Início » Brasil » Política » Dilma demite mais seis do Ministério dos Transportes
Escândalo

Dilma demite mais seis do Ministério dos Transportes

Desde o anúncio de corrupção no Ministério dos Transportes, sete funcionários do alto escalão da pasta foram demitidos

Dilma demite mais seis do Ministério dos Transportes
Paulo Passos (foto) demitiu três funcionários; outros três foram demitidos por Hoffmann (Reprodução)

Prezados leitores, o Opinião e Notícia encerrará suas atividades em 31/12/2019.
Agradecemos a todos pela audiência durante os quinze anos de atuação do site.

Mais seis pessoas envolvidas com os escândalos do Ministério do Transporte foram exonerados nesta terça-feira, 19. Quatro são assessores do ministério ligados ao deputado Valdemar Costa Neto (PR-SP) e ao ex-ministro Alfredo Nascimento. Os outros dois são coordenadores do Departamento Nacional de Infraestrutura de Transportes (Dnit).

Leia também: Representante do PT no Dnit é afastado por Dilma
Leia também: Oposição quer CPI dos Transportes mesmo durante recesso
Leia também: Diretor do Dnit é afastado por suspeitas de corrupção

As exonerações foram publicadas nesta terça no Diário Oficial da União. Três foram assinadas pela ministra da Casa Civil, Gleisi Hoffmann — dos servidores José Osmar Monte Rocha, Estevam Pedrosa, Darcy Michiles. O ministro dos Transportes, Paulo Sérgio Passos, foi responsável por demitir a funcionária Maria das Graças de Almeida, e os servidores do Dnit Luiz Cláudio dos Santos Varejão, do cargo de coordenador-geral de Operações Rodoviárias, e Mauro Sérgio Fatureto, coordenador de Administração Geral.

José Osmar do Monte Rocha, ex-assessor para assuntos administrativos da pasta, ajudou na contratação de uma empresa de fachada pelo Dnit no valor de R$ 18,9 milhões. Já Darcy Michiles era Secretário de Fomento para Ações de Transportes do ministério. Maria das Graças Almeida trabalhava com ele na secretaria. Estevam Pedrosa era um dos principais assessores do ex-ministro Nascimento na pasta.

Desde o anúncio de corrupção no Ministério dos Transportes, sete funcionários do alto escalão da pasta foram demitidos. É esperado ainda o desligamento de Hideraldo Luiz Caron, diretor de Infraestrutura Rodoviária do Dnit, e de Felipe Sanches, presidente interino da Valec.

Fontes:
Estadão - Planalto demite mais seis no Ministério dos Transportes

Os comentários são de responsabilidade de seus autores e não refletem a opinião deste site

Sua Opinião

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios são marcados *