Início » Brasil » Política » Morte de chefe militar expõe racha entre rebeldes
Líbia

Morte de chefe militar expõe racha entre rebeldes

Abdel Fattah Younes foi morto por sua própria escolta quando estava a caminho de Benghazi

Morte de chefe militar expõe racha entre rebeldes
Abdel Fattah Younes foi morto nesta quinta (Fonte: Reprodução/Agência Efe)

Abdel Fattah Younes, o ex-ministro do Interior de Muammar Khadafi e chefe militar da oposição Líbia morto nesta quinta-feira, 28, foi assassinado pelos próprios rebeldes.

Leia também: Londres expulsa diplomatas líbios
Leia também: Ministro britânico afirma que Khadafi pode permanecer na Líbia
Leia também: EUA reconhecem conselho rebelde como governo da Líbia
Leia também: Khadafi tem ‘plano suicida’ para destruir Trípoli

Younes foi morto por sua própria escolta quando estava a caminho de Benghazi, bastião rebelde, e seu corpo foi jogado nas imediações da cidade.

Lealdade de Younis em xeque

Ali Tarhounium, membro do Conselho Nacional de Transição (CNT) — entidade reconhecida por parte da comunidade internacional como o governo legítimo da Líbia — disse que o líder da milícia responsável pelo crime foi preso e teria confessado que seus subordinados mataram o líder militar.

A morte misteriosa de Abdel Fattah Younes expôs boatos de um racha entre os rebeldes líbios. Parte da oposição em luta armada contra Khadafi desconfiava da lealdade de Younes, que desertou em fevereiro do exército da Líbia.

Fontes:
Veja - Rebelde confessa que assassionou líder militar

Os comentários são de responsabilidade de seus autores e não refletem a opinião deste site

Sua Opinião

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios são marcados *