Início » Brasil » Política » Um em cada dez deputados federais responde a ações penais
Réus

Um em cada dez deputados federais responde a ações penais

Os parlamentares são acusados de crimes como formação de quadrilha, corrupção, lavagem de dinheiro e apropriação indébita.

Um em cada dez deputados federais responde a ações penais
Jader Barbalho corre o risco de não poder disputar as eleições

Dez por cento dos deputados federais que tentam um novo mandato nas eleições de outubro estão sendo julgados no Supremo Tribunal Federal (STF). Dos 481, 45 são réus. Com os quatro senadores que se encontram na mesma situação, o total dos que devem explicações à Justiça é de 49.

Os parlamentares respondem a crimes como formação de quadrilha, corrupção, lavagem de dinheiro, apropriação indébita e outros. A Lei da Ficha Limpa, que veda a candidatura de políticos com condenação em órgão colegiado ou que renunciaram ao mandato para escapar do processo de cassação, foi responsável por ameaçar a candidatura de oito dos réus. O candidato ao senado pelo PMDB, Jader Barbalho, e o deputado federal que tenta se reeleger Paulo Maluf, do PP, são alguns deles. Em decisões tomadas em conjunto por magistrados, em outros processos e esferas da Justiça, Maluf foi considerado culpado. Já Jader Barbalho corre o risco de ficar fora da disputa eleitoral por ter renunciado ao mandato às vésperas de se tornar alvo de processo de cassação por quebra de decoro.

De todas as acusações, o crime de peculato – apropriação ou desvio de valores, bens móveis, que o funcionário adquire em função do cargo que exerce – foi o que mais aconteceu. Foram 16 acusações. A pena prevista é de dois a 12 anos de reclusão. Mas muitos dos acusados não parecem estar muito preocupados com a situação. Isto porque 42 dos 49 processados trabalham para continuar no Congresso.

Leia mais:

Ficha Limpa é inconsistente em diversos estados

Procuradores questionam quase 400 candidaturas

Fontes:
Congresso em foco - Dez por cento dos deputados candidatos são réus

Os comentários são de responsabilidade de seus autores e não refletem a opinião deste site

2 Opiniões

  1. João Cirino Gomes disse:

    Que adianta ser réu? Eles nunca devolvem um centavo daquilo que roubam? Podem exercer vários cargos ao mesmo tempo, tem varias mordomias e varias aposentadorias!
    Acabam tendo privilégios maiores que o cidadão exemplar, que nem uma multa de transito tem?
    Esta é a justiça brasileira!
    Mas a espada da verdadeira justiça esta prestes!

  2. Robson M N disse:

    Concordo com o comentário do amigo João Cirino Gomes.
    Apenas ser réu não basta. Precisamos que esses políticos/criminosos sejam condenados, e o que eles roubaram (exato, corrupção é roubo) tem que ser devolvido aos cofres públicos.
    Apenas ser réu e depois ser absolvido não ajuda o Brasil em nada.

Sua Opinião

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios são marcados *