Início » Brasil » Política » Plínio de Arruda Sampaio, mais um presidenciável
Eleições 2010

Plínio de Arruda Sampaio, mais um presidenciável

Concorrendo pelo PSOL, o ativista político é presidente da Associação Brasileira de Reforma Agrária (ABRA)

Plínio de Arruda Sampaio, mais um presidenciável
Plínio de Arruda Sampaio é candidato pelo PSOL (Fonte: Outra política)

Prezados leitores, o Opinião e Notícia encerrará suas atividades em 31/12/2019.
Agradecemos a todos pela audiência durante os quinze anos de atuação do site.

Plínio Soares de Arruda Sampaio é o mais novo pré-candidato à presidência da República. O advogado se candidatou neste mês, durante a 3ª Conferência Nacional, realizada na Casa do Estudante Universitário da Universidade Federal do Rio de Janeiro (UFRJ). Concorrendo pelo PSOL, o ativista político é ex-presidente da Juventude Universitária Católica, onde militou durante muitos anos.

Sampaio foi promotor público, deputado federal constituinte e atualmente preside a Associação Brasileira de Reforma Agrária (ABRA), além de dirigir o semanário Correio da Cidadania, jornal que circula em São Paulo. A entrada na vida pública aconteceu no governo do ex-governador paulista Carvalho Pinto, em 1958. Nesse ano, ele foi indicado para assumir a subchefia da Casa Civil. No ano seguinte, Plínio tornou-se coordenador do Plano de Ação do Governo, função que ocupou até 1962. Ainda no governo Carvalho Pinto, foi secretário dos Negócios Jurídicos, e entre 1961 e 1962 chegou a trabalhar na prefeitura da cidade de São Paulo como secretário do Interior e Justiça.

O possível futuro presidente é conhecido por ser militante de esquerda desde o início da vida pública, quando era líder da ala de oposição do PDC (Partido Democrata Cristão). Em 1962, foi eleito deputado federal pelo PDC e tornou-se membro da Comissão de Economia, da Comissão de Política Agrícola e da Comissão de Legislação Social. Plínio Sampaio foi relator do projeto de reforma agrária, que integrava as reformas de base do governo João Goulart. O modelo de reforma proposto por Plínio despertou a fúria de muitos latifundiários brasileiros.

Plínio de Arruda Sampaio iniciou na carreira pública em 1958, na sub-chefia da Casa Civil (Fonte: Estadão)

A ditadura fez com que o político se exilasse no Chile e nos EUA, voltando ao Brasil somente em 1976, seis anos depois. A aliança com o ex-presidente Fernando Henrique Cardoso foi desfeita após o descumprimento de um acordo por parte de FHC, segundo Plínio. Em vez de criar um novo partido, como combinado, FHC teria preferido fortalecer a legenda MDB. Em 1980, a decepção fez com que Plínio Sampaio se filiasse ao PT, recém-criado na época. O político foi o autor do estatuto do partido e um dos idealizadores de seus núcleos de base. Dois anos depois, candidatou-se a deputado federal paulista, tornando-se primeiro suplente.

Seis anos depois, Plínio Sampaio foi o deputado federal mais votado do PT depois de Luiz Inácio Lula da Silva. A luta pelo fim do latifúndio foi travada mais uma vez e o deputado ficou conhecido nacionalmente por propor e defender um modelo constitucional de reforma agrária.

Quando concorreu ao cargo de governador pelo estado de São Paulo, em 1990, Sampaio foi derrotado pelo então secretário de Segurança Pública Luiz Antônio Fleury Filho, do PMDB. A trajetória política no Partido dos Trabalhadores teve fim em 2005, quando Plínio Sampaio começou a discordar do rumo que o partido tomava. A partir desta data, o PSOL passou a condizer com os interesses do advogado. Em 2006, ano seguinte à filiação no novo partido, Plínio Sampaio se candidatou a governador do Estado de São Paulo.

Os comentários são de responsabilidade de seus autores e não refletem a opinião deste site

12 Opiniões

  1. weller marcos disse:

    WELLER MARCOS
    Em 1962 estávamos militando no movimento estudantil na UBES, que convivia com a UNE no mesmo prédio da praia do Flamengo. O pessoal da JUC, da JEC, da AP jogava sempre no lado adversário ao dos militantes do PC do B e da Polop -vistos e autenticados como movimentos de esquerda revolucionária! Essa gente ligada à Igreja Católica em 1962 até o golpe de 64 sempre trabalhou para dividir o movimento operário-estudantil; até, desfilou na “Marcha com Deus pela Família e a Propriedade “, que acabou tirando o presidente João Goulart do Poder. É difícil acreditar que tenham mudado e assumido o ideal dos atuais mivimentos de esquerda. O senhor Plínio Arruda Sampaio terá dificuldades para convencer o eleitorado sobre suas propostas e as razões da divergência com o PT que hoje simboliza melhor o projeto socialista no Brasil. Essa afirmação de ” modelo de reforma agrária” proposto em 1962 quando foi deputado -não convence! A História registra que a verdadeira luta camponesa do Movimento pela Reforma Agrária foi, inquestionavelmente, feita por Francisco Julião; o Grupo dos Onze; e por José Porfírio – em Goiás. O resto é trote!
    Adios Muchachos

