Início » Notícia » O único senador que votou contra o voto aberto em cassações
Lobão Filho

O único senador que votou contra o voto aberto em cassações

Votação aconteceu em dois turnos, que terminaram com os placares de 56 votos a um e 55 votos a um, respectivamente

O único senador que votou contra o voto aberto em cassações
Senador Lobão Filho (PMDB-MA) (Fonte: Reprodução/AE)

Prezados leitores, o Opinião e Notícia encerrará suas atividades em 31/12/2019.
Agradecemos a todos pela audiência durante os quinze anos de atuação do site.

O Senado aprovou nesta quarta-feira, 4, o fim do voto secreto para processos de cassação na casa por quebra de decoro parlamentar. A proposta segue agora para a Câmara dos Deputados. 

A votação aconteceu em dois turnos, que terminaram com os placares de 56 votos a um e 55 votos a um, respectivamente. O único senador que votou contra o voto aberto em processos de cassação foi Lobão Filho (PMDB-MA).

Cassação de Demóstenes

Também nesta quarta-feira a Comissão de Constituição e Justiça do Senado aprovou o pedido de cassação do senador Demóstenes Torres. A cassação de Demóstenes deve ser votada no plenário do Senado na próxima quarta-feira, 11.

Na Câmara, a proposta terá que ser aprovada em comissão especial e no plenário, em dois turnos de votação, de modo que a votação sobre a cassação de Demóstenes ainda vai acontecer com o voto secreto.

Fontes:
Estadão - Senado aprova fim do voto secreto em processos de perda de mandato parlamentar
G1 - Integrantes da CCJ aprovam pedido de cassação de Demóstenes

Os comentários são de responsabilidade de seus autores e não refletem a opinião deste site

10 Opiniões

  1. Geraldo euclides disse:

    Este cidadão é um lobinho o filho do Lobão, nascido no Maranhão aonde está o império do sarney (vulgo do josé ribamar) aonde tudo acontece; que vergonha esse lobinho só voltou contra pensando que seria maioria, mas quebrou a cara e ficou pichado, mas não dará em nada pois nas próximas eleições alguns “desinformados” darão-lhes outro empregão desses ai em Brasília, que vergonha, lobinho!

  2. Gibran Shalom disse:

    Fora de tom…mas em sintonia com a democracia o voto do Senador.

  3. Troiano disse:

    Pelo menos os eleitores já tem um nome em quem NÃO votar nas próximas eleições para o senado.

  4. Júlio Cardoso disse:

    Por 56 votos a favor e um contra, o Senado finalmente agiu de forma republicana. Mas o biônico senador Lobão Filho, que não recebeu um voto sequer para estar no Senado, foi a única nota destoante. Certamente, acostumado com o seu Maranhão de atos subjacentes, cujos políticos do clã Sarney e de seu pai só querem tirar vantagem de forma velada, não gosta de mostrar a cara pelas posições tomadas. O Parlamento não é lugar de parlapatão e nem de poltrão.
    E ao Gibran Shalom, se não estiver de gozação, o voto do senador biônico é democrático, mas imoral.

  5. affonso rique disse:

    O site não explica os motivos do voto do senador para votar a favor da safadeza. Assim é impossível condenar. No entanto, eu gostaria de saber qual o interesse desses jovem em esconder o jogo, quando até minha empregada discute corrução. Não seria melhor trocar essa gente!!?? (não minha empregada, mas alguns senadores). Alguem poderia solicitar a esses senador para explicar-me esse voto?
    Affonso Rique

  6. Mauricio Fernandez disse:

    Lobão Filho é senador sem ter recebido sequer UM VOTO. O pai, Ministro de Minas e Energia o colocou como seu suplente ao senado. Uma vergonha. Sabendo que seria chamado para um cargo no governo da Dilma resolveu deixar tudo em familia.

  7. GERA disse:

    Deve ser cria do sarney. normal

  8. Viko Cesar disse:

    Este também tem o rabo preso! A escola foi boa! Tal pai, tal filho!

    E, de onde ele vem…

  9. Leidy Santos disse:

    No mínimo esse LOBÃO FILHO está devendo alguma coisa.
    VOTAR CONTRA O VOTO NULO???
    Isso, nem eu e nem ninguem aceita!

  10. Leidy Santos disse:

    ATENÇÃO POPULAÇÃO DO MARANHÃO!
    ANOTEM O NOME DESSE SENADOR!
    ELE NÃO MERECE O NOSSO VOTO!!!

Sua Opinião

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios são marcados *