Início » Economia » Internacional » ONU vai reconstruir Gaza pela última vez, diz Ban Ki-moon
Faixa de Gaza

ONU vai reconstruir Gaza pela última vez, diz Ban Ki-moon

Segundo o secretário-geral da ONU, palestinos e israelenses estão testando a paciência do mundo

ONU vai reconstruir Gaza pela última vez, diz Ban Ki-moon
Ban Ki-moon pediu o fim do lançamento de foguetes a partir de Gaza, do contrabando de armas e do bloqueio do território (Reprodução/AP)

Prezados leitores, o Opinião e Notícia encerrará suas atividades em 31/12/2019.
Agradecemos a todos pela audiência durante os quinze anos de atuação do site.

Em uma sessão especial da Assembleia Geral das Nações Unidas realizada nesta quarta-feira, 6, o secretário-geral ONU, Ban Ki-moon, advertiu que o órgão está disposto a reconstruir Gaza, porém, pela última vez.  “Devemos seguir assim: construindo, destruindo, construindo, destruindo? Voltaremos a reconstruir, mas esta deve ser a última vez”, disse o secretário-geral.

Ban Ki-moon alertou que palestinos e israelenses estão testando a paciência do mundo e pediu o fim do lançamento de foguetes a partir de Gaza, do contrabando de armas e do bloqueio do território. O secretário solicitou investigação rápida dos ataques às instalações da ONU e outras suspeitas sobre violação da lei internacional pelos israelenses. Ele ressaltou que as atividades militares não são justificativas para colocar a vida de civis em perigo.

O primeiro-ministro israelense, Benjamin Netanyahu, desmentiu, em entrevista coletiva, o secretário-geral da ONU, afirmando que a ofensiva israelense foi “justificável e proporcional” à ameaça dos militantes islâmicos que controlam a Faixa de Gaza. “O povo de Gaza não é nosso inimigo, o nosso inimigo é o Hamas,” afirmou.

Mediadores egípcios já se reuniram com líderes israelenses para negociar uma extensão da trégua para 120 horas, ou seja, até o próximo sábado, 9. Nesta quarta-feira, os mediadores se reunirão com os negociadores palestinos para tentar um cessar-fogo mais duradouro em Gaza. A questão de desarmamento não está em pauta.

Desde o início dos confrontos em Gaza, 1.875 palestinos, 67 israelenses – incluindo três civis – foram mortos. A devastação provocada no território palestino pelos ataques obrigou metade dos 1,8 milhões de habitantes a deixar suas casas.

Fontes:
OGlobo-ONU promete reconstruir Gaza 'pela última vez', diz Ban Ki-moon

Os comentários são de responsabilidade de seus autores e não refletem a opinião deste site

Sua Opinião

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios são marcados *