Início » Notícia » Putin reconhece irregularidades nas eleições
Rússia

Putin reconhece irregularidades nas eleições

'É claro que houve violações. Precisamos identificá-las, investigá-las e deixar tudo às claras', afirmou o futuro presidente russo

Putin reconhece irregularidades nas eleições
Putin: vitória com 64% dos votos (Fonte: Reprodução/AFP)

Prezados leitores, o Opinião e Notícia encerrará suas atividades em 31/12/2019.
Agradecemos a todos pela audiência durante os quinze anos de atuação do site.

Após diversas denúncias de fraudes, o primeiro-ministro e ex-presidente russo, Vladimir Putin, que venceu as eleições presidenciais com 64% dos votos, admitiu nesta terça-feira, 6, que houve irregularidades no pleito do último domingo, 4.

Leia também: Eleições russas: comparecimento às urnas na Chechênia foi de 107%
Leia também: Oposição não reconhece vitória de Putin
Leia também: Putin vence eleição sob suspeita de fraude

Em entrevista à agência de notícias RIA Novosti, o futuro presidente da Rússia ressaltou: “É claro que houve violações. Precisamos identificá-las, investigá-las e deixar tudo às claras”.

Também nesta terça, manifestantes contrários à vitória de Putin que haviam sido presos durante protestos começaram a ser libertados. Estima-se que, no total, entre 500 e mil pessoas tenham sido detidas durante manifestações em Moscou e em São Petersburgo.

Uso da força poderia ter sido evitado

O segundo colocado nas eleições presidenciais russas, o candidato Gennady Zyuganov, que obteve 18% dos votos, não reconhece o resultado como legítimo. Já Mikhail Prokhorov, o terceiro colocado na disputa, disse em seu perfil no Twitter que “o uso da força e a prisão de políticos e opositores poderia ter sido evitado”, ressaltando ainda que a manifestação foi pacífica.

O governo russo, por sua vez, reprimiu as manifestações sob o argumento de que elas não tinham autorização oficial.

Fontes:
O Globo - Vladimir Putin admite que houve irregularidades nas eleições

Os comentários são de responsabilidade de seus autores e não refletem a opinião deste site

Sua Opinião

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios são marcados *