Início » Economia » Internacional » Os franceses e a monarquia: viva a rainha
França e a Monarquia

Os franceses e a monarquia: viva a rainha

Os franceses se tornaram há muito voyeurs ávidos das monarquias dos outros países

Os franceses e a monarquia: viva a rainha
Elizabeth II conquistou mais aplausos do que aquele dedicado ao presidente americano (Reprodução/AP)

A capital da república francesa é mais conhecida por decapitar monarcas do que por celebrá-los. Mas Paris entrou em transe devido à visita de estado da rainha Elizabeth da Inglaterra na semana passada. A chegada da rainha à cerimônia internacional na praia “Sword” para comemorar os 70 anos do Dia-D gerou um aplauso mais entusiasmado que aquele dedicado ao presidente americano.

Por que os franceses são tão simpáticos à rainha com o reinado mais longo do mundo? Em parte porque ela simboliza a era pós-guerra na qual a sua república moderna nasceu: ela foi coroada em 1953 e conheceu todos os presidentes da Quinta República. Sua afeição pela França e o domínio da língua também ajudam.

Outra razão é que os franceses, destituídos de sua própria monarquia, se tornaram há muito voyeurs ávidos das monarquias dos outros países. No entanto, talvez a razão oculta para o fervor real francês seja uma inveja secreta misturada a um arrependimento. Inquiridos em uma pesquisa sobre o que achavam, hoje em dia, da execução de Luís XVI em 1793, uma parte maior dos franceses (29%) a julgou mais “injusta” do que compreensível (23%). Os franceses “têm um complexo de realeza”, escreveu Hervé Gattegno no Le Point, e ergueram sua república sobre tradições monárquicas em uma tentativa de compensar essa ausência.

Fontes:
The Economist-Why the French love Britain’s queen

Os comentários são de responsabilidade de seus autores e não refletem a opinião deste site

Sua Opinião

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios são marcados *