Início » Brasil » Política » Seca forçará governo do Texas a tomar medidas severas
The Economist

Seca forçará governo do Texas a tomar medidas severas

Grande seca que assolou a maior parte do estado este ano não dá sinais de abatimento

Seca forçará governo do Texas a tomar medidas severas
Cidade de Robert Lee, no Texas (Reprodução/Internet)

Prezados leitores, o Opinião e Notícia encerrará suas atividades em 31/12/2019.
Agradecemos a todos pela audiência durante os quinze anos de atuação do site.

Este ano o Texas teve o verão mais quente jamais registrado em qualquer estado norte-americano. Em setembro incêndios florestais varreram a cidade de Bastrop, nos arredores de Austin, destruindo mais de mil casas. Milhares de gados foram vendidos. A cidade de Big Spring, perto do centro de petróleo de Midland, pretende reciclar água do esgoto para beber; dois dos reservatórios que abastecem a cidade estão quase vazios. A grande seca que assolou a maior parte do estado este ano não dá sinais de abatimento. Os climatologistas do estado acham que o desastre natural pode durar até o fim da década.

Mas o fato mais preocupante pode ser que os infortúnios com a água no Texas são estruturais. Uma população que está crescendo precisa de mais água. Entretanto, o suprimento disponível deve diminuir, já que alguns aquíferos estão se esgotando, e certas áreas do estado ficarão sob novas regulamentações. As regiões que têm água o bastante não podem simplesmente canalizá-la para os lugares mais secos. Se nada for feito, alertam especialistas, o prejuízo econômico pode chegar a $115,7 bilhões por ano até 2060.

O plano do Conselho de Desenvolvimento de Água do Texas (Texas Water Development Board, TWDB) para 2012, que deve ser aprovado no final de novembro, recomenda 562 novos projetos para construir novos reservatórios, melhorar a conservação da água e prevenir a erosão do solo. Mas os projetos recomendados pelo TWDB custariam estimados $53 bilhões, e ainda deixariam alguns lugares necessitados. “Bom, eu acho que a gente precisa rezar por chuva”, disse Chris Wingert, o diretor geral do Distrito Municipal de Água do Centro-Oeste do Texas em Albilene.

Fontes:
The Economist - The thirsty road ahead

Os comentários são de responsabilidade de seus autores e não refletem a opinião deste site

Sua Opinião

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios são marcados *