  2. Peter Bernad disse:

    Pesoas de alto Gabarito e o que falta en este Brasil,Chega de tantos Guerrilheros en este Governo, que tanto incomoda de tantas roubalheras, e sem Ética nenuma,
    { Por um Brasil Melhor }

  3. peterson correa pimentel disse:

    O brasil esta sendo maquiado pelo PAC, o MST quer a reforma agraria, a CUT reivindica aumento de salario, o judiciário esta em greve, os escândalos do governo federal não choca mais ninguém, uma nova crise esta se formando na Europa e a marolinha pode cruzar o atlântico, pelo jeito nosso presidente vai ter que usar sua influencia para chamar as meninas super poderosas Dilminha, Roseaninha e Martinha, para subir no palanque e discursar no dia do trabalho, Bla Bla Bla, não agüentamos mais escutar conversa fiada, o povo brasileiro esta ficando falido de tanto pagar impostos, até o bolsa família caiu na malha fina, só temos que ficar de olho no desastre ambiental no Estados Unidos como tudo é especulação, é bem capaz que aumentem o preço do combustível aqui no brasil, mais segundo o planalto, o Sr. Luiz Inácio Lula da Silva já entrou em contato com o Capitão Planeta e seus protetores Hugo Chavés e o Fidel Castro para ajudar nosso amigo Barack Obama.

    Peterson Correa Pimentel
    http://www.terceiromundo.spaceblog.com.br
    http://lacomunidad.elpais.com/del-tercer-mundo

  4. Hilda disse:

    Francisco Julião não é aquele que delatou o seu movimento? Plinio de Arruda Sampaio pode ter idéias ultrapassadas, mas ninguém como ele sabe dos crimes cometidos pelo PT. Ele é como uma caixa preta. Pode não se eleger, mas pode clarear pra nós o que se passa nessa nova organização que age sempre longe da ética.

  5. Apolonio Prestes disse:

    Plínio de Arruda Sampaio é um coitado fracassado, frutrado, tentando realizar seus ideais de esquerda dos anos 60. Ele precisava atualizar suas ideias.

  6. Paulo C. Donatti disse:

    Senhor Plinio de Arruda Sampaio, se Vossa Senhoria tem o minimo de dignidade terá a obrigação de abrir a caixa preta que se encontra a quadrilha do PT

  7. Paulo C. Donatti disse:

    Senhor Plinio de Arruda Sampaio, se Vossa Senhoria tiver o minimo de dignidade abrirá a caixa preta que envolve a quadrilha do PT a qual o Sr.fez parte por muito tempo.

  8. Eugênio P. Avelar disse:

    Já tenho em quem votar!!!!
    Aliás, o Psol está com um belo time. Vou citar mais dois bons políticos dos seus quadros: Chico Alencar e Flávio Arns – irmão da saudosíssima Dra. Zilda Arns.

  9. Carlos disse:

    Este Plínio já está com pé na cova. Seria uma boa opção no passado.

  10. Fernando Fernandes Filho disse:

    O Plínio merece ser respeitado como qualquer pessoa porém, ontem no debate da Record, foi deselegante várias vezes com a candidata Dilma Russef do PT, inclusive chamando-a de incompetente. Chegou a dizer que ela era uma invenção do presidente Lula e que era de direita. Ela retrucou com autoridade e disse-lhe que quem viera da direita para a esquerda fora ele. Interessante que tanto ele como Serra, que trabalharam no Chile, depois da queda do governo socialista de Allende foram morar nos EUA, logo o país imperialista que ajudara (com a CIA) a derrubar o governo chileno. Isto é muito interessante…

  11. Maria do Carmo disse:

    Respeito a trajetória política do sr. Plínio Salgado, porém no debate de ontem ele deselegante com a candidata Dilma. O inimigo alí não era ela em quem ele tentou bater.
    Velho companheiro de lutas sociais e do PT deveria ter respeitado mais o passado da candidata dilma.

  12. Wheslley disse:

    Plinio não foi deselegante e não teve falta de respeito. Afirmar verdades do passado e colocar o seu ponto de vista não se trata de falta de respeito. O meu voto seria nulo, mas esse homem me fez mudar de opnião, mesmo que não ganhe prefiro jogar meu voto nele pela coragem e firmesa nas palavras ditas em todos os debates. O problema do Brasil é que os brasileiros votam por partidos, ou votam em quem sai na frente nas pesquisas.

Sua Opinião

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios são marcados *