Início » Brasil » Política » Sul do Sudão se torna independente
Referendo

Sul do Sudão se torna independente

A algumas horas do resultado final da votação, Omar Hassan al Bashir tinha declarado aceitar e respeitar a decisão do sul do país

Sul do Sudão se torna independente
Presidente do Sudão, Omar Bashir, discursa para pessoas em Cartum (Fonte: Reuters)

Prezados leitores, o Opinião e Notícia encerrará suas atividades em 31/12/2019.
Agradecemos a todos pela audiência durante os quinze anos de atuação do site.

O sul do Sudão se tornou independente, conforme anunciou nesta segunda-feira, 7, o presidente da Comissão Eleitoral do Sudão, Mohammed Ibrahim Khalil. Do total, 98,83% dos eleitores foram a favor da separação do território.

A declaração foi feita após a manifestação de Omar Hassan al Bashir, presidente sudanês, de aceitar a independência da parte sul do país.

“Hoje vamos anunciar, diante do mundo todo, nossa aceitação e respeito pela escolha do povo do sul. Os resultados finais do referendo são conhecidos, e são pela secessão. Vamos nos comprometer com o resultado final”, disse ele em Cartum.

A votação foi realizada em 9 de janeiro, e colocou fim a décadas de guerra civil entre o norte e o sul do Sudão. Após o anúncio oficial, entidades como a União Africana e a ONU devem reconhecer a independência do sul.

Além de definir a fronteira, as duas partes vão ter de se acertar sobre a concessão de cidadania e a divisão de recursos hídricos do Nilo. O petróleo afeta a maior parte dos acordos, pois a linha divisória entre os dois países passa em uma região rica em reservas de petróleo. De qualquer forma, espera-se uma cooperação entre as partes, pois o sul do Sudão tem a maior quantidade de reservas, e o norte tem a infraestrutura.

Leia mais:

As diferentes visões sobre o referendo do Sudão

O poder da Igreja no Sul do Sudão

Fontes:
Reuters - Presidente do Sudão aceita independência do sul do país

Os comentários são de responsabilidade de seus autores e não refletem a opinião deste site

Sua Opinião

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios são marcados *