Início » Brasil » Política » ‘Resistência’ de Khadafi teria 20 mil combatentes
Guerra da informação

‘Resistência’ de Khadafi teria 20 mil combatentes

Filho de Khadafi disse que há 20 mil combatentes em Sirte prontos para enfrentar as forças rebeldes e a Otan

‘Resistência’ de Khadafi teria 20 mil combatentes
Prisão de Saif Al Islam chegou a ser anunciada (Fonte: Reprodução/Reuters)

Dois dias após o governo interino da Líbia ter dado um ultimato de rendição à cidade natal de Muammar Khadafi, Saif Al Islam, filho do ditador líbio, anunciou Sirte como quartel-general da “resistência”.

Leia também: Após a Líbia, rebeldes precisam conquistar a África
Leia também: Filhos de Khadafi se contradizem em declarações públicas
Leia também: Liderança interina líbia rejeita força da ONU
Leia também: Cidades leais a Khadafi têm 3 dias para se renderem, dizem rebeldes

Em declarações ao canal internacional de televisão sírio Al Rai, Saif Al Islam disse que há 20 mil combatentes em Sirte prontos para enfrentar as forças rebeldes e a Otan.

‘Guerra da informação’

Saif Al Islam chegou a ser anunciado como prisioneiro das forças rebeldes, embora depois ele mesmo tenha reaparecido em público, livre, em mais um capítulo da chamada “guerra da informação” sobre a Líbia.

O filho de Khadafi, considerado o homem forte do regime do seu pai, disse ainda que as forças leais ao regime atacaram uma brigada militar rebelde a oeste de Trípoli e também impuseram “muitas perdas” aos seus inimigos durante os últimos enfrentamentos no “palácio-bunker” de Bab al-Aziziya, residência oficial do ditador.

Fontes:
Veja - Filho de Kadafi decreta Sirte o quartel-general do regime

Os comentários são de responsabilidade de seus autores e não refletem a opinião deste site

1 Opinião

  1. Carlos U. Pozzobon disse:

    O cerco a Sirte e a derrota final de Kadafi vai nos dar um desfecho final da ditadura do coronel, mostrando a verdadeira personalidade que está por trás dos ditadores quando cercados. Em vez de se entregarem, preferem levar consigo todos os seus capangas e o povo tornado refém. Será um banho de sangue, com sofrimentos humanos atrozes como tentativa de redimir seu reinado de terror e jogar a culpa sobre seus combatentes. Espero que o Ocidente não entre no jogo de vitimismo que Kadafi está aprontando para a eventualidade de um desfecho prolongado, onde os escudos humanos esquartejados sejam usados para a clemência do déspota.

Sua Opinião

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios são marcados *