganda é a alma do negócio” ou “Quem não aparece não é lembrado”. Justamente em busca do poder e para não deixá-lo escorregar pelos dedos, nada mais justo que utilizar seu modo de vender o peixe: O Marketing”.

  3. Markut disse:

    Partindo da meia verdade do Duda: todos temos um lado bom e um lado mau.
    Só que , mesmo o lado bom, da propaganda marqueteira,é um”lado bom” forjado ao gosto e ao alcance da massa eleitora que, no nosso caso, é mantida , historicamente, desinformada e anestesiada.
    Falta o cidadão consciente cuja capacidade de escolher corretamente independa do que um Duda Mendonça tenha bolado para enfiar um engodo goela abaixo do eleitor ignorante.

  4. Beraldo Dabés Filho disse:

    É como diria o “povão” que não tem nada de (eleitor) ignorante, até mesmo pelo contrário: Duda Mendonça é um monstro sagrado do marketing político. Está comprovado que é um profissional competente e, porisso, muito bem sucedido na vida. Desmerecê-lo e criticá-lo é uma mistura de hipocrisia com dor de cotovelo.

  5. João Cirino Gomes disse:

    O povo esta meio arisco depois de tantos erros! Pelo menos a esta ainda desejo boa sorte! Mas o candidato tem que ser muito bom, não para ele mesmo como tantos foram!
    E nesta já temos 510 anos de governos coniventes, oportunistas, corruptos, acomodados, ladrões, enganadores, submissos ou bananas; ou então, não seriamos mais um país de terceiro mundo, e tão explorados! Pois o Brasil tem condições de ser o melhor, e mais rico país do planeta em todos os sentidos!
    A pretensão é esclarecer a população e não criticar este ou aquele candidato ou governo, porem, para se exigir comprometimento dos políticos e o cumprimento das leis, precisamos esclarecer a realidade e demonstrar as falcatruas cometidas por todos!
    Alguns dizem que, uns e outros fizeram isso ou aquilo!
    Então digam, se entre tudo que uns, e outros governos fizeram, não foi mais em benefícios próprios, ou o de suas corruptelas e familiares?
    Alguns só embolsaram e mexeram no dinheiro que já estava ganho!
    Mas nada fizeram, para aumentar a produção, à renda, e melhorar o nível de vida do cidadão!
    Muitos prometeram empregos, mas nunca cumpriram a meta prometida!
    Muitos roubaram os direitos dos aposentados; e outros que criticaram os ladrões anteriores, continuam roubando os velhinhos!
    Milhões de moradias sempre foram promessas!
    Sempre ouvimos reportagens a respeito de melhora na Educação, na Saúde, e na Segurança, mas o tempo passa e nos mostra que na realidade só existe regressão em todos os sentidos!
    Muitos falam em pagar a divida externa, e outros até vivem se vangloriando por tê-la pago; mas na realidade, a divida esta aumentando!
    Mas as conversas, as promessas e os papos furados continuam a todo vapor!
    E o preço do combustível, que dizem pertencer ao povo, tornou-se um absurdo!
    Para o povo, só aumentam mesmo, as despesas e os impostos!
    E com a maior cara de pau, ainda tem descarado usando o dinheiro dos trabalhadores, “FGTS” para financiar a copa do mundo!
    Qual é a vantagem para o trabalhador?
    Se o trabalhador precisa emprestar, tem que pagar altos juros, mas quando usam seu dinheiro do FGTS, ele não tem lucro! Isso é justiça?
    E os políticos descarados e hipócritas continuam pregando, igualdade social e uma justa distribuição de renda, mas a realidade, o que estamos vendo é só injustiça!
    E o governo federal segue perdoando as dividas dos países que devem ao Brasil!
    Fazer cortesia com o que não lhe pertence, e não suou para ganhar é fácil!
    Quais os benefícios, que este procedimento pode gerar ao país e a população?
    Isso é patriotismo?
    E ainda, quer nos fazer digerir uma ex-ladra, ex-assaltante e assassina para nos representar, e governar a Nação!
    Pior, é que esta fazendo campanha antes de época, e com verbas dos cofres publico as nossas custas!
    E as palavras incertas sobre democracia continuam, pois no Brasil, os políticos sempre se colocaram acima da mesma lei que criaram e cidadão é obrigado a respeitar!
    Este procedimento nada tem de Democrático, e definitivamente é injusto!

    Olha a sacanagem que os petistas chamam de estratégia política!
    Articuladores petistas estão recrutando agitadores ao preço de R$ 50.00 cinqüenta reais a diária, para fazerem passeata e incentivarem greve em São Paulo, na intenção de desmoralizar o Governador José Serra!
    E os trabalhadores, nem percebem que estão sendo usados como massa de manobra!
    Notem que os mais agitadores não são nem professores, nem trabalhadores! Mas apenas são apenas agitadores, pagos para conturbar a ordem, nos tirar a paz com suas anarquias!

  6. João Cirino Gomes disse:

    Para o povo questionar

    Para o povo questionar, as premissas que embasam!
    O presente colapso, econômico e social que passam!

    Por conta disso, se acostumaram, a conviver com a economia!
    Que financia o estelionato político, o caos social e a tirania!

    O sistema capitalista, plenamente falido acompanha o spread bancário!
    E da maneira que nos mostram, é uma aberração irrefutável e falsário!

    Um grupo de bandidos, institucionalizados e banqueiro!
    Empresta a 10% aos Estados, e a 100% ao Brasileiro!

    E desse mesmo Estado 80%, serve para financiar campanhas, e abastecer a corrupção!
    Desta maneira, o roubo foi se impregnando, nas entranhas do país e na mente do cidadão!

    Tudo passa como “normal”, enquanto que na verdade!
    Este é um crime gigantesco; inaceitável em sociedade!

    E contra o povo brasileiro, produz somente os piores flagelos!
    Pois vai criando bandos sem opção, de marginais denegridos!
    Roubando o pão de crianças, concentrando o poder financeiro, nas mãos dos piores bandidos!

    Tornam as verbas de nossos impostos, um crime ilícito, mas institucional!
    E o povo já percebeu, que o político brasileiro é o CANCER NACIONAL!

    Mas 2010 vêm aí, gente!
    Vamos preparar o povo e a mente!
    E fazer uma limpeza de cloaca, nessa elite neofascista!
    Que infesta o presente, não desanime nem desista!

    Seremos otimistas, temos forças e vamos em frente!
    Retirar os corruptos, que degradam a sociedade inocente!

  7. Manoel Gomes disse:

    Muito importante levantar esta questão. Mas é óbvio que a especialista iria discordar da atitude de Marina Silva. A atitude da candidata despreza o trabalho de Alessandra Aldé.

  8. Fábio Amâncio disse:

    Acredito que Marina Silva esteja enganada. O marketing político não transforma uma personalidade, apenas atenuamos potenciais de um candidato. Candidato não é um produto que podemos mudar o rótulo. Esse rótulo existe, o que podemos é transformar esse rótulo com organização, atenuando as qualidades que julgarmos importantes após as pesquisas qualitativas e quantitativas.
    Abraços a todos, espero ter contribuído.

Sua Opinião

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios são marcados *