Início » Pelo Mundo » Newt Gingrich vence primárias da Carolina do Sul
Estados Unidos

Newt Gingrich vence primárias da Carolina do Sul

Vitória mostra que ex-líder da Câmara não foi afetado por entrevista polêmica de sua ex-mulher

Newt Gingrich vence primárias da Carolina do Sul
Telão anuncia vitória de Newt Gingrich nas primárias da Carolina do Sul

Depois de ter conseguido apenas o quarto lugar em Iowa, e o quinto em New Hampshire, o ex-líder da Câmara, Newt Gingrich, conseguiu uma surpreendente vitória nas primárias do Partido Republicano na Carolina do Sul. Com esse resultado, as três primeiras primárias foram vencidas por três candidatos diferentes (Rick Santorum foi declarado vencedor em Iowa, e Mitt Romney venceu em New Hampshire), e o único a não se sagrar vencedor ainda, o congressista texano Ron Paul, conseguiu mais de 20% nos dois primeiros estados, e cerca de 13% na Carolina do Sul. Embora muitos apontassem que a corrida republicana terminaria cedo com uma indicação antecipada do ex-governador de Massachussets, os resultados do estado sulista – e o recente apoio do governo do Texas, Rick Perry, à campanha de Gingrich – mostram que a luta pela definição do adversário de Barack Obama na eleição presidencial será muito mais acirrada que o imaginado.

A pergunta política que todos se fizeram nos últimos dias – seria a entrevista de Marianne Gingrich, na qual ela afirma que Gingrich queria que eles mantivessem um “casamento aberto” para que pudesse manter um relacionamento com sua ex-amante e atual terceira esposa, Callista Bisek, capaz de arruinar as intenções presidenciais de seu ex-marido nas primárias da Carolina do Sul – teria como resposta um vago “talvez”. E para boa parte da imprensa norte-americana, a resposta no caso seria: provavelmente não. Porém, levando em conta o recente comício de Gingrich em Orangesburg, e o resultado das primárias no estado, é possível afirmar que a entrevista da antiga sra. Gingrich pode ter ajudado seu ex-marido.

Cerca de 700 pessoas se amontoaram em um teatro local para celebrar Gingrich, e se preocuparam mais com suas críticas ferozes a John King, moderador do debate republicano na CNN, do que com as palavras de sua ex-mulher. Foi pura demagogia, é claro, mas como diz o jornalista Rod Dreher, foi uma demagogia eficiente.

Logo, a vitória de Newt Gingrich se deve ao fato de ele ter entendido o quanto os republicanos da Carolina do Sul estavam loucos por uma briga. Oradores que antecederam seu discurso elogiaram o desempenho de Gingrich nos debates, e disseram apoiá-lo não por suas posições políticas, mas porque veem nele alguém capaz de confrontar Barack Obama de maneira eficiente. Gingrich deu uma aviso à “esquerda acadêmica, à elite midiática e aos democratas esquerdistas” de que a campanha seria “sobre o fim de seu domínio do poder nos Estados Unidos”. Ele se alternou entre afirmações de que que Obama era um perigoso radical e acusações de que ele é um incompetente, e a incompatibilidade dessas duas acusações não parece ter sido notada nem por ele, e muito menos por seu público.

Isso pode ter funcionado na Carolina do Norte, mas e depois? Bem, numa questão sobre imigração, Gingrich afirmou que se opõe à deportação em massa, e defende que residentes de longa data ligados às comunidades tenham seu status de imigração devidamente legalizados, e que imigrantes sem documentos levados aos Estados Unidos na infância devem receber a cidadania se servirem nas forças armadas: uma espécie de versão light do DREAM Act. Isso o deixa à esquerda de Mitt Romney no campo da imigração, o que pode ajudá-lo nas duas próximas primárias, na Flórida e em Nevada, estados com grandes populações hispânicas. No Twitter, Gingrich agradeceu aos republicanos do estado: “Obrigado, Carolina do Sul! Ajudem-me a dar um nocaute na Flórida”.

 

Fontes:
The Economist - Newtmentum
CNN.com - Gingrich: S.C. 'decided to be with us in changing Washington'
Folha.com - Boca de urna aponta Gingrich como vencedor na Carolina do Sul

Os comentários são de responsabilidade de seus autores e não refletem a opinião deste site

1 Opinião

  1. Áureo Ramos de Souza disse:

    As eleições dos States é uma tremenda zorra, aparece candidatos de todos os lados e no final só vai dá Obama, o negão está copiando LULA, tudo pelo popular.

Sua Opinião

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios são marcados